“HABEMUS CANDIDATUS”

O portal do Tribunal Superior Eleitoral já registrava, na tarde desta sexta-feira, 1.644 candidatos a deputado federal por São Paulo, número que ainda deverá crescer. São Paulo é o estado com mais cadeiras na Câmara Federal – 70 – o que significa, até agora, 23,5 candidatos para cada cadeira. Em alguns concursos, a concorrência é bem maior.

Entre esses 1.644 candidatos, temos dois jalesenses: o polêmico Betto Mariano, com o número 5180, e o irrequieto Henrique do Caj, número 5132. Os dois são candidatos pelo mesmo partido, o Patriotas – ou PATRI, para os mais íntimos – que, em Jales, tem 12 filiados, incluindo Betto e Henrique.

Por outro lado, a disputa para deputado estadual já contabiliza 2.014 concorrentes às 94 vagas da Assembleia Legislativa de SP, entre os quais, os jalesenses Delegado Sakashita(PHS) que, na urna terá o número 31131, e o comerciante Luís Henrique Moreira, do Podemos, partido conhecido pela sigla PODE. O número de Moreira é o 19619.

O PODE, de Luís Henrique, tem 05 filiados em Jales, incluindo o candidato, enquanto o PHS do delegado Sakashita possui 08 filiados no município. No total, os três partidos dos quatro candidatos contam com 25 filiados.

O partido com mais filiados em Jales é o PSDB, com 666 tucanos de carteirinha. Ele é seguido pelo PTB, da ex-prefeita Nice Mistilides, que possui 600 filiados, e pelo MDB, que conta com 518 filiados em nossa cidade. O PT tem 393 eleitores filiados, enquanto o PSTU tem apenas 01 e o Solidariedade (SD) possui 02.

No jornal A Tribuna deste final de semana, um perfil do eleitorado jalesense, que cresceu apenas 0,72% em quatro anos. Foi o menor crescimento entre as principais cidades da região. Em Santa Fé do Sul, por exemplo, o eleitorado aumentou 4,45% desde 2014.

Até os pequenos municípios da região – exceto Pontalinda e Urânia, que perderam eleitores – tiveram um aumento no eleitorado superior a Jales. O maior crescimento foi constatado em Santa Salete, onde o eleitorado cresceu 15,5%. 

6 comentários

  • H ROMEU POWER

    perda de tempo. nem merece comentarios.

  • Votos divididos não ganham eleição

    Acho que temos muitos candidatos estadual e Federal pois deveríamos ter menos candidatos.
    Os partidos nanicos dos nossos candidatos servem basicamente para abrigar candidatos sem muito dinheiro com uma campanha pobre.
    Esses candidatos terão que procurar votos em outras cidades pois diante de tantos candidatos, os votos de Jales serão divididos.
    Será muito difícil eles ganharam pois não são conhecidos em outras cidades

  • josédasilva

    Esse Henrique do Caj é uma brincadeira,
    não se elege nem vereador.
    Que partido é esse que dá legenda para dois
    candidatos a deputado federal, na mesma cidade,
    com menos 50.000 mil habitantes,
    esse rapaz parece que não tem 100% das
    faculdades mentais.
    O Beto Mariano tbem não vai a lugar nenhum,
    não tem densidade eleitoral , nem dinheiro para fazer
    campanha, que custa muito.,
    O Delegado tbem não vira nada, só é cavalo do federal dele.
    Único que tem cara real de candidato é o Luiz Henrique Moreira,
    foi vereador, assessor do deputado federal Vadão Gomes,
    tem noção do que é uma candidatura a deputado estadual,
    tem dinheiro, tem visitado muitos municipios, inclusive longe de Jales,
    está abrindo espaço em vários lugares, tem condições de fazer uma
    boa votação.

  • Sr Conjuntura

    Sendo sincero nenhum destes terão condições para serem eleitos, estarão servindo de trapézios para nomes mais expressivos e com campanhas expressivas.

    Temos que apostar em pessoas novas, compromisso e viabilidade política, nenhum destes federais por exemplo vai dobrar com os estatuais daqui.

    É um projeto que começa errado ao meu ver.

  • Zé do trevo

    3 debiloides é um aspirante a político ( LUÍS HENRIQUE).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *