ISENÇÃO DE TRIBUTOS APROVADA PELA CÂMARA NÃO É SÓ PARA O LOTEAMENTO NOVA JALES

DSC02928-ed

Como os prezados leitores já devem estar sabendo, a Câmara Municipal aprovou, na semana passada, um projeto de lei que concede isenção de alguns tributos e taxas à empresa que pretende construir o residencial Nova Jales 2, com cerca de 400 moradias populares, que serão construídas no terreno da foto acima, entre o Jardim Alvorada e o Nova Jales, através do programa Minha Casa Minha Vida. A isenção, segundo foi divulgado, alcançaria a cifra de R$ 1 milhão.

A aprovação do projeto mereceu críticas e elogios. O bloco dos contrários diz que uma prefeitura em estado pré-falimentar, como a nossa, não deveria jamais abrir mão de receitas. Os favoráveis dizem que o empreendimento irá gerar emprego e renda para muitos jalesenses e que a perda de receitas com a isenção será compensada – em dois ou três anos – com o IPTU que será cobrado aos futuros moradores do novo bairro.

Se o prefeito Flá tivesse, na Câmara, algum vereador para explicar melhor seus projetos – papel que o próprio Flá exerceu na administração Guisso/Caparroz/Pupim e que o ex-vereador Luís Especiato desempenhou com muita competência durante o governo Parini – talvez não houvesse muita discordância com relação à isenção.

DSC02929-edPrimeiramente, seria interessante esclarecer que, ao contrário do que andaram dizendo alguns vereadores, o projeto não visa beneficiar especificamente a empresa responsável pelo Nova Jales 2. Na verdade, ele beneficia qualquer pessoa física ou jurídica que promover a construção de casas no âmbito do programa Minha Casa Minha Vida, ou de outros programas de interesse social.

Segundamente – como diria o Odorico Paraguaçu – a isenção não é nenhuma novidade e está prevista na Lei Federal nº 11.977/09, que regulamentou o programa Minha Casa Minha Vida.

Se os incentivos criados pela nova lei irão trazer benefícios para a cidade, só o tempo dirá. Mas, em princípio, o prefeito e a Câmara parecem ter acertado. 

14 comentários

  • Pepino

    O Flá ta fudido, tem a maioria dos vereadores, mas se juntar todos não da meio Especiato, são todos semi analfabetos e sem condições nenhuma de defender os Projetos do Prefeito e o pior de todos é o seu lider Deley que quando abre a boca, pelo amor de Deus.

  • Todeolho

    É uma vergonha defender um projeto deste. Pois para quem conhece um pouco de leis sabe que a alíquota cobrada pelo IPTU sobre o valor venal é maior para terreno vago do que para residência, ou seja, este terreno vazio deveria em tese pagar mais IPTU por ano que as 400 casas construidas.

  • Tijolo 8 furos

    Para resumir a ópera, vereadores pouco preparados.
    O pior pé ouvir no Rádio um determinado vereador dizer que votaram direitinho no projeto de isenções, inclusive derrubando uma emenda do Macetão e do Tikin, para ficar tudo conforme combinaram com o prefeito Flá.
    Quanta decepção. Estão votando direitinho, como o prefeito ordena.
    Volta Especiato.
    Volta Tatinha.
    Volta Pêgolo.
    Volta Riva.

    • Tijolo 6 furos

      Tijolo 8 furos, concordo plenamente com você. A entrevista deste vereador além de ter sido uma vergonha, foi uma confissão de culpa (que a coisa já estava acordada). Quem tem duvida que procure ouvi-la, isto demonstra que nossa Camara Municipal esta sem personalidade e carente de pessoas que conteste, pois lá só estão dizendo amém.

      Cardosinho se você puder, disponibilize o link do áudio desta entrevista por favor.

  • IPTU DE CONDOMINIO

    Caraca! Como o IPTU deste lugar vai ser caro! Se fizermos uma conta rápida o valor anual do IPTU de cada residência será de mais ou menos R$ 834,00.

    834 x 400 (casas) = R$ 333.600,00
    333.600 x 3 (anos) = R$ 1.000.800,00

    Será que esta conta vai fechar ou são números jogados ao leu apenas para acalmar a opinião publica? Só o tempo dirá quem esta com a razão, os otimistas ou os pessimistas?

  • ze mane

    cardoso passando pela rua perto da casa da crianca vi q faz tempo q tem lixo na entrada da creche e atras tbm a pref nao faz a limpeza desses lugares?

  • maria silva

    diz q o prefeito corto as horas mas tem gente no rh recebendo e faz tempo sem contar os servidores a tem cargo isolado e recebe como diretor isso nonguem ve cade os vereadorez pra ver essas coisas e falar nas pessoas sem efucacao q trabalha la.

  • Eu

    Um das causas da quebra do Rio de Janeiro não foi a concessão de isenções fiscais?!

  • joao

    e as madeiras q sumiu ninguem dala nada diz q tem funcionario envolvido

  • Fausto Junior

    Se essa renúncia fiscal chegasse pro consumidor final, valeria a pena. Como não chega, vai só aumentar o lucro que já é grande dos investidores em loteamentos…

  • Robin Hood as avessas

    Robin Hood as avessas, desconta do empresário e vai cobrar daquele que vai ter uma casinha do Minha Casa, Minha Vida, onde vamos parar com isso? A população vai ter que pagar a conta de tudo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *