JUSTIÇA CONDENA FUTURO MINISTRO DE BOLSONARO POR IMPROBIDADE

Deu no portal MSN:

A 3ª Vara de Fazenda Pública de São Paulo condenou, nesta quarta-feira 19, o futuro ministro do Meio Ambiente do presidente eleito Jair Bolsonaro, Ricardo Salles, por improbidade administrativa. Em sua decisão, o juiz José Martins Seabra impôs a suspensão dos direitos políticos de Salles por três anos e pagamento de multa civil em valor equivalente a dez vezes a remuneração mensal recebida no cargo de secretário.

O Ministério Público acusou o futuro ministro de fraude na elaboração do plano de manejo da Área de Proteção Ambiental Várzea do Rio Tietê, durante o período em que foi secretário do Meio Ambiente em São Paulo, entre 2016 e 2017, na gestão de Geraldo Alckmin. O MP também acusa a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Segundo investigações, além dos mapas do plano, os réus alteraram a minuta do decreto do plano de manejo e perseguiam funcionários da Fundação Florestal.

Segundo o magistrado, com o intuito de “beneficiar setores empresariais, em especial empresas de mineração e filiadas à Fiesp”, Salles violou os princípios constitucionais administrativos da “legalidade, impessoalidade, moralidade e publicidade”.

Com a decisão, a Fiesp também foi condenada a pagar multa no mesmo valor e não poderá contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócia majoritária, pelo mesmo prazo.

4 comentários

  • jumento que votou em bozonaro

    TA TRANQUILO , TA COM MORO.

  • Quero Mais

    A DIREITA ESCROTA E FASCISTA AGE DIFERENTE COM QUEM NÃO É DO PT.;

    STF arquiva inquérito que investigava Jucá há mais de 8 anos, ai pode né?

  • Quero Mais

    ALÉM DA DIREITA FASCISTA QUEM MANDA AGORA NO BRASIL SÃO OS FDP DOS GENERAIS–LOGO, LOGO SEREMOS UM PAÍS MILITARIZADO DOMINADO PELO EUA, OU SEJA TRUMP EM CIMA DO BOLSONARO.

    O general Paulo Chagas está postando no Twitter diversos ataques ao presidente Lula, ao ministro Marco Aurélio Mello e ao próprio STF.
    Isso demonstra, mais uma vez, que os militares estão intervindo ativamente na vida política e na Justiça do País, de forma ilegal e inconstitucional.

    @@@General Paulo Chagas
    @GenPauloChagas
    Repito! MINISTRO que solta CRIMINOSO condenado não é ministro É COMPARSA!
    MARCO AURELIO MELLO demonstra ao Brasil e ao mundo que é conivente com o crime!
    O respeito ao STF depende da atitude dos demais ministros.
    @@@General Paulo Chagas
    @@@GenPauloChagas
    A Suprema Corte têm que ser, pelo menos, maior do que a “consciência” de um vaidosão inconsequente!!!
    @@@General Paulo Chagas
    @@@GenPauloChagas
    Para a “consciência” do Sr Marco Aurélio foi dada oportunidade de manifestar-se em plenário. A atitude unilateral contrária a uma decisão colegiada é uma demonstração de indisciplina intelectual e de escárnio ao STF e à sociedade brasileira.
    MARCO AURÉLIO MELLO MERECE CASSAÇÃO!
    @@@General Paulo Chagas
    @@@GenPauloChagas
    Dias Toffoli tem a melhor oportunidade da vida dele para justificar a sua nomeação para a mais alta corte da magistratura brasileira, mesmo sem ter tido mérito para integrar a sua primeira instância
    Informações e privacidade no Twitter Ads
    1.069 pessoas estão falando sobre isso
    Informações e privacidade no Twitter Ad
    General Paulo Chagas
    @GenPauloChagas
    QUADRILHA!!!
    O tempo decorrido entre a difusão da liminar do Sr Marco Aurélio e o pedido de soltura de Lula por seus advogados sugere a existência do agravante de conluio.
    OBS:——-OS CORRUPTOS E VENDIDOS DOS GENERAIS DO EXERCITO DA DIREITA BRASILEIRA NÃO RESPEITAM MAIS A CONSTITUIÇÃO.
    ******Marco Aurélio decidiu, respeitando a Constituição e Toffoli cassou a decisão respeitando a ordem dos generais da direita.
    O BRASIL VAI PEGAR FOGO—STF DIVIDIDO E OS GENERAIS COMANDANDO E ÓDIO ENTRE OS BRASILEIROS CRESCENDO.

  • Quero Mais

    LEIA E VEJA COMO ESTA O BRASIL.

    Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/12/toffoli-cedeu-a-um-motim-judicial-afirma-pt-em-nota.shtml ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos da Folha estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização da Folhapress ([email protected]). As regras têm como objetivo proteger o investimento que a Folha faz na qualidade de seu jornalismo. Se precisa copiar trecho de texto da Folha para uso privado, por favor logue-se como assinante ou cadastrado.
    FOGO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *