MANIFESTAÇÃO DE APOIO A SÉRGIO MORO REÚNE 15 PESSOAS EM CURITIBA

Deu no curitibano blog do Esmael:

Transeuntes e motoristas colocaram os “fascistas” para correr quando eles fecharam as esquinas das avenidas Marechal Deodoro e Marechal Floriano.

Por óbvio, a TV Globo e os jornalões da velha mídia não mostraram que Curitiba ‘deixou só’ o juiz Sérgio Moro.

Se a manifestação verde-amarela de ontem foi um fiasco, a mesma coisa não se pode dizer do protesto de quarta-feira, 8 de março, quando cinco mil mulheres marcharam pelas ruas da capital paranaense.

Os coxinhas vêm colecionando fiascos na “República de Curitiba”, pois no começo de fevereiro apenas 20 almas penadas saíram nas ruas em defesa do magistrado.

O diabo é que o fracasso da passeata de ontem, pró-Moro, ocorre bem nas vésperas do #OcupaCuritiba em que o juiz já sente o bafo na nuca dos apoiadores de Lula.

19 comentários

  • Pato da Fiesp

    Os coxinhas apaixonados pelo Moro e apoiadores do Temer estão com vergonha de sair na rua.

  • Jalesense

    Boa mesmo foi a manifestação da Gleisi Hofman…

  • Geroma.

    Maravilhoso! O Juiz imparcial do psdb precisa mesmo dessas lições.

  • Lula e Moro

    Parece que os ladrões da Petrobras (sem emprego publico) querem fugir de Moro pois falo de Lula, Dilma, Palocci, Cabral, Garotinho, Cunha, os grandes empresarios (Odebrecht, OAS, UTC. etc), os diretores da Petrobras, e outros.
    Lula já processou Moro (até na ONU) e já pediu a sua prisão (KKKKK) porem não consegue nada pois Moro tornou-se uma celebridade até o ponto de alguem querer fazer uma manifestação de apoio. Apoio de que?
    Certamente. um juiz não precisa de apoio e sim, fazer justiça para prender Lula e isso, os petistas não querem. Torcem contra a justiça!
    Os petistas já apanharam na ultima eleição para prefeito e sabem que se Lula for preso, neste caso, o PT (endividado e sem onde tirar dinheiro) afunda.
    O PT precisa que Lula volte para dar emprego aos seus cupinchas e continue a roubalheira.
    Todos serão felizes!

  • Jose carlos

    Estranho essa noticia – nunca vi falar que Juiz precisa de apoio !!!

    Ele julga o que esta nos autos – ele não é candidato !!!

  • Fausto Junior

    Resposta:- Ter participado do golpe e saber, que foram culpados de estar levando o país a insolvência total, tanto financeira como social.

  • ENQUANTO ISSO EM CURITIBA;——Bumlai diz que Lula nunca tentou comprar silêncio de Cerveró e Juiz fica irritado e bate na mesa.
    O pecuarista José Carlos Bumlai, um dos acusados em ação penal na Justiça Federal de Brasília sobre suposta “compra do silêncio” de Nestor Cerveró, depôs nesta sexta-feira (10). Ele afirmou que o ex-senador Delcídio do Amaral era a única pessoa que tinha algo a temer caso o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró firmasse um acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal.
    Bumlai é acusado pelo MPF de ter tentado impedir que o ex-diretor da Petrobras assinasse um acordo de delação premiada, e que teria tomado tal atitude a pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que também é um dos acusados no mesmo processo.
    A acusação do MPF é toda baseada em delação premiada do ex-senador Delcídio Amaral, que também é réu no mesmo processo e que efetivamente veio a figurar na delação de Cerveró, formalizada junto ao MPF mesmo após a suposta tentativa de obstrução. Foi em sua delação premiada que o ex-senador alegou que Lula tinha pedido a Bumlai que interviesse junto a Cerveró para que este não fizesse a delação. Depois que Delcídio mencionou Lula em seu depoimento – sem, no entanto, apresentar prova nenhuma a sustentar o que relatava – ele obteve o acordo com o Ministério Público e saiu da cadeia.
    Nesta sexta-feira, no entanto, Bumlai rejeitou amplamente a versão apresentada por Delcídio, classificando-a como “inverídica e fantasiosa”. “Eu nunca tive interesse nenhum em retardar a delação do senhor Cerveró. O ex-presidente Lula jamais me pediu nada nesse sentido. Eu nunca tratei de nenhum tipo de negócio ou acordos com o Lula. Tenho com ele uma relação pessoal e de respeito profissional, que vem do tempo em que compus o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, em seu governo, mas nunca falamos de dinheiro, nada disso”, informou o pecuarista.
    José Carlos Bumlai disse também que chegou a fazer um empréstimo “sem esperar receber de volta” a Delcídio do Amaral, em duas parcelas, no valor total de R$ 100 mil, mas que isso nada tinha a ver com a delação de Nestor Cerveró. “Quem entregou o dinheiro a ele foi meu filho. Ele solicitou em 2015, aquele pedido de um senador da República, por um empréstimo sem que se espere o recebimento. Aliás, este é um tipo de empréstimo que Delcídio pedia não só a mim, mas a muita gente, até porque o estilo de vida que ele leva não seria possível apenas com o salário de senador”, acusou o pecuarista.
    O juiz do processo, então, questionou do motivo que levou o pecuarista a fazer um empréstimo que não esperava que fosse pago. “Olha, excelência, era um pedido de um senador da República, líder de governo na época. Ele tinha muito poder para atrapalhar nossos negócios se quisesse. Conversei com meu filho, ele achou melhor contribuir”, revelou Bumlai.
    Na versão apresentada por Delcídio aos procuradores federais – e que fez com que ele se livrasse da cadeia – Bumlai teria pago ao ex-senador para que ele convencesse Cerveró a não assinar a delação. “Mas que interesse teria eu ou o ex-presidente Lula de que Cerveró não assinasse a delação? Pois ele acabou assinando e o que se viu? Meu nome não aparece, o nome de Lula não aparece, mas o de Delcídio, sim, aparece. A verdade é que só ele tinha interesse em obstruir a delação”, concluiu o pecuarista.
    Aos pouco vai caindo as provas contra Lula e as convicções também.

  • Lula e Moro é a mesma merda que Lula e a ficha suja—- pois este individuo com falta de neurônios já disse a mesma coisa em outro assunto deste blog, pois lhe falta coerência, inteligência e QI, então vamos relembrar ao mesmo incompetente com dois ou mais pseudônimo a relações dos Ladrões Corruptos da Petrobras, através da delação prêmiada feita pelos diretores e presidente da Odebrechet:

    Michel Temer
    Eduardo Cunha – “Caranguejo” (a empreiteira teria aprovado pagamentos de R$ 7 milhões ao ex-deputado)
    Romero Jucá – “Caju”
    Renan Calheiros – “Justiça”
    Rodrigo Maia – “Botafogo”
    Eunício Oliveira – “Índio”
    Geddel Vieira Lima – “Babel”
    Lúcio Vieira Lima (irmão de Geddel) – “Bitelo”
    Eliseu Padilha – “Primo”
    Moreira Franco – “Angorá”
    Jacques Wagner – “Polo”
    Delcídio do Amaral – “Ferrari”
    Anderson Dornelles – “Las Vegas”
    Gim Argello – “Campari”
    Ciro Nogueira – “Cerrado”, “Pequi” e “Helicóptero”
    Agripino Maia – “Pino” e “Gripado”
    Inaldo Leitão – “Todo Feio”
    Duarte Nogueira – “Corredor”
    Marco Maia – “Gremista”
    Antonio Brito – “Misericórdia”
    Paes Landim – “Decrépito”
    Heráclito Fortes – “Boca Mole
    Arthur Virgílio – “Kimono”
    José Carlos Aleluia – “Missa”
    Lídice da Mata – “Feia”
    Francisco Dornelles – “Velhinho”
    Arthur Maia – “Tuca”
    Adolfo Viana – “Jovem”
    Daniel Almeida – “Comuna”
    Paulo Magalhães Júnior – “Goleiro”
    Hugo Napoleão – “Diplomata”
    Jutahy Magalhães – “Moleza”
    Carlinhos Almeida
    João Almeida
    Kátia Abreu (PMDB)
    Rui Costa (governador da Bahia)
    Paulo Skaf (presidente da Fiesp)
    *Aécio Neves
    *Romário (PSB-RJ) – teria solicitado contribuição para campanha, mas a empreiteira não a realizou
    *Bruno Araújo (PSDB-PE) –
    *Aloysio Nunes
    *Alkimin
    *José Serra
    *Sergio Cabral
    *Sarney
    *Anastasia
    *FHC
    *Sergio Guerra etc…..
    O problema não é provar a corrupção desses canalhas da direita brasileira, o problema maior é o Juiz Moro e o STF enquadra-los e abrirem os processos contra essa corja, pois ambos ( Moro e STF são da mesma laia ou da mesma turma ), quanto a preender Lula o Juiz Moro e seus capangas não tem e nunca terão provas, mas sim tem conficção e eles sabem que essa atitude tão esperada pela sua turma, pode provocar um explosão neste país, onde já temos mais de 13 milhões de desempregados, o CPMF voltando agora apoiado pela corja do PSDB, aposentadoria com no mínimo 65 anos de idade, emprego tercerizado,. mulheres só em casa para lavar, passar, cozinhar como disse seu presidente no dia das mulheres, jantares gastando milhões para comprar votos para a mudança na previdência, aumento só para os funcionários do STF,MPF, PGR, TSE etc…………
    Meu caro inteligente e sabedor ao extremo sobre politica brasileira,, gostaria de continuar a lebrar-lhe que eleição para prefeito é uma coisa, mas para deputados estaduais, federais, senadores e presidente é outra coisa bem diferente e o PT só tem o plano A ( Lula 2018), e vocês estão querendo o Dória Almofadinha, pois Aécio Cocaína, Alkimin, Serra, estão na listra da Odebrechet como sua pessoa pode bem ver. Caro amigo, mostre um pouco de inteligfência e leia corretamente todas as noticias do blog, bem como as opiniões, dos pseudos que escrevem no mesmo blog, pois só assim não passaras tanta vergonha de sua incapacidade intelectual ( se é que tens ). Ai sim será feliz.

  • Jalesense

    *Juiz Templário*

    A formação de SÉRGIO MORO

    A formação pessoal e profissional do Juiz Sérgio Moro é realmente admirável.
    Formado em Direito e Antropologia, é fascinado por livros clássicos e apaixonado pelas Artes Marciais, pois é Faixa Preta 2º DAN de Karatê, 1º DAN de Aikido e Faixa Roxa de Judô, além de exímio atirador (armas curtas e longas), é especialista em combate com faca, com curso de Operações Especiais na PF, por isso é um guerreiro e grande estrategista.
    É leitor voraz dos Grandes Pensadores e escritores universais, dentre eles, Nicolau Maquiavel.
    Só uma pessoa com o conhecimento do escritor renascentista italiano, que escreveu sobre política de Estado, teria essa sagacidade e a esperteza para destroçar a ideologia nefasta, comunista e exploratória implantada pelo PT – Partido dos “Trabalhadores”.
    Para isso, ele age com sobriedade e adota um estratagema de forma a não permitir que as suas decisões sejam contestadas pelos tribunais superiores, a exemplo do STF e do STJ.
    Sérgio Moro aprendeu tudo com Maquiavel, certamente devorando o Príncipe, seu livro mais conhecido.
    Trabalha com paciência, como um exímio enxadrista, para acuar o ex-presidente e seus “vampiros” até o golpe fatal, o xeque-mate que se aproxima, com a movimentação cuidadosa no “Tatame da vida” e das peças no tabuleiro.
    É assim que o Juiz Sérgio Moro está montando o quebra-cabeça do maior escândalo da história do país, organizando o jogo de xadrez com inteligência e a paciência de um monge Templário.
    A prisão do Lula virá … e esse fato será o coroamento dessa operação incansável dos nossos Templários.
    Ontem, em entrevista, o Juiz Templário disse a seguinte frase de Nicolau Maquiavel: “Os homens julgam, em geral, na base das aparências mais do que da substância. Pois todos têm olhos, mas poucos possuem o dom da sagacidade”.
    E acrescentou com tom forte na voz: “Eu me preparei a vida inteira para o combate.
    Não temo nada, sou um Homem livre e de bons costumes. Estou pronto para a guerra.”

  • Fuck you

    Socialista comunista petista de smartphone kkkkk

  • A ALGUM FASCISTA GOLPISTA QUE DEFENDE O JUIZ CORRUPTO MORO:—-

    Postura de Moro sobre acusação contra Aécio em Furnas demonstra partidarismo.
    Com visível desinteresse de Sergio Moro, investigadora da Lava Jato chegou a cortar depoimento que acusava Aécio Neves em furnas. Em mais de 30 minutos de audiência, juiz da Lava Jato não fez uma única pergunta sobre esquema de corrupção envolvendo o senador tucano.

    O juiz Sérgio Moro tinha um foco claro no depoimento do lobista Fernando Moura: saber o envolvimento do ex-ministro José Dirceu no esquema de corrupção da Petrobras. Sem querer e de forma meramente exemplificada, o delator citou como ocorria a divisão de propina na hidrelétrica de Furnas, em Minas Gerais, com a indicação por Aécio Neves (PSDB-MG) de Dimas Toledo para comandar a estatal mineira.
    Dessa forma, o caso de corrupção envolvendo a hidrelétrica foi retomado após quase 12 anos, desde as primeiras acusações. Na Lava Jato, a investigação estava paralisada na delação do ex-senador Delcídio do Amaral e, posteriormente, confirmada pelo ex-diretor da Transpetro, Sérgio Machado.
    Agora, com visível desinteresse do juiz Sergio Moro, que em mais de 30 minutos de depoimento não questionou uma única vez sobre o esquema de corrupção que repassava propina ao PSDB, Fernando Moura retoma o episódio. Também ao acaso, quando uma procuradora da República, questiona ao lobista sobre o envolvimento de Dirceu e, de forma exemplificada, o delator cita Aécio.
    Foi realizada uma acareação pelos procuradores da República no caso da Lava Jato na Justiça do Paraná. Na audiência, o ex-diretor de Engenharia de Furnas, Dimas Toledo, ouviu a acusação do delator e lobista Fernando Moura que, em 2003, ele teria garantido dois terços da propina arrecadada ao PT e um terço ao senador Aécio Neves (PSDB-MG).
    No relato, Fernando Moura disse que o então ministro da Casa Civil do governo Lula, José Dirceu, contou que o tucano Aécio Neves solicitou a permanência de Dimas Toledo na estatal de energia de Minas. O lobista foi quem informou Dimas sobre a sua permanência.
    À plateia de investigadores, Moura disse que o acerto da indicação tucana, mais especificamente do senador, na estatal foi uma forma de retribuir o apoio do PSDB ao recém empossado governo do PT.
    A confirmação surgiu espontaneamente por Fernando Moura. Em mais de 30 minutos, todos os questionamentos do juiz Sérgio Moro a Moura eram relacionados à indicação de Renato Duque para a diretoria da Petrobras e os benefícios recebidos pelo PT nacional e estadual, de São Paulo e o “grupo político de José Dirceu“, com os contratos da estatal.
    O magistrado do Paraná concluiu a suas perguntas sem questionar sobre o PSDB ou a indicação de Aécio Neves na estatal mineira de Furnas. Foi quando o juiz federal passou a palavra a uma procuradora da República é que o tema surgiu, despropositalmente.

  • AO MESMO FASCISTA G0LPISTA JALESENSE QUE GOSTA DE DEFENDER OS CORRUPTOS COMPRADOS PELO PSDB, PMDB DEM :::—–

    65 testemunhas inocentam Lula, mas Sergio Moro não desiste.
    Após 65 testemunhas ouvidas não confirmarem a tese de Sergio Moro sobre os autos da denúncia contra Lula no caso tríplex, juiz da Lava Jato insiste e segue marcando novas audiências.
    Testemunhas inocentam lula sergio moro não desiste triplex lava jato.
    Sérgio Moro e o caso do triplex no Guarujá (Imagem: Pragmatismo Político)
    Após ouvir um total de 65 testemunhas, o juiz federal Sérgio Moro segue nas audiências, colhendo os depoimentos para a acusação de Luiz Inácio Lula da Silva no caso do triplex em Guaruja, no litoral de São Paulo.
    No processo da Operação Lava Jato em que o ex-presidente e outros seis são réus, Moro não obteve a confirmação da vinculação do nome do ex-presidente Lula a supostos desvios relacionados a contratos da Petrobras ou à compra do apartamento.
    Em depoimento prestado nesta terça-feira (21), o Tenente do Exército e chefe da equipe de apoio institucional de Lula, Valmir Moraes da Silva, era o responsável por acompanhar o ex-presidente em todos os seus deslocamentos. Valmir afirmou que esteve uma única vez com Lula no Edifício Solaris, no Guarujá, quando o ex-presidente foi conhecer o imóvel para verificar possível interesse.
    Explicou que era absolutamente normal o imóvel ter sido apresentado por um diretor da OAS, uma vez que o ex-presidente sempre foi recebido por pessoas da alta direção nas instituições visitadas. Naquele dia, contou o tenente, Lula manifestou o desinteresse pelo imóvel e que iria sugerir a Donar Marisa para que pedisse a devolução do dinheiro investido em 2005.
    Valmir Moraes contou que aquela foi a primeira e única vez que Lula esteve no edifício, e disse que tal confirmação pode ser provada pelos registros de diárias da Presidência da República em viagens. Disse que dona Marisa foi quem retornou, mas também apenas uma vez.
    Explicou que jamais ouviu falar de qualquer outra visita e que tampouco realizou qualquer outro procedimento de segurança, em outras datas, como ocorria quando o ex-presidente visitava locais.
    Outra testemunha ouvida nesta terça, o então advogado da Petrobras em 2007 e atual procurador da República, Silvio Pettengill Neto, disse que foi ele o responsável por emitir parecer jurídico opinando pela legalidade da contratação direta, sem licitação, de um dos contratos mencionados na denúncia.
    Disse que jamais sofreu qualquer interferência para emitir o seu posicionamento jurídico e tampouco questionado por sua tomada, seja por parte de órgãos de controle interno ou externo da Petrobras.
    “Mais uma vez os depoimentos colhidos mostraram que a acusação contra Lula é frívola, sem materialidade, baseada apenas em suposições e no intuito de criar embaraços indevidos às atividades políticas do ex-Presidente”, afirmou, em nota, o advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins.
    Viva o Juiz Sérgio Moro filiado ao PSDB.

  • MNEU CARO JALESENSE INULTIL POLITICAMENTE, NÃO DEVE TER IDEOLOGIA PARTIDÁRIA MAS SOMENTE ÓDIO, CIÚMES, INVEJA E DESPREZO POR LULA. vELA O QUE FÊZ O MORO 77777 CONTRA DILMA E LULA ANTES DO IMPEACHMENT MOSTRANDO A BAIXA INDOLE, CARATER E FALTA DE HOMBRIDADE:–

    O juiz federal Sérgio Moro reconheceu perante o STF (Supremo Tribunal Federal) que errou ao gerar polêmica quando decidiu tornar públicos grampos de conversas do ex-presidente Lula.
    Ora, só pede desculpa, somente solicita “respeitosas escusas”, quem admite que errou. É importante que Moro tenha tomado tal atitude. sinaliza maturidade. É bom para a Lava Jato.
    No entanto, Moro fez uma tremenda interferência no processo político que foi desfavorável a Lula e à presidente Dilma Rousseff. Isso não é papel de juiz.
    Ao se justificar para o Supremo, Moro afirmou que “não haviam sido alcançadas condutas criminais” das autoridades com foro privilegiado e que precisam de autorização do Supremo para serem investigados.
    Se não havia crime, por que divulgar? Isso gerou desgaste para Dilma e o ministro Jaques Wagner, por exemplo.
    Em relação ao diálogo entre Dilma e Lula, Moro disse que a presidente “não mostrou propósito de influenciar, intimidar ou obstruir a Justiça”. Ora, esse aúdio foi gravado às 13h32 e à noite serviu para um julgamento sumário de Dilma perante o tribunal da opinião pública. Desde então, piorou a situação política da presidente.
    Sobre Lula, Moro diz ver tentativa de obstruir a Justiça e de influenciar autoridades. Essa manifestação dele serviu depois para barrar a posse do ex-presidente na Casa Civil, fundamentando decisão liminar do juiz Gilmar Mendes.
    Há também diálogos sem interesse público nenhum, como uma conversa entre dona Marisa e um filho dela. Mas é algo constrangedor para a pessoa. É preciso ter cuidado com o que se divulga porque, uma vez causado um dano, fica difícil a reparação em caso de erro.
    A mão de Moro pesou contra Dilma e Lula politicamente. Os juízes têm garantias especiais, como cargo vitalício e proteção contra remoção de vara, justamente porque são importantes para a sociedade e precisam ser imparciais. Numa democracia, a Justiça tem a última palavra. A última palavra é do Supremo, que é o guardião da Constituição. Portanto, um erro da Justiça tem peso grande.
    No caso em questão, a ação de Moro deu mais força ao impeachment da presidente e enfraqueceu Lula publicamente, o que se pode então esperar de um Juiz Imparcial, prepotente, que se fende em troca de &&&&&&& , filiado ao PSDB, cujo pai foi quem no Paraná na cidade em Curitiba fundou o PSDB do Aécio Cocaína?

  • JALESENSE mesmo diante de sua pequenes em moral, indole , caráter e conhecimento dos fatos politicos pelo qual passa o Brasil até hoje, que lhe informar que é por neste país residirem pessoas de pensamentos tão retogrados, de inveja e ódio é que o Brasil não consegue sair da lama em que se meteu com o golpe politico, comandado pelo PSDB—PMDB–DEM–PTB– etc….., para sua pessoa ter uma idéia hoje temos 13 milhões de desempregados, Temer gastando mais de 15 milhões em jantares para comprar votos para suas decisões na câmara, batendo em nossa porta a aposentadoria com no minímo 65 anos, a volta da CPMF, o corte da Bolsa Família, o corte em mais de 45% da Minha Casa Minha Vida, a delação da Odebrechet onde só aparecem politicos do governo, como você pode ver a lista acima, 7ministros do governo delatados na Lava Jato, o Fora Temer espalhbado pelo Brasil, o desaparecimento dos batedores de panela etc……
    Então meu caro fascista golpista de direita vou lhe mostrar pela ultima vêz o que é capaz de fazer seu idolo por &&&&&&&&&&&&&:

    AS DUAS FACES DE MOURO:
    Juiz da Operação Lava Jato tira a máscara e toma decisões de marcada influência político-partidária.
    Imparcial e isento são verbetes fáceis de ser encontrados em qualquer dicionário da língua portuguesa. Impossível é encontrar qualquer ser humano capaz de alcançar tais virtudes. Ela foi, todavia, usada às escâncaras nos últimos meses para brindar o juiz Sergio Moro, titular da 13ª Vara Criminal de Curitiba, no Paraná, comandante da Operação Lava Jato, deflagrada em março de 2014 pela Polícia e Ministério Público federais.

    Moro promoveu um fato inédito no País ao mandar para a cadeia, em grande quantidade, gente influente e de dinheiro. Todos supostamente corruptos ou corruptores, enriquecidos com ilícitos em torno da Petrobras. Uma decisão elogiável. Em torno da decisão do magistrado, à semelhança do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa, durante o julgamento do chamado “mensalão”, a ingenuidade e a malícia política fizeram brotar a esperança de ter sido resgatada a moralidade no Brasil. Aparentemente, surgira um magistrado preocupado unicamente em fazer justiça.
    Doa a quem doer, era o que se podia traduzir de suas ações iniciais. Esse é um lado da moeda. Há o outro.
    Não há mesmo neutralidade em nenhum ato humano. Assim, aos poucos, o jovem magistrado, 43 anos, já famoso, saiu da trilha judicial. Moro tem direito a pensar politicamente como quiser. Está impedido, porém, de contaminar as decisões profissionais com cores partidárias. Tirada a máscara, despontou um militante antipetista a anti Lula. A militância partidári do mesmo ao PSDB interferiu em várias decisões judiciais dele.
    A mais recente foi o ataque ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Recebeu alguns advogados dos acusados da Operação Lava Jato. Para Moro, houve tentativa indevida das empreiteiras “de obter uma interferência política em seu favor no processo judicial”. Embora o ministro tenha feito uma trapalhada, ao esconder da agenda de trabalho a audiência aos advogados, fica claro que o juiz Sergio Moro fez outra.
    Antes disso, o juiz fechou os olhos para um fato relevante. Um dos acusados, Pedro Barusco, no papel de delator, contou no depoimento que, como gerente-executivo da Petrobras, tinha recebido a primeira propina em 1997. Portanto, durante o governo de FHC. Isso foi sepultado pelos agentes policiais, pelos promotores e, por fim, pelo magistrado.
    Eles, curiosamente, esqueceram. Da primeira propina, porém, os corruptos nunca esquecem. Não há espaço para falar dos vazamentos seletivos do processo, liberados em Curitiba. A mídia se esbalda. Há um grande painel dessas irregularidades que transformam suposições em fatos consumados e dão à delação premiada o caráter de fé pública. Curiosamente Moro deixou escapar um alerta. Ele próprio avisa: “As delações ainda carecem de provas”, mas contemporizou: “Elas estão parcialmente amparadas”. Uma contradição? Talvez “mea-culpa?” Qual o valor de provas “parcialmente amparadas”? ou qual a diferença entre provas das de convicção? só o Moro&&&&&&&, poderá responder. Ou quem sabe Jalesense você consegue responder todas essa indagações?

    Do STF foi lançada a primeira indicação sobre os descuidos do magistrado. Tomou posição pública o irrequieto ministro Marco Aurélio Mello, após dizer que acompanhava “com incredulidade” as notícias da Operação Lava Jato. “No Brasil, exceção virou regra: prende-se para depois apurar.” Mello destacou a “condução coercitiva” de João Vaccari, tesoureiro do PT, que resistiu à convocação, mas não se recusou a depor. Contra isso, invocou a ironia: “A criatividade humana é incrível… eu nunca tinha visto nada parecido. E as regras continuam as mesmas”.

  • JALESENSE DEVE TER EM MINAS RESPOSTAS MUITOS ERROS DE PORTUGUÊS E COLOCAÇÕES NAS FRASES, MAS É QUE PRIMEIRO FOI A PRESSA E A SEGUNDA DE LER O ABSURDO QUE ESCREVBESTE SOBRE UM IRRACIONAL, QUE AOS POUCOS ESTA ACABANDO COM O BRASIL.
    UMA PEWRGUNTA JÁ VISTE OU OUVISTE FALAR DE ALGUM POLITICO DO PSDB PRESO? DA MULHER DE CUNHA? DE JUCÁ? DE MEIRELLES, DE SERRA? DE ALKIMIM? DE ALOYSIO? DE ANASTASIA? DE RENAN? DE RODRIGO MAIA? Etc….
    Sabes quem esta governando o Brasil meu caro entendido em politica? eu respondo Cunha da prisão e Temer deixa com medo da língua do mesmo ( Cunha ).
    Se quiseres tenho assunto m nesse sentido para o dia todo..,

  • JALESENSE–reportagem da UOL—Folha—O GLOBO e Estadão por favor leia e mande seus juiz Moro Templário, julgar:—-

    O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, recebeu da Odebrecht pelo menos quatro senhas para o pagamento de caixa 2 ao PMDB, segundo informou o ex-executivo José de Carvalho Filho em depoimento prestado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta sexta-feira (10), de acordo com fontes. As senhas eram as seguintes: Foguete, Árvore, Morango e Pinguim.
    Como revelou neste sábado (11) o jornal “O Estado de S. Paulo”, Carvalho afirmou ao TSE que Padilha intermediou o pagamento de caixa 2 para o PMDB. Segundo fontes informaram à reportagem, Padilha teria acertado locais de entrega do dinheiro da empreiteira mediante senhas trocadas com o ex-executivo. O valor total destinado ao PMDB chegou a R$ 5 milhões, dos quais R$ 500 mil teriam sido destinados ao então deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
    Segundo o Estado apurou, José de Carvalho Filho procurou o peemedebista para solicitar os endereços onde seriam entregues as quantias. Padilha teria fornecido os endereços repassados para a ex-secretária Maria Lúcia Tavares, que atuava no setor de propina da Odebrecht. Era Maria Lúcia a responsável por criar senhas que seriam entregues posteriormente por José de Carvalho a Padilha.
    O depoimento do ex-executivo foi feito nesta sexta-feira (10), no âmbito da ação que apura se a chapa de Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB) cometeu abuso de poder político e econômico para se reeleger em 2014.
    José de Carvalho afirmou que, para entregar as senhas, esteve com Padilha pelo menos quatro vezes. O ex-executivo da Odebrecht trabalhava na equipe do ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht Cláudio Melo Filho. No anexo de delação premiada que veio a público em dezembro, Melo relata que foi Carvalho Filho quem o apresentou a Padilha.
    Os repasses da Odebrecht ao PMDB teriam ocorrido nas seguintes datas: 13/08/2014 (R$ 1,5 milhão, senha: foguete); 02/09/2014 (R$ 1 milhão, senha: árvore); 04/09/2014 (R$ 1 milhão; senha: morango), 10/09/2014 (R$ 1 milhão, não constaria a senha); 30/09/2014 (R$ 500 mil, senha: pinguim)
    De acordo com José de Carvalho Filho, um dos locais indicados por Padilha foi o escritório de José Yunes, amigo e ex-assessor de Michel Temer. Esse pagamento teria sido realizado no dia 4 de setembro de 2014.
    Julga essa JALESENSE E JUIZ MORO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *