FUNCIONÁRIOS FANTASMAS DO CLÃ BOLSONARO RECEBERAM QUASE R$ 29 MILHÕES EM SALÁRIOS

Deu no Brasil 247:

Pelo menos 39 funcionários que já passaram por gabinetes da família Bolsonaro têm indícios de que não trabalharam nos cargos. Juntos, eles receberam 16,7 milhões em salários brutos, o que equivale a R$ 29,5 milhões em valores corrigidos pela inflação.

De acordo com levantamento realizado pela revista Época e publicado nesta sexta-feira (11), 28% do total pago aos 286 funcionários já contratados por Bolsonaro e seus três filhos mais velhos entre 1991 e 2019 foram depositados na conta de servidores com indícios de serem fantasmas.

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) foi o que mais empregou funcionários fantasmas. No grupo de pessoas que constaram como assessores, mas com sinais de que não atuavam nos cargos, 17 foram contratadas no gabinete do parlamentar. Outros dez no de Carlos e três no de Bolsonaro.

Marcia Aguiar, esposa de Fabrício Queiroz, e Nathália Queiroz são dois funcionárias fantasmas e que estão envolvidos nas investigações contra Flávio. Em dez anos, cada uma das duas recebeu ao longo de uma década um total de R$ 1,3 milhão atualizados pela inflação, mas nunca tiveram crachá na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), onde o parlamentar cumpria mandato antes de ser eleito para o Senado. 

Queiroz foi preso no dia 18 de junho em Atibaia (SP), onde estava escondido em um imóvel que pertence a Frederick Wassef, então advogado de Flávio – depois ele deixou a defesa de Flávio. O ex-assessor é investigado por envolvimento em um esquema de “rachadinha” que ocorria na Alerj.

Segundo relatório do antigo Conselho de Atividades Financeiras (Coaf), Queiroz fez movimentações financeiras atípicas. Foram R$ 7 milhões de 2014 a 2017, apontaram cálculos do órgão. 

O procurador da República Sérgio Pinel afirmou ter encontrado “fortes indícios da prática de crime de lavagem de dinheiro” envolvendo Flávio. O Ministério Público do Rio (MP-RJ) investiga o possível esquema de rachadinha no antigo gabinete de Flávio na Alerj desde 2018 e já disse ter encontrado indícios de que o senador lavou R$ 2,27 milhões com compra de imóveis e em sua loja de chocolates. 

9 comentários

  • Sérgio

    A conta está subindo. Já não são mais 89.000 na conta da quinta esposa do BOZÃO (isso pq ele é homem de família), já não são mais os depósitos do Flávio (da fantástica loja de chocolates) e agora já são 29.000.000. Até o final do mandato, vai, com certeza, passar de 1.000.000. Viva. O gado vai falar que é fakenews. Kkkkk

  • Sérgio

    Isso pq são FANTASMAS. Imagina hora que acharem os reais!

  • ISSO SE CHAMA HONESTIDADE

    NO GOVERNO BOLSONARO, QUANTOS CENTAVOS FORAM PARA A CORRUPÇÃO ATÉ HOJE ?

  • Trinta mandatos.

    Se o Bolsonaro roubar (coisa que não ira acontecer) tudo que os PTRALHAS roubaram em 16 anos, O mesmo tera que ter uns 30 mandatos seguidos.

  • Sérgio

    É só aguardar o final do mandato e a PF agir e saberemos quantos milhões foram para a corrupção. Se levarmos em conta as rachadinhas da família, pode até chegar a bilhão.

  • Sérgio

    Só do Flávio, já confirmaram 2.7 milhões de desvio. Imagina qdo investigarem o pai?

    • ENTENDEU PTRALHA ?

      O SENHOR É FRACO DE LEITURA HEIM BABACA, VOU REPETIR PARA VOCÊ, SEU ASNO.
      QUANTOS CENTAVOS FORAM PARA EXTRAVIADOS NO GOVERNO BOLSONARO ?
      ENTENDEU PTRALHA ?.

      • Sukodilaranja

        40 milhões ao mês no cartão corporativo? 45 milhões numa auditoria no BNds que não deu em nada? 3 bilhões do Banco do Brasil para o BMG de Guedes? Fora a rachadinha, a milicia, o queiroz, a Micheque, o Wassef. Ou vc acha que o Lula foi tirado das eleições de graça? E os milhões pro veio da Havan pagar o jatinho em 120 anos. Os processos do Lula estão sendo cancelados por falta de prova. O Lula saiu do governo em 2010.

      • Escreveu num leu

        Seu otario, enquanto o Bozo estiver no comando, não vai aparecer nenhum centavo desviado, pois a PF estará proibida de investigar. Vai ter que desenhar seu otario?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *