HOJE TEM SESSÃO DA CÂMARA. VEREADOR VAI QUESTIONAR PROBLEMAS EM CASAS DE CONJUNTO RECÉM-INAUGURADO

Hoje, terceira segunda-feira do mês, teremos, excepcionalmente, sessão camarária. É que os vereadores resolveram, em função do carnaval, antecipar a sessão que seria realizada, normalmente, na próxima segunda-feira, 24, quando estaremos em pleno tríduo momesco.

Segundo o release enviado pela simpaticíssima Isabela Fruschio, assessora de imprensa da Câmara, serão lidos 05 projetos e 28 indicações na primeira parte da sessão, além de discutidos e votados 5 requerimentos. Um desses requerimentos, de autoria do vereador João Zanetoni, está questionando a administração municipal sobre a situação do conjunto habitacional “Honório Amadeu”.

Inaugurado há apenas um ano nas proximidades do cemitério novo em um terreno totalmente inadequado, escolhido pelo ex-prefeito Humberto Parini, o conjunto já tem casas com alguns probleminhas, como por exemplo, infiltrações nas paredes, goteiras no telhados, água escorrendo pelos tubos de fiação elétrica e peças de cerâmica do piso se descolando.

Já entre os projetos que serão lidos, estão o de nº 24/2020, que concede reajuste salarial aos servidores da Prefeitura, o de nº 26, que concede reajuste aos servidores da Câmara, e o de nº 27, que concede reajuste aos agentes políticos – prefeito, vice-prefeito, procurador-geral e secretários municipais.

É provável que os vereadores, que são agentes políticos, não tenham sido incluídos no pacote de reajustes. É que o caso deles está, digamos assim, “sub-judice”, desde que o Órgão Especial do TJ-SP julgou inconstitucional o reajuste que os nobres edis se deram em 2018. Desde então, os salários deles estão congelados em R$ 5 mil (vereadores) e R$ 6,6 mil (presidente da Câmara).  

Na segunda parte da sessão, a chamada Ordem do Dia, serão votados alguns projetos, inclusive os três citados anteriormente. Normalmente, um projeto é lido – ou apresentado – em uma sessão e colocado em discussão e votação na sessão seguinte, mas, no caso dos reajustes, os projetos estão tramitando em regime de urgência, de modo que serão apresentados e votados na mesma sessão.

8 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *