DOMINGO, NA TRIBUNA

O jornalista Paulo Reis Aruca teve acesso, no final da tarde dessa sexta-feira, ao famoso processo da Facip 1997, que envolve o prefeito Humberto Parini, seu cunhado Ronaldo José Alves de Souza, o ex-prefeito Rato, o empresário João Luiz Tressi e mais duas pessoas. A devolução do processo, que estava no Tribunal de Justiça-SP, à 4a. Vara de Justiça de Jales causou uma série de boatos durante a semana e um festival de informações desencontradas.  

Na edição de domingo, de A Tribuna, a reportagem de Paulo Aruca vai contar tudo sobre o pedido de cumprimento da sentença, feito pelo Ministério Público, o que inclui a cassação do prefeito Humberto Parini, a devolução de mais ou menos R$ 300 mil, e outras punições. Aruca vai contar também qual foi a decisão tomada pela juíza Renata Vilalba Nunes, com direito a fotos de partes interessantes do processo. A matéria vai esclarecer se o mandato de Parini depende ou não do ministro Joaquim Barboza (foto), do Supremo Tribunal Federal.

Além do caso Parini, a Tribuna vai estar falando da Facip 2011, que começa na quarta-feira; dos R$ 9,5 milhões conseguidos pelo Hospital de Câncer, inclusive com o nome da senhora que doou R$ 5 milhões ao hospital; do atraso na entrega dos uniformes escolares na rede municipal de ensino; dos graves problemas das estradas rurais do município; da intenção do prefeito Parini de doar uma parte do terreno da Rodoviária para o Sesi; e muitas outras matérias interessantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *