2 comentários

  • Sem oposição, direita se dá até o luxo de brigar e discutir 2022

    Embora muito devagar, a economia parece melhor. O resultado do emprego formal de 2019 foi apenas passável e medíocre, apesar da festinha dos governistas oficiais e oficiosos, na política, na TV e na finança.
    A precarização do emprego formal aumentou. Mas, no conjunto, há progresso e uma discreta aceleração no mundo do trabalho, desde novembro. Além do mais, a turma de Bolsonaro aprendeu um pouco de governo e tende a ser mais esperta e eficaz neste 2020. Em resumo, a esquerda pode ser atropelada se acreditar, sem mais, que o carro da economia não vai andar.
    Alguns governadores de esquerda mais atilados perceberam o risco do imobilismo e da negligência burra de esperar que o governo e a economia caiam de podre. Tentam se mover a fim de evitar o isolamento político e social.
    Até agora, não há sinal de que Lula e seu PT (é posse dele, certo?) vão abandonar a estratégia de “polarização” (isto é, se garantir no segundo turno de 2022 contra Bolsonaro).
    Fonte : Folha de SP – jornalista Vinicius Fonte

  • Petista tem ALZHEIMER.

    PAULO GUEDES:
    Petista é uma cartomante com ALZHEIMER.
    Sabe tudo para os próximos anos, mas não lembram nada dos últimos DEZESSEIS anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *