LULA DIZ QUE SÉRGIO MORO FOI LAMBE-BOTAS DE BOLSONARO

Deu no Brasil 247:

“Ou a gente encontra um jeito de punir os crimes de responsabilidade que o Bolsonaro cometeu e tira ele, ou ele vai acabar com esse país, do jeito que vai”, afirmou Lula em entrevista para o portal UOL. 

O ex-presidente criticou comentários recentes de Bolsonaro, que comparou a COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus, com uma “gripezinha”. Segundo Lula, “só faltou” o atual chefe de Estado falar que “ia tirar” o vírus na “urina”.

“O presidente disse que era uma gripezinha, mas não é assim, é uma doença desconhecida, cientistas estão orientando. É preciso cuidar, esse é o papel do presidente”, opinou Lula. 

O petista defendeu prefeitos e governadores nas brigas com Bolsonaro, que é crítico das medidas de isolamento social para conter o coronavírus. 

O governo não pode ficar brigando com governador, prefeito, precisa ser o maestro dos entes federados. Ele não cuida da pandemia, da economia, do emprego, do trabalho. Que governo é esse?”, argumentou. 

Ele comentou também sobre o atual cenário político no país, com a saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça. No discurso em que pediu demissão do cargo, o ex-juiz comparou o atual governo com os mandatos petistas, afirmando que nas gestões anteriores não houve interferência na Polícia Federal. 

A pressão de Bolsonaro para que fosse nomeado um novo diretor do órgão é o que levou Moro a deixar o ministério. No entanto, para Lula o afago do ex-juiz “só demonstra o mau-caratismo” de Moro. 

“Esse pronunciamento só demonstra o mau-caratismo do Moro. Ele utilizou o PT para atacar o Bolsonaro. Ele foi lambe-botas do Bolsonaro até o dia em que saiu. Para ser honesto, Moro poderia ter dito também que cuidamos do Ministério Público bem, que eu garantia autonomia a todos os indicados ao meu governo”, disse o petista. 

Em relação à política externa, disse que “o meu problema com o Bolsonaro é que ele não cuida da pandemia, da economia, da política de relações exteriores. O Brasil nunca foi tão avacalhado no exterior como agora”, concluiu o ex-presidente.

4 comentários

  • Sérgio

    Certeza que foi, e vice-versa. Uma dupla dispensável para o Brasil.

  • Bolso e Lula são iguais

    PT tem dito um “Fora Bolsonaro” bem fraquinho, quase não se escuta. Se é favorável ao impeachment, não pretende ser protagonista da coisa. Os petistas esqueceram mas os fatos atuais com o presidente voltaram a acontecer. Senão vejamos:
    Ele próprio, Lula, foi impedido por uma liminar do Gilmar Mendes, (aquele????) também em mandado de segurança e sob o mesmo fundamento — desvio de finalidade —, de assumir a chefia de ser ministro da Casa Civil de Dilma.
    A controversa mudança na chefia da PF feita pelo Bolsonaro tem semelhanças com uma situação ocorrida no governo Lula, que em 2007 trocou o comando da corporação e da Abin com a intenção de ter mais informações sobre operações.
    Assim como Bolso, Lula ficou oito anos na Presidência e sempre exerceu de forma, vamos dizer, muito contundente a sua autoridade
    Bolsonaro faz acordo com o Centrão. Lula também fez acordo com o PMDB, no mensalão, para não sofrer impeachment. Lula deu 5 ministérios e o vice para o partido
    Lula e Bolsonaro sempre brigaram com Moro. Ele julgou e condenou Lula, na Lava Jato. Bolsonaro prometeu dar autonomia a Moro porem mentiu. Queria proteção da PF aos filhos. Não teve.
    Pois é… Figuras como Lula e Bolsonaro — muito distintas entre si, mas também com traços comuns, especialmente a busca de uma ligação direta com o eleitorado. Os lulistas e bolsonaristas são iguais. São fanáticos e radicais.
    Os dois falam para o seu gado!

  • Moro, Bolsonaro e Lula. Todos de olho nas eleições

    Concordo com o Lula quanto a sua opinião ao Bolsonaro. Não concordo com a opinião em relação ao Moro. Afinal Moro condenou Lula, a cadeia, junto com mais 3 juris judiciais superiores. Lula tem seus motivos! Mas ficou mais fácil por culpa a Moro de suas 2 condenações. Temendo, agora a sua candidatura a presidente. Vários partidos já o querem!
    Lula afirmou que quer ser ‘cabo eleitoral’ e que espera que PT tenha candidato. Descartou a possibilidade de se candidatar a presidente da República nas eleições de 2022.
    Alguém acredita nisso? Mas hoje, ele não pode ser candidato a nada. Cumpre prisão domiciliar. Será que os petistas lembram disso?

    • rapizodia

      Quando falamos de petistas, parece que falamos a toda ala da esquerda brasileira, o que não é verdade. Dentro do setor petista da esquerda há os moderados e radicais, assim como no setor bolsonarista, se bem que neste último, até por sua pouca militância e perfil agregador, acho que os moderados já desembarcaram.
      Estes radicais extremistas é quem levam as ações e ao perigo do confronto literal, são aqueles que orbitam ao Lula e também ao Bolsonaro, não aceitam uma nova ordem, não aceitam sentar e negociar, não aceitam nada além de suas perigosas convicções ultrapassadas de tomada do poder, são apagados de ideias, são verdadeiramente o ‘gado’.
      Aos moderados que em geral nos extremos são a minoria, não conseguem emplacar qualquer ação de sua simpatia, são esquecidos ou negligenciados pelos radicais, por isso o PT não consegue sentar e responder ao povo brasileiro a traição ao trabalhador que esteve desde o começo junto e também a nação por ter permitido e em muitos casos participado do ataque aos cofres públicos. Digo traição, pois Lula se ajuntou e não apenas se aliou com partidos altamente corrompidos e corruptores, assim como Bolsonaro está fazendo e achando que continuará mandando e controlando. Lula levou o PT a se juntar principalmente ao pior deles o PMDB e a ignorar sua cria o PSDB que sempre estiveram entranhados no poder, praticamente em uma simbiose, estes partidos já haviam levado a bancarrota o Brasil e a quem mais se alinhasse com eles, pois não tem convicção ou militância, só tem sede de poder, assim também é o PSL e os demais partidos que abrigaram Bolsonaro. O PT não tem nem mesmo a honradez de vir aos trabalhadores e pedir desculpas por tê-los deixado à mercê de uma lei trabalhista de FHC (PSDB) e resgatada por Temer (PMDB) para subjugar os trabalhadores e fazê-los pagar todas as contas das mazelas dos administradores do Estado, como assim também foi com a previdência que se falarmos agora deixará o texto maior do que já está. Já militei, mas consegui desembarcar e agora sou mais um brasileiro à deriva descrente dessa gente destruidora de sonhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *