EX-MULHER COMPROU 14 IMÓVEIS, PARTE DELES EM DINHEIRO VIVO, ENQUANTO FOI CASADA COM BOLSONARO

A notícia é da revista Época:

Durante a década em que esteve com Jair Bolsonaro, Ana Cristina Siqueira Valle, a segunda ex-mulher do presidente, conquistou uma significativa evolução patrimonial.

Quem a vê agora andando pela Câmara Vereadores de Resende, sempre maquiada, cabelo louro impecavelmente escovado, cortado em estilo long bob (mais comprido na frente do que atrás) e salto fino, se recorda pouco da assessora parlamentar sem nenhum imóvel dos anos 1990, quando trabalhava no gabinete do deputado federal pela Bahia Jonival Lucas e conheceu seu futuro segundo marido — até se relacionar com Bolsonaro, ela era casada com um coronel da reserva do Exército.

Uma vez vivendo a nova união, ela se transformou em uma ávida negociadora imobiliária, como revela um levantamento de ÉPOCA feito com base em quase 40 escrituras de compra e venda e 20 registros em cartórios no Rio de Janeiro e em Brasília.

Do final de 1997, quando se envolveu com o então deputado federal, até 2008, momento do ruidoso rompimento, Ana Cristina comprou, com Jair, 14 apartamentos, casas e terrenos, que somavam um patrimônio, em imóveis, avaliado em cerca de R$ 3 milhões na data da separação — o equivalente a R$ 5,3 milhões em valores corrigidos pela inflação.

Bolsonaro, quando se uniu a ela, também estava longe de possuir o patrimônio atual. Na época, tinha apenas dois apartamentos no Rio e um terreno onde depois construiu uma casa, na Vila de Mambucaba, em Angra dos Reis. Um deles ficou com a primeira mulher, Rogéria Nantes Bolsonaro. Tudo havia sido adquirido entre 1996 e 1997, ano em que se separou de Rogéria.

Foi na década seguinte, a mesma em que se concentra parte da investigação das rachadinhas (a conhecida prática de devolução de salários de assessores aos políticos que os contrataram) nos gabinetes de Flávio e Carlos, que a carteira imobiliária de Ana Cristina se multiplicou.

4 comentários

  • Sérgio

    Queria ter uma mulher dessa. Se ele casou 4 vezes, deve ter 56 imóveis. Por isso fala tanto “FAMÍLIA ACIMA DE TUDO”.

  • Policarpo Quaresma

    Não há surpresas: o Bozo sempre foi defensor de valore$ familiare$.

    Aliás, a decisão do presidente STJ em conceder a prisão domiciliar ao casal Queiroz é louvável pq reuniu uma família que estava desunida: o marido perdido num imóvel alheio e a esposa foragida se reencontraram.

  • Grobo

    Não era o Bozo que defendia a corrupção, cade os eleitores dele daqui de Jales?

    • Rapizodia

      Ainda tem aquele grupo da praça do jacaré cheio de discursos de nacionalismo extremista que achavam que cantar o hino nacional e fazer reverência a bandeira salvariam a nação?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *