FERNANDÓPOLIS: RELATÓRIO DE PERITO APONTA SUPERFATURAMENTO NA MERENDA ESCOLAR

A notícia é do site Região Noroeste:

130115O relatório do perito Marcos Antônio Fontes, contratado pela Câmara Municipal de Fernandópolis para periciar documentos referentes à denúncia de superfaturamento em pregões para aquisição de produtos para a confecção da merenda escolar na administração da prefeita Ana Maria Matoso Bim, apontou desembolso de 579.360,55.

O valor gasto a mais pela municipalidade foi identificado nos pregões 018/2014, 075/2014, 57/2014, 109/2013 e na dispensa de licitação 003/2014. O apontamento da perícia indicou superfaturamento e consequentemente prejuízo ao erário público, o que poderá acarretar crime de improbidade administrativa contra a atual administração.

Os números foram divulgados na manhã desta segunda-feira, dia 16 de novembro, após uma coletiva com a imprensa nas dependências da Câmara Municipal. Membros da “CPI do Merendão” apresentaram a conclusão e encerramento do laudo do perito, que também presta serviços ao Fórum de Fernandópolis.

Na coletiva de ontem, nenhum dos três vereadores que integram a CPI da Merenda – Rogério Chamel, Chico Arouca e Gustavo Pinato – se pronunciou a respeito da ação civil pública ajuizada pelo promotor Daniel Azadinho, que os acusa de uma série de irregularidades na condução da Comissão.

Eles alegam que ainda não foram notificados sobre as acusações do promotor. De qualquer forma, o advogado Ricardo Franco, que participou da coletiva, já tratou de rebater, ponto por ponto, as denúncias do representante do Ministério Público. Nos dois áudios abaixo, trechos da entrevista do advogado:

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *