MÉDIA DE ABSTENÇÃO NA ZONA ELEITORAL DE JALES FICOU ACIMA DA MÉDIA NACIONAL

eleicoes-2016-c

Editorial do jornal Diário da Região, sob o título “A insatisfação revelada pelos ausentes”, destaca o índice de abstenção constatado em Rio Preto, nas eleições deste ano, que alcançou o percentual de 22,02%. Dos 318.467 eleitores rio-pretenses, 70.127 não compareceram às urnas, o que, segundo o jornal, reflete “a decepção da população brasileira com a classe política, contaminada até a medula por denúncias de corrupção”.

Abro um parênteses para lembrar que, aqui em Jales, os últimos três escândalos de corrupção não envolvem nenhum político. O último desses escândalos ainda nem foi noticiado, mas, a se julgar pelos números que correm à boca pequena, tende a ser o maior de todos. Fecho o parênteses e volto ao assunto da abstenção.

Na Zona Eleitoral de Jales – a 152ª do Estado – o índice de abstenção foi, na média, de 19,29%, superior, portanto, ao índice nacional, que foi de 17,58%. Dos 64.677 eleitores dos dez municípios da nossa Zona Eleitoral, 12.477 deixaram de votar no domingo passado.

Jales puxou o índice para cima, com uma abstenção de 24,15%. Dos 12.477 eleitores que faltaram ao pleito deste ano, nos dez municípios, 9.097 são de Jales. O menor percentual de eleitores faltantes ocorreu em Dirce Reis, onde a disputa pela Prefeitura é, tradicionalmente, acirrada. Apenas 110 eleitores dircenses – 6,53% dos 1.685 aptos – deixaram de votar.

Santa Salete teve o segundo menor percentual de faltantes. O município, que possui mais eleitores do que habitantes teve um índice de abstenção de apenas 7,65%. Dos 1.830 eleitores saletenses, apenas 140 deixaram de cumprir o dever cívico. Santa Salete apresentou, também, o menor percentual de votos brancos e nulos da região. Apenas 36 eleitores votaram em branco ou anularam o voto, o que representa 2,13% dos 1.690 que foram às urnas.

Depois de Jales, os maiores índices de abstenção foram verificados em Pontalinda (15,94%), Urânia (15,14%),  Santa Albertina (14,99%) e Mesópolis (12,13%). E assim como Dirce Reis e Santa Salete, a abstenção em Aspásia (9,55%), Paranapuã (9,40%) e Vitória Brasil (8,84%) ficou abaixo dos dois dígitos.

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *