EX-AMANTE DIZ QUE FHC BENEFICIOU GLOBO COM EMPRÉSTIMOS DO BNDES

images_cms-image-000482682

Deu no Brasil 247:

Em nova entrevista, desta vez ao jornalista Joaquim Carvalho, publicada no DCM, a ex-amante de FHC, Mirian Dutra, dá detalhes da sua relação com o ex-presidente e de como ele usou o cargo para esconde-la. Segundo ela, o ex-diretor de jornalismo da Globo, Alberico de Souza Cruz, pode ter recebido uma concessão de uma TV em Minas Gerais como “retribuição pelo bem que fez ao Fernando Henrique Cardoso” por ajuda-la a sair do Brasil. Mirian fala também de sua irmã, a quem chama de ‘cunhadinha do Brasil’ e sugere que ela também se beneficiou da relação com FHC. A ex-amante do ex-presidente também ataca a Globo, que, segundo ela, a manteve contratada para ser beneficiada em negócios com o BNDES.

Abaixo os principais trechos da matéria:

Mirian chama sua saída do Brasil de um autoexílio, e diz que o diretor de jornalismo da Globo à época, Alberico de Souza Cruz, padrinho do seu filho Tomás, o ajudou muito nessa saída.

“Eu gosto muito do Alberico, e ele dizia que me ajudou porque me respeitava profissionalmente. Éramos amigos, conhecíamos segredos um do outro, mas eu fiquei surpresa quando, mais tarde, no governo de Fernando Henrique, ele ganhou a concessão de uma TV em Minas. Será que foi retribuição pelo bem que fez ao Fernando Henrique por me ajudar a sair do Brasil?”

No caso de Alberico, ela não passa da insinuação, mas quando o assunto é uma de suas irmãs, Margrit Dutra Schmidt, a jornalista é direta. Segundo Mirian, a irmã era dona da Polimídia, uma empresa de lobby em sociedade com o marido, Fernando Lemos, que cresceu nos anos 90, com a venda de serviços de gestão de crise.

“A minha irmã tinha as portas abertas em tudo quanto é lugar e era chamada de ‘a cunhadinha do Brasil.’ Agora soube que ela tem um cargo de assessora do Serra no Senado e não aparece para trabalhar. Eu não sabia, mas não fiquei surpresa. Este é o bando de gente para quem ela sempre trabalhou. E o Serra eu conheço bem.”

“Por que a imprensa não vai atrás dessas informações? A minha irmã, funcionária pública sem nenhuma expressão, tem um patrimônio muito grande. Só o terreno dela em Troncoso vale mais de 1 milhão de reais. Tem conta no Canadá e apartamentos no Brasil. Era a ‘cunhadinha do Brasil’”.

No que diz respeito a seu contrato com a Globo, nos anos que ela considera de exílio no exterior, Mirian quebra o silêncio e vai além das declarações protocolares. “Sabe o que eles fizeram comigo? Ensaboa mulata, ensaboa…”, diz, cantarolando a música de Cartola.

Segundo ela, quem ensaboava era Carlos Henrique Schroeder, atual diretor geral da Globo, na época o número 2 do jornalismo.

Mirian tomou a decisão de comprar um apartamento em Barcelona e ir para lá, como contratada da Globo, e produzir matérias de lá. A empresa topou, mas, mesmo pagando a ela um salário de 4 mil euros (cerca de R$ 18 mil), não aprovou a realização de nenhuma pauta em muitos anos.

“Me manter longe do Brasil era um grande negócio para a Globo”, diz. “Minha imagem na TV era propaganda subliminar contra Fernando Henrique e isso prejudicaria o projeto da reeleição.”

Mas o que a empresa ganhou com isso?

“BNDES”.

Como assim?

“Financiamentos a juro baixo, e não foram poucos”.

Mirian afirma que a demissão da TV Globo, em setembro do ano passado, foi o que a levou a decidir fazer um relato da sua vida.

Foi um episódio que ela considera cruel. Depois de 25 anos de Globo, entre afiliada em Santa Catarina e Brasília, recebeu um e-mail de José Mariano Boni de Mathis, diretor executivo da Central Globo de Jornalismo. Curto e seco, ele informou: seu contrato não será renovado.

“A partir daí, eu não era mais a Mirian da TV Globo e me senti livre para fazer o que sempre quis, mas não podia: desenterrar os ossos e enterrar de novo, era como publicar um diário. Mas vi que esse cadáver incomoda muita gente, e a repercussão foi maior do que eu imaginava. Agora eu tenho que ler até o artigo de uma jornalista que me conhece e sabe bem dessa história, a Eliane Cantanhede, que me compara ao caso da Luriam, Miriam Cordeiro. Esse pessoal perde a compostura quando é para defender seus amigos. Absurdo.”

E qual a relação do seu exílio com o projeto de poder representado pela emenda da reeleição?

“Mostra o jogo pesado que foi a continuidade do governo de Fernando Henrique Cardoso. Só olhar para o que aconteceu no segundo governo: as privatizações mais selvagens. Não podia dar errado, a Mirian não podia atrapalhar os grandes negócios. Está na hora de quebrar a blindagem desse pessoal. Mas onde estão os jornalistas, que não investigam?”

A entrevista completa da ex-amante do FHC ao Diário do Centro do Mundo pode ser lida aqui.

18 comentários

  • Brasil

    Lógica de uma Justiça partidária, incompetente e, sobretudo, corrupta; que age em conluio com a decadente e golpista imprensa brasileira:
    Há várias provas contra FHC, mas o lacaio e entreguista sempre será inocentado de todos os seus escancarados crimes.
    Não há nenhuma prova contra Lula, porém, o maior presidente do Brasil será sempre culpado de algum pretenso ato ilícito.. seja lá o que for.
    Triste do País que é paralisado por um juiz de primeira instância, e com a cumplicidade de um Supremo comprometido, medroso e engajado.
    Por isso volto a dizer, os três Poderes do Brasil estão todos Podre, mas o mais Podre é o Poder Judiciário.

    Enquanto o justiceiro da elite corrupta, retrógrada e vingativa faz do nosso País um puteiro, o suspeitíssimo STF se mantém em silêncio… tática dos covardes.

  • Brasil

    FONTE:–TRIBUNA DA IMPRENSA
    TEXTO ESCRITO POR: CARLOS NEWTON

    Esta é a história do maior cafajeste e inescrupuloso o quase irracional FHC:-O filho que FHC, teve com sua empregada doméstica!
    Dna. Ruth foi a 1* Dama mais Corna de toda a história da democracia mundial?
    Cabe um estudo!
    CONFIRA:
    Fernando Henrique Cardoso vai reconhecer seu outro filho, Leonardo dos Santos Pereira, que teve com a empregada doméstica, ou vai deixá-lo sem assistência?
    Escrevemos outro dia aqui no blog sobre a luta da professora Rosemary de Morais, hoje com 56 anos, que acredita ser filha do ex-vice-presidente José Alencar e há mais de dez anos luta para ter reconhecida a paternidade. Alencar nunca aceitou fazer o teste de DNA e ainda deu entrevista chamando a ex-namorada de prostituta, embora soubesse que ela era enfermeira.
    Essa matéria teve grande repercussão e vários comentaristas escreveram para o blog da Tribuna, indagando sobre os dois filhos que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso teve à margem de seu casamento com Dona Ruth Cardoso.
    Era sabido que na década de 90 o ex-presidente teve um filho com a repórter Miriam Dutra, que foi então literalmente “asilada” em Barcelona pela Rede Globo, a pedido do próprio FHC. O jovem chama-se Tomas e há alguns foi reconhecido por FHC, mas só depois que a mãe decidiu mover processo judicial.
    Criado na Espanha desde pequeno, Tomas depois foi para a Inglaterra, onde se formou no Imperial College, em Londres, numa cerimônia assistida pelo próprio pai, cheio de orgulho, vejam só como as coisas mudam quando a Justiça se movimenta. Recentemente, o novo integrante do clã Cardoso se mudou para os Estados Unidos, onde hoje estuda Relações Internacionais na George Washington University.
    Foi em 19 de novembro que se descobriu um segundo caso de filho natural do ex-presidente FHC. A notícia foi dada pelo colunista Claudio Humberto, ao relatar que há pouco mais de 20 anos o então senador Fernando Henrique Cardoso tivera um romance com a empregada doméstica Maria Helena Pereira, que trabalhava em seu apartamento na capital.
    Desse relacionamento nasceu um filho, que se chama Leonardo dos Santos Pereira e está hoje com vinte e poucos anos. Mãe e filho trabalham no Senado Federal. Maria Helena é copeira e serve cafezinho aos gabinetes da Ala Teotônio Vilela, enquanto Leonardo trabalha como carregador (auxiliar de serviços gerais) na Gráfica do Senado.
    É interessante lembrar que FHC vivia dizendo que tinha um pé na senzala. E era mais do que verdade. Além de ser mestiço, como praticamente todos os brasileiros, ele acabou tendo filho com uma afrodescendente que o impressionou pela formosura. Leonardo é considerado muito parecido com o pai. E foi por isso, aliás, que a mulher de FHC, Dona Ruth Cardoso, decidiu demitir a empregada.
    Mas o romântico FHC não deixou Maria Helena desamparada de todo. Comprou dois apartamentos tipo quitinete para ela e uma loja na periferia de Brasília, que está alugada. Infelizmente, não ofereceu ao filho Leonardo as mesmas oportunidades que foram garantidas ao meio-irmão Tomas, filho da jornalista. E até agora também não o reconheceu o filho Leonardo. Deveria fazê-lo, seguindo o exemplo de Roberto Carlos. Mas não o fará. Por isso, RC é e sempre será Rei, enquanto FHC é apenas mais um ex-presidente.

  • Anônimo

    Tentando tirar o foco do Lula. Não conseguirão

  • Rosiméri Noronha( A VIGARISTA)

    Foi o primeiro escândalo que lulla não pôde privatizar, Não houve intermediários entre os parceiros de alcova. Não há bodes expiatórios a mobilizar. É compreensivél (e intolerável) que fuja como o diabo da cruz de pelo menos 20 perguntas sem respostas.1) Onde e quando conheceu Rose Noronha? 2)Como qualifica a relação que manteve com Rose durante pelo menos 12 anos? 3) Porque escolheu uma mulher sem experiência administrativa para chefiar o Escritório de Representação da Republica em São Paulo? 4) Porque pediu a Dilma Roussef que mantivesse Rose no cargo? 5) Porque Rose foi incluída na Comitiva Presidencial em mais de 20 viagens internacionais? 6) porque Rose usava passaporte diplomático?7) Porque o nome de Rosiméri Noronha nunca apareceu nas listas oficiais de passageiros do avião presidencial divulgadas pelo Diário Oficial da União? 8) Todo avião utilizado por autoridades em missão oficial é considerado Unidade Militar, os militares que tripulavam a aeronave sabiam que havia uma clandestina a bordo?9) Porque Marisa Letícia e Rosemeri Noronha nunca foram incluidas numa mesma comitiva? 10) Quais as tarefas confiadas a Rose durante a viagem? 11) Como foram pagas e justificadas as despesas de uma passageira que oficialmente não existia? 12) Porque nomeou a pedido de Rose os irmãos Paulo e Rubens Vieira para cargos de direção em agencias reguladoras? Conhecia os nomeados? 13)Porque Rose tinha direito ao uso do Cartão Corporativo da Presidência (brasilero bonzinho, quem tá pagando é os trouxas) 14) Porque foram mantidos em sigilo os pagamentos feitos por Rose com o Cartão Corporativo? 15) Como se comunicava com Rose, por celular, email etc? 16) Sabia das reuniões promovidas por Rose no Escritório da Presidência? Depois das reunioes era informado sobre o que fora decido pela quadrilha? 17) porque os honorários dos advogados de Rose são pagos pelo Instituto Lulla? 18)Encontrou-se com Rose nos últimos 03 anos e 03 meses? 19) Nunca soube de nada? 20) O que foi que disse em casa? Favorecido pela tibieza da oposição oficial, Lulla jamais comentou o que fez a concubina VIGARISTA

  • FHC PAGOU EX-AMANTE NO EXTERIOR E BANCOU ABORTOS
    Velho Safado e Ordinário líder dos Tucanatos.
    Jornalista Mirian Dutra afirma que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso mandava dinheiro para ela e seu filho, Tomas Dutra, no exterior, através da empresa Brasif S.A. Exportação e Importação; ela disse ainda que o contrato foi viabilizado pelo lobista Fernando Lemos, um dos mais influentes de Brasília durante o governo FHC, e que políticos como Jorge Bornhausen e Antônio Carlos Magalhães agiram para que ela permanecesse em silêncio e não atrapalhasse a carreira política de FHC; segundo ela, FHC disse ter depositado US$ 100 mil na conta da Brasif no exterior: “O dinheiro não saiu dos cofres da Brasif e sim do bolso do FHC”, diz; “Por que ninguém nunca investigou as contas que o Fernando Henrique tem aqui fora?”, questiona Mirian; quando engravidou ela conta ainda que FHC disse que ela poderia ter o filho de qualquer pessoa, menos dele; “ele também pagou dois abortos que fiz”

  • aaauuuuuuuuuuuuuuuuuuu assombraçao, fantasma eu heim Tô fora meu.

  • Tiririca

    Georgina do inss és um achacador, ou uma achacadora, o papel aceita tudo seu imbecil, onde estão as provas, talvez esteja de onde tirou estas besteiras do Google. Você meu caro é um adjetivo e substantivo de dois gêneros da língua portuguesa com todas suas características principais que são:

    **desconhece a existência da verdade.

    **detona a ignorância dos outros ou daquele que é responsável pela obra

    Sabes quem és tu? Claro que não, lhe falta QI.

  • Nois

    Gergina do inss***

    SILVIO COSTA VAI AO MP POR INVESTIGAÇÃO CONTRA FHC –APROVEITA GEORGINA-VIGARISTA E FAÇA O MESMO, PARA PODERMOS VER A VERACIDADE DOS FATOS, SEJA MULHER ( HOMEM ) DE VERDADE, ACUSE, MOSTRE AS PROVAS E ABRE UM PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO E POSTERIORMENTE CIVIL. NÃO FARAS NADA POIS NÃO TEM O NECESSÁRIO CORAGEM, CARÁTER, MORAL, ÍNDOLE , CAPACIDADE E VERACIDADE ÉS UMA FASCISTA GOLPISTA ( HOMEM OU MULHER ), FALTOU VERGONHA NA CARA.
    :
    Vice-líder do governo Dilma Rousseff na Câmara, o deputado federal Silvio Costa (PTdoB/PE) vai pedir ao Ministério Público a abertura de um processo de investigação do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) devido à denúncia da jornalista Mirian Dutra, que disse ter recebido recursos do tucano, por muitos anos, na Espanha, através de uma empresa privada para bancar suas despesas e de um filho do casal; “Considero grave a denúncia. Se fosse com o Lula, o PSDB estaria pedindo a sua prisão. Há um tratamento desigual, por parte da imprensa brasileira, em relação aos políticos que varia conforme o partido”, criticou Sílvio Costa; para o parlamentar, “é preciso saber por que o filho dele recebia pensão através de uma empresa privada”

  • Nois

    Georgina do inss*****fascista golpista*******Entenda em 10 passos como FHC e Globo se tornaram um único escândalo

    Mansão da família Marinho ilegal em Paraty (RJ), mesadão de FHC para Mirian Dutra, Brasif e Globo. O que esses elementos têm em comum? Confira o passo a passo da Fórum e ajude a mídia livre a montar esse ‘quebra-cabeças’ de escândalos
    Baseada em apurações feitas pela mídia livre – com o silêncio da imprensa tradicional diante das recentes informações que envolvem o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, sua ex-amante Mirian Dutra, a mansão da família Marinho em Paraty e a Brasif, empresa de Jonas Barcellos – a Fórum montou um passo a passo das últimas descobertas desse assunto e de como elas se relacionam entre si.

    >> No dia 11 de fevereiro, o Diário do Centro do Mundo publica uma reportagem sobre o triplex da família Marinho em Paraty e aponta que este imóvel foi construído em área de preservação ambiental. Ao mesmo tempo informa que a casa estava em nome da Agropecuária Veine.

    >> No mesmo dia, na Revista Fórum é publicada a matéria revelando que a nova esposa de FHC comprou um imóvel de R$ 950 mil reais e que, no mercado imobiliário, dizia-se que ele havia sido um presente do ex-presidente.

    >> A Rede Brasil Atual publica uma reportagem onde explica que a casa dos Marinho em Paraty estava em nome de uma offshore do Panamá, a MF Corporate Servic, empresa do Grupo Mossack Fonseca.

    >> O Tijolaço mostra que o helicóptero utilizado pelos Marinho era operado, até dezembro do ano passado, pelo Consórcio Veine – Santa Amália.

    >> O Viomundo apresenta documentos de que o registro da Veine, na Anac, foi tranferido para a Vattne Administração, companhia que funciona na mesma sala da Cia Bracif Consórcio Empreendimento Luziania, empresa da Brasif.

    >> O Tijolaço informa que a a Santa Amália, empresa que fazia consórcio com a Veine na operação do helicóptero dos Marinho, tem sede na fazenda do dono da Brasif, Jonas Barcelos.

    >> Jonas Barcellos é pecuarista e dono da Brasif, multinacional que atua em setores diversos como venda de máquinas pesadas, biotecnologia animal e varejo de roupas.

    >> Mirian Dutra dá uma entrevista no jornal digital Brazil com Z na Espanha e fala, entre outras coisas, que se ‘autoexilou’ para não atrapalhar a reeleição de FHC e que teria sido forçada a dizer em entrevista que o filho Tomás não era dele, mas de um biólogo.

    >> No dia seguinte ela fala com Natuza Nery e Mônica Bergamo, ambas da Folha de S. Paulo e conta que recebia de FHC, por intermédio da Brasif, uma mesada de 3 mil dólares por mês.

    >> FHC dá respostas contraditórias. Primeiro ele diz, a Natuza Nery, que nunca enviou recursos por empresas para Mirian Dutra. No dia seguinte, com a matéria de Mônica Bergamo, ele afirma que isso foi há 13 anos e que vai esperar a empresa, a mesma Brasil de Jonas Barcelos, em que está registrado o helicóptero da Globo, se manifestar.

    >> Brasif: anote este nome. Ela é a ligação entre FHC, a Globo, o helicóptero da Globo, o triplex dos Marinho e o mesalão de 3 mil dólares de Mirian Dutra.
    Isso são provas e não lorotas, para esconder o fatos verídicos do crápula do FHC. Quer mais ou prefere que eu desenhe.

  • Banco dos ricos

    Esse banco sempre emprestou dinheiro aos grandes empresários a juros baixos.
    Com esse dinheiro, o jbs comprou vários frigoríficos, eike Batista se tornou oitavo mais rico do Brasil alem disso Lula fez empréstimo a Cuba para construir um porto.
    Portanto dar empréstimo a globo é normal

  • Rolando Caio da Rocha

    Mais um factoide petista pra desviar a atenção do Lullarápio…

  • BLOG DO MORTADELA

    O partido dos “trabalhadores” facilitou empréstimos a empreiteiras as mesmas que contrataram Lula a palestrar por 400 mil reais e o dono do blog mortadela fica quietinho!?

  • Márcio

    esse trem ta ficando bom … FHC o moralista sendo desmascarado … adooooooro

  • Vamos discutir as trepadas de FHC

    Depois que Lula não foi a polícia federal e mandou os petistas brigarem com o grupo anti Lula.
    Aparece esta velha amante de FHC para contar sobre a sua vida sexual com FHC portanto, na mídia, saiu Lula e entrou FHC. Que coincidência.

  • NOIS

    O QUE DEU ERRADO NO CRIME PERFEITO DA DUPLA FHC E GLOBO.

    TEXTO DE PAULO NOGUEIRA:

    FHC e a Globo cometeram um crime quase perfeito.
    Tiraram Mírian Dutra de cena numa operação ganha-ganha. FHC ganhou a presidência. A Globo ganhou o controle sobre um presidente que reinou oito anos.
    Alguém pode imaginar o que significa esse controle? Num país cujas verbas publicitárias federais são brutalmente altas, é a garantia de dinheiro fácil e farto para uma emissora.
    E o acesso ao dinheiro do BNDES? Um presidente nas mãos da Globo abriria os cofres do BNDES. Mírian tocou nisso em sua entrevista ao DCM. É repulsiva a foto na qual FHC e Roberto Marinho estão abraçados na inauguração de uma supergráfica do Globo financiada pelo BNDES, no final dos anos 90.
    A descarada confraternização mostrava que as duas partes estavam certas de que o crime era perfeito.
    E foi – até aparecer uma coisa chamada internet.
    A internet rompeu o monopólio da mídia nas informações que chegam aos brasileiros.
    Não fosse isso, Mírian não teria como publicar sua história. Bater na Folha? Esqueça. Na Veja? Conte outra piada. No Estadão? Hahaha.
    Mas a barreira do silêncio não vigora na internet. E uma modesta revista digital, a Brazil com Z, se incumbiu de dar voz a Mírian.
    Era tão forte o que ela tinha a dizer que a mídia foi obrigada a correr atrás – com vergonhoso atraso.
    O pretexto usado por mais de vinte anos para não tocar no assunto era o triunfo da hipocrisia: era uma “questão privada”.
    Ora, era privada apenas porque ninguém investigou o assunto.
    Quem acredita que um pacto entre um presidente e a Globo é questão privada acredita em tudo, para usar a celebrada frase de Wellington.
    A Globo protegeria FHC por simpatia e amizade?
    Ora, ora, ora.
    A Globo vendeu caro seu apoio aos militares em plena ditadura. Num livro com os documentos de Geisel, Roberto Marinho surge a certa altura cobrando novas concessões da ditadura com o argumento de que era seu “melhor amigo” na imprensa.
    No livro o que se vê é um Roberto Marinho paranoico, para o qual uma empresa que não cresce logo declina.
    Se com os generais foi assim, como terá sido com um presidente fraco?
    FHC viveu o bastante – 83 anos agora – para ver a lama enfim emergir e lhe roubar a possibilidade de continuar a posar como um moralista perante brasileiros ingênuos e desinformados.
    Quanto à Globo, o caso mostra quanto é ruim para uma empresa ser mimada com privilégios e vantagens infames.
    A Globo jamais teve que ser competente. Caiu tudo para ela no colo.
    Fosse competente, continuaria a pagar o mensalão de Mírian Dutra até o final de sua vida.
    É monstruoso o preço da economia de custo que algum burocrata da Globo vislumbrou com a supressão do salário de Mírian.
    A Globo é uma história de muita esperteza e pouca inteligência.
    Mas, como diz o provérbio, a esperteza quando é demais come o dono.
    Neste caso, comeu não só a Globo como FHC.

  • Carlos Rocha e Silva

    Rolando Caio Rocha és um babaca de mente cheia de ameba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *