DELEGADO QUE TOMOU DEPOIMENTO DE MARCOS VALÉRIO DESMENTE “NOTÍCIA” DA VEJA

A notícia suspeita da insuspeita Veja já foi desmentida ontem mesmo pelo empresário Ronan Maria Pinto, citado na reportagem como fonte de Marcos Valério. Ele garantiu que nunca disse nada a Valério que pudesse corroborar o besteirol publicado pela Veja.

E até o professor Marco Antônio Villa, notório desafeto do ex-presidente Lula, disse que a reportagem da Veja é um desserviço ao jornalismo. Villa mencionou que, ao final da longa matéria da revista, o autor do texto diz que Valério não apresentou nenhuma prova concreta do que relatou.

Ou seja, a reportagem narra um monte de inverdades e, nas últimas linhas, afirma não haver provas do que foi narrado. O PT diz que vai processar a Veja, enquanto o ex-ministro Gilberto Carvalho – que foi citado na matéria – diz que vai processar Marcos Valério.

Hoje, é a vez do delegado que ouviu Valério desmentir mais essa fake News fabricada contra o Lula. Deu no Brasil 247:

A capa da revista Veja desta semana é uma farsa, construída com ajuda de quem quer influir no julgamento sobre a prisão a partir da condenação em segunda instância.

“O Marcos Valério nunca afirmou que Lula é o mandante do assassinato de Celso Daniel”, disse ao DCM o delegado Rodrigo Pinho de Bossi, a autoridade que tomou o depoimento que Veja utiliza para construir a versão de que o ex-presidente está envolvido na morte do ex-prefeito de Celso Daniel.

“A Veja está querendo influir no julgamento da segunda instância, e nessa farsa posso dizer com certeza, que há a ação de Mara Gabrilli”, afirmou, em referência à senadora do PSDB que é filha de um empresário do setor de ônibus que admitiu, em depoimento a uma CPI de Santo André, que participou, conscientemente, do esquema de corrupção que existia na cidade mesmo antes da administração petista.

Desde a morte de Celso Daniel, no entanto, Mara Gabrilli tem feito de um caso de corrupção uma trama de violência política, colocando seu pai (e a si mesma) como vítima. Rodrigo Bossi de Pinho sabe do envolvimento de Mara Gabrilli na farsa que Veja constrói porque foi procurado nesta semana por ela. “Mara Gabrilli me ligou diversas vezes essa semana, tentando me influenciar a liberar o vídeo da oitiva. Não dei”, contou.

“Sabia que eles estavam tentando influenciar no julgamento do STF”, acrescentou.

2 comentários

  • Manoel Lopes

    Mas não é exatamente isso que a Folha de SP faz? Faz uma matéria acusando seus desafetos de crimes baseado em supostas informações. O VerdeValdo faz isso tbm, divulga supostos diálogos sem atesta-los e vcs presumem que são verdadeiros. Com relação a matéria da veja vcs só estão experimentando do próprio veneno.

  • Rapizodia

    Ô Manoel! O que escreveu não tem o menor nexo e você sabe disso. Propagar desinformação só piora as coisas e é o que o atual governo tem feito com muita frequência. O intercept teve acesso a diálogos que até agora não foram desmentidos, o silêncio de alguns interlocutores e os pedidos de desculpas de outros, atestam a veracidade. As revelações da revista Veja são o pior do jornalismo e mostram explicitamente a decadência do veículo. Então, eu vou a um jornal ou revista e faço denuncia contra você e por si só já é verdade? Pensa bem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *