DIGA-ME COM QUEM ANDAS…

Lembram-se do ex-prefeito de Valentim Gentil e ex-presidente da AMOP, Liberato Rocha Caldeira. Em fevereiro de 2011, ele e mais o presidente de um Sindicato de Caminhoneiros reuniram-se, aqui em Jales, com o prefeito Parini, para, juntos, organizarem um movimento conspiratório pela duplicação da ‘Euclides da Cunha’.

Alguns dias após a tal reunião, provavelmente inspirado por Caldeira, o nosso premiado estadista foi ao rádio, onde classificou a promessa de duplicação da ‘Euclides da Cunha’, feita pelo ex-governador tucano Alberto Goldman, como um “estelionato eleitoral”, fraude, engodo e outros adjetivos parecidos.

Pois bem, vejam agora a notícia de hoje, do site Região Noroeste, sobre a candidatura do Liberato Caldeira, que está a fim de voltar à Prefeitura de Valentim Gentil:

A justiça Eleitoral impugnou a candidatura do ex-prefeito de Valentim Gentil, Liberato Rocha Caldeira, baseando-se na Lei da Ficha Limpa (64/90 e 135/10).

Conforme despacho da Juíza, Carolina Marchiori Consenso, o candidato é inelegível pelo cometimento de ato de improbidade administrativa, pois, devido à ação lesiva ao patrimônio público, foi condenado por colegiado, tendo, inclusive, seu processo, transitado em julgado desde 18 de novembro de 2011.

Para a Justiça Eleitoral, o ex-prefeito Liberato já se encontrava inelegível, pois seus direitos políticos estavam suspensos conforme decisão do Conselho Nacional de Justiça.

Segundo entendimento do CNJ, em decorrência da condenação por atos de improbidade administrativa que lesou o patrimônio público e a suspeita de enriquecimento ilícito, o ex-prefeito Liberato não está apto a exercer cargos públicos, como o de prefeito. 

A notícia completa, do Região Noroeste, pode ser lida aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *