MANIFESTAÇÃO A FAVOR DE MORO E BOLSONARO REÚNE BOLSOMINIONS NA PRAÇA DO JACARÉ

Matéria pendurada no portal do Jornal de Jales está informando que um grupo de 100 pessoas participou, ontem de manhã, de manifestação a favor do governo Bolsonaro, do ex-juiz Sérgio Moro e da operação Lava Jato.

Segundo o jornal, a manifestação teve discursos inflamados contra a corrupção e a favor da moralização da política. Os discursos incluíram, ainda, palavrões contra a oposição e a mídia, além de críticas ao Congresso Nacional.

O jornal ressalta que não faltaram, também, críticas aos políticos locais, que preferiram não comparecer, mantendo-se neutros em relação ao movimento.

A concentração realizada na Praça “João Mariano de Freitas” (Jacaré) foi convocada através das redes sociais e de um carro de som que percorreu as ruas de toda a cidade durante três dias, inclusive no domingo. Marcado para as 9:30 horas, o evento começou por volta das 10 horas. A ausência da população foi muito criticada pelos presentes.

Ao jornal, Paulo Eduardo da Silva, um dos organizadores do movimento, disse que apesar do pequeno público, o importante é que Jales, mais uma vez não ficou de fora dessa nova manifestação que aconteceu em todo o país.

23 comentários

  • Sérgio

    Vixi. Cadê os bolsomínions? Sumiram tão rápido não é. Será que é por causa do Intercept??? Kkkk

  • Janaína

    Que mico kkkk

    • Thiago

      Mico ?, eu não estava na manifestação mas na minha opinião mico é apoiar político preso e condenado, jurando que é inocente, suas definições do que é mico são bem distorcidas

  • Cidadão de bem

    Está Micareta tinha gente em meu amigo brogueiro!Quem fezba contagem se tinha umas 35 pessoas era muito! O melhor e fica na internet xingando e compartilhando coisas do mito! Será que eles estão esperando aprova o decreto das armas para sair nas antamanifestacoes!

  • AntiMoro

    A manifestação parou Jales… kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Fora Bolsominions!!!!!!!!!!!
    Fora Moro!!!!!!!!!!

    • Thiago

      Ao menos não queimaram nenhum pneu pra sufocar e matar cidadão trabalhador.
      Sem contar que a manifestação foi num domingo e não atrapalhou (mesmo nos grandes centros) a rotina de ninguém

  • Tiririca

    *****INTERCDEPT COMEMORA FRACASSO DAS MOBILIZAÇÕES EM APOIO A MORO.

    Os jornalistas do site The Intercept Brasil, no Twitter, avaliaram como um retumbante fracasso as mobilizações da extrema-direita em apoio ao ministro Sérgio Moro.
    O fundador da página, Glenn Greenwald, ironizou a briga ocorrida entre os “tontos” que foram às ruas neste domingo (30) em defesa do ex-juiz da Lava Jato.
    “Tão pequeno quanto os protestos de hoje em defesa de Moro, eles ainda conseguiram lutar um com o outro: “Atos têm briga entre bolsonaristas e MBL””, escreveu Glenn.

    ***.Faixa #MoroCriminoso agitou Curitiba neste domingo
    ***O editor do Intercept, Leandro Demori, também viu o movimento pró-Moro desmilinguir no asfalto.
    “Você sabe que a manifestação foi fraca quando a TV alinhada veicula matéria com mais close de gente no chão do que imagem aérea. A #VazaJato tirou gente das ruas. É uma vitória imensa. Seguimos”, comemorou.
    A Globo jura que até por volta de 19h30, 88 cidades dos 26 estados e do Distrito Federal tinham registrado atos da extrema-direita. No entanto, o grupo de comunicação não arriscou o número de participantes.
    Mais cedo, a presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), também avaliou que os atos da direita estão perdendo fôlego porque a economia não vai bem no governo Jair Bolsonaro (PSL), aliada à desmoralização de Moro.

  • SÓ JUMENTO VOTOU EM BOZONARO.

    será que não cansa de passar vergonha????

  • eu

    Em seu acordo de delação, a Braskem disse que o PT recebeu R$ 150 milhões nas campanhas de 2010 e 2014 de recursos provenientes de caixa dois. Marcelo rebateu destacando que a informação está errada e que as doações foram legais ou pelo chamado caixa três, quando uma empresa pede a um fornecedor para fazer a doação por ela.
    “Acho importante retificar (até que se tenha o volume correto ainda a identificar de outros destinatários) que uma parte dos aproximadamente R$ 150 milhões que é citado como tendo sido direcionados ao PT/governo federal, no contexto das campanhas presidenciais de 2010 e 2014, não foi caixa 2, e sim de doações oficiais ou via terceiros (que tem sido chamada de caixa 3)”, escreve Marcelo propondo que a Braskem corrija as informações prestadas nos acordos.
    Ainda segundo os emails de Marcelo, a petroquímica omitiu que pagou propina para dirigentes do MDB para conseguir comprar energia barata da Chesf (Centrais Hidrelétricas do Rio São Francisco).
    Marcelo disse ainda que dois ex-dirigentes da Braskem manipularam os emails da petroquímica para que eles não fossem incriminados na Justiça. Eles são o ex-presidente da Braskem (que assumiu o posto com a prisão de Marcelo em 2015), Newton de Souza, e o advogado e ex-integrante da diretoria jurídica da Braskem, Maurício Ferro, que também é casado com a irmã de Marcelo, Mônica Bahia Odebrecht.
    Ainda segundo a Folha, em uma das mensagens, Marcelo disse que tentou por diversas vezes ter acesso aos emails da Braskem para relatar irregularidades na empresa à Justiça, mas que não conseguiu porque seu cunhado havia informado que estavam protegidas por sigilo como correspondência entre advogado e cliente.
    Marcelo só conseguiu ter acesso aos e-mails depois de passar para prisão domiciliar, desde dezembro de 2017, após ter cumprido dois anos e meio em regime fechado em Curitiba.
    Segundo o herdeiro do grupo Odebrecht, os e-mails que ele conseguiu acessar mostram que houve pagamento de subornos e outras ilegalidades envolvendo Souza e Ferro, por isso foram incluídos entre os sigilos para que não precisassem revelar seus crimes.
    “Quanto aos emails do meu computador, fica agora evidente a tentativa deliberada por parte de pessoas que gozavam da minha mais inteira confiança para que eu não tivesse acesso ao conteúdo do meu computador”, escreveu Marcel.
    O executivo apontou ainda que o escritório de advocacia americano Paul Hastings LLP, de Washington DC, o mesmo que representou a Braskem no acordo com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos ajudou Ferro na estratégia de omitir os emails.
    A Folha destaca que Marcelo entregou às autoridades cerca de 2.000 mensagens que apontam as irregularidades nos acordos da Braskem. Graças a esse material, a Polícia Federal começou a apurar os omissões da petroquímica nos acordos, e Ferro e Souza passaram a ser investigados como suspeitos na compra de medida provisória para beneficiar grandes companhias.
    *****Juízes cobram investigação e possível expulsão de Sergio Moro da Ajufe
    Durante o processo de apuração, a Suíça enviou ao Brasil documentos mostrando que Ferro tinha uma conta com saldo de US$ 8 milhões naquele país, não declarados às autoridades brasileiras. Ao todo foram descobertas seis contas ligadas ao advogado, duas delas em nome de um amigo laranja. Além disso, investigações internas da Odebrecht indicam que Ferro teria recebido R$ 150 milhões da companhia no exterior. O advogado se defende afirmando que os recursos são de bônus.
    “Estes executivos tiveram forte envolvimento e protagonismo em muitos dos fatos ilícitos que eu e, imagino, outros colaboradores estamos agora detalhando. Estes fatos vão desde as MPs [medidas provisórias] de interesse da Braskem, passando por temas da área de energia, dos pagamentos não contabilizados, até obstrução da Justiça”, escreveu Marcelo.
    “E não se trata apenas de ciência dos fatos­ —o que por si só já seria motivo de enorme preocupação dado as posições que estes executivos atualmente ocupam nas empresas da Odebrecht— mas de coautoria de fato, ativa e relevante, nos ilícitos cometidos. Algo cuja gravidade vai muito além do deletério exemplo que representam, ainda mais após os compromissos publicamente assumidos pela Odebrecht S.A e Braskem”, completou na mensagem de 2018, quando Souza e Ferro ainda estavam na Odebrecht. Ainda no ano passado, apóções de Marcelo, os dois executivos saíram da companhia.

  • Marreta

    “”‘Moro sabe que a crise está aumentando’, afirma Glenn Greenwald em entrevista a Mídia NINJA entrevistou Glenn Greenwald, um dos jornalistas responsáveis pelos escândalos da Vaza Jato, série de reportagens que revela conversas entre Sérgio Moro e Deltan Dallagnol.
    Glenn atuou no The Guardian e colaborou com a reportagem sobre os escândalos da Agência de Segurança Nacional – EUA vazados por Eduard Snowden, venceu o Prêmio Pullitzer em 2014 e foi um dos protagonistas do documentário Citizenfour que levou o Oscar em 2015.
    Em terras tupiniquins, Glenn fundou o The Intercept Brasil e vem revelando trechos de conversas entre o ex-juiz e atual ministro da Justiça Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, mostrando a parcialidade do julgamento que levou Lula para a prisão a partir de um material que ele classifica como “um dos maiores da história do jornalismo”.
    A conversa com a NINJA foi feita minutos antes de Glenn responder as perguntas dos deputados no Congresso Nacional durante mais de seis horas. Na entrevista, Greenwald ressalta os principais pontos das suas revelações, a postura de Moro frente aos vazamentos, a posição da mídia corporativa, especificamente da Rede Globo, e fala sobre a expectativa de novos escândalos. Assista na íntegra:
    Ameaças::
    Casado com o deputado federal David Miranda, Glenn vive no Brasil e tem dois filhos. Depois das revelações, ele e seu marido tem recebido uma série de ameaças. Assista à entrevista com David Miranda em que ele conta os esquemas de segurança da família.

  • J ribeiro

    Segundo informacoes tinham 100 pessoas . O restante dos eleitores do bozo sumiram.

  • Deltan

    Como é? “O importante é que Jales não ficou de fora?”. Rapaz, vou te contar uma coisa: 20 ou 30 fanáticos NÃO representam Jales. Trocando em miúdos, Graças a Deus, Jales IGNOROU essa bobagem.

  • Eleitor do Frota

    Cardoso cadê o rapaz que foi vice prefeito uma vez e teve 209m17 votos da nova política que a anos tem uma boquinha com carggo político numa escola estadual é que pagar de nova alternativa! Não vi ele nestas fotos aí não?

  • Ultimo a sair apague a luz

    Na foto, só vejo aposentado , estranho né,

  • Sérgio

    Aposentados até quando? Ficam dando bobeira aí, iguais à papagaios de pirata. O PENTE FINO do INSS do Guedes e do Bozo está aí. Vão passar o facão em 90% dos benefícios. Tanto os funcionários, quanto os Peritos têm um bônus para cortar o seu benefício. Fiquem esperto.

  • Sérgio

    Ou você acha que querem economizar 1 trilhão como??

  • Mídia Ninja

    Só gente boa estava nesta foto Cardoso!

  • Manifestação em paz

    Certamente essas manifestações seja do Lula ou Moro/Bolsonaro não representam mais nada. Virou rotina. Mas a esquerda inveja as manifestações onde não se queimam pneus, onde não se quebram vitrines, onde o ir e vir de quem trabalha em dias de semana é preservado, onde não se pagam por manifestantes e nem se dão pão com mortadela. Bolsonaro não vai dar um golpe e nem vai sair, não contaria com o apoio do alto comando das Forças Armadas. Estas só interviriam com as desordens da esquerda, só a esquerda quebra, bloqueia ruas com pneus incendiados etc.
    Não ha estrategia do governo. Ha sim, uma livre e espontânea manifestação de quem cansou de ser enganado por governos anteriores .
    Manifestar em paz, sem causar tumulto ou quebradeira é um direito de todos.

  • Doce de leite energizado

    Cadê o leiteiro cidadão de bem com Gato de energia elétrica? Não avisaram ele? Tá impedido até de manifestar? Ditadura petista! Culpa é do PETE!

  • Como tem tonto que acredita em tudo que vê!
    O desespero só aumenta, a medida que a Lava-jato avança…
    Muitos que fizeram a inquisição do Moro, são os principais corruptos investigados. Eduardo Cunha vai abrir o bico e o molusco vai ter muitos “cumpanhero” por perto na cadeia.
    Isso é só o fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *