MÉDICO QUE XINGOU DILMA DE FDP É ACUSADO DE AGREDIR UMA COLEGA DE TRABALHO

milton-pires

O ódio contra o PT parece estar levando algumas pessoas a perder o bom senso. Aqui mesmo, em Jales, temos amigos curtindo postagens no facebook, feitas por gente da cidade, onde a presidenta Dilma é chamada de vagabunda.

Penso que todo mundo tem o direito de ter um lado e de expor a sua opinião a respeito de qualquer situação. Mas será que agredir quem  pensa diferente da gente é a melhor maneira de expor nossa opinião? Acho que não. E tenho certeza de que esse tipo de comportamento não é bem visto pela maioria.

Vejam o caso do médico Milton Simon Pires, funcionário concursado do Grupo Hospitalar Conceição, em Porto Alegre (RS), que agrediu verbalmente a presidenta e ironizou sua queda de pressão após o debate promovido pelo SBT.

Em sua página no Facebook, o médico postou a seguinte mensagem: “Tá se sentindo mal? A pressão baixou?? Chama uma médico cubano, sua grande filha da puta!”

No caso de Dilma, a agressão foi verbal, mas parece que o médico coleciona outras histórias de agressão. Em setembro deste ano, uma colega de trabalho registrou um boletim de ocorrência contra Milton na Delegacia da Mulher, por agressão verbal e física.

Em um blog que mantém na internet – “Ataque Aberto” – onde faz ataques ao governo Dilma e ao programa Mais Médicos, Milton diz que é vítima de perseguição política por suas críticas à administração do hospital.

Em seu blog, Milton demonstra não estar arrependido do que fez e, ao contrário, parece até estar gostando dos 15 minutos de fama que o caso rendeu a ele.

Em uma postagem recente, o médico afirma que quem não deve estar gostando da exposição midiática é o hospital e a médica supostamente agredida. “Como eu já disse: aumenta a responsabilidade deles de provar aquilo que usam para me acusar”.

Milton, que gosta de ler a revista Veja e já foi até entrevistado pelo Lobão, está sendo defendido pelo advogado Leudo Costa, que foi candidato a deputado pelo PSDB.

Segundo o advogado, seu cliente andou sofrendo ameaças de morte nos últimos dias. Como se vê, a falta de bom senso pode trazer consequências.

27 comentários

  • Tuim

    Cardosinho, a maioria sabe de quem você está falando. O ódio desse cara tem da Dilma é tão grande que ele vive incitando as pessoas no facebook, como se a Presidente soubesse que um asno desse existe. Ele vive postando suas pérolas maldosas no face ao vento, e quando alguns amigos discordam, ele cresce na réplica. Depois vê que seus argumentos não convence, parte para o lado pessoal, ofendendo-os com palavrões e os exclui dos seus contatos.Quem o conhece sabe que ele é um sujeito mal educado, arrogante, de credibilidade zero e de uma empáfia única. Humildade passa longe alí. Ele é tão ignorante no que fala e escreve, que já já ele toma um corretivo da justiça.

    • Eu Heim

      Tuim vc disse tudo esse cidadão que caiu de para-quedas aqui em Jales,acha que é jornalista,posta besteira que ele acha que é certa,menospreza as pessoas,se irrita com opiniões diferentes das suas,se acha lindo,rico e super star,exclui seus desfetos,chama as pessoas de derrotadas comp se fosse algum grande marajá,fui excluido do seu face por causa de política,mas não a Dilma,foi pela Nice que ele tem miota esta e a defende de tudo

    • Lara

      T. Circunst. Nº: 5623/2014/100330B – 1ª Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher. Processo nº: 2.14.0070448-9. Denunciado: MILTON SIMON PIRES. Data: 19 DE JUNHO DE 2015. Juiz Prolator: ARTUR DOS SANTOS E ALMEIDA. Vistos etc. O Ministério Público denunciou MILTON SIMON PIRES, imputando-lhe o seguinte fato: “No dia03 de setembro de 2014, por volta das 16h, na Av. Francisco Trein, 596, Bairro Cristo Redentor, no Hospital Conceição, nesta Capital, o denunciado MILTON SIMON PIRES praticou vias de fato contra a vítima Ana Paula ribeiro Rucks.” “Na ocasião, o denunciado bateu com seu corpo propositalmente contra o da vítima, ocasionando o que vulgarmente se chama ‘encontrão de ombros’, na oportunidade em que Ana Paula Ribeiro Rucks estava tentando esquivar-se de Milton Simon Pires no corredor do hospital.” O denunciado, na defesa prévia, através de seu defensor, sustenta a inexistência do fato e requer a absolvição. Para a instauração da ação penal é indispensável um mínimo de sustentação probatória, conferindo justa causa para a persecução penal. No caso, não existe tal substrato. Acompanhando a denúncia têm-se, exclusivamente, o registro de ocorrência, com a versão unilateral da autora do registro, a vítima. Com a finalidade de ampliar-se o conjunto de informações a respeito do fato, solicitou-se cópia do Processo Administrativo Disciplinar instaurado contra o denunciado. Analisando detidamente todos os documentos e depoimentos coletados não é encontrado o substrato necessário para a instauração da ação penal. Ao contrário, em nenhum dos relatos realizados é referida a existência de violência física praticada pelo denunciado contra a vítima. Portanto, não havendo sequer indícios da existência do fato narrado na denúncia, não há justa causa para a instauração da ação penal. ISSO POSTO, rejeito a denúncia oferecida contra MILTON SIMON PIRES, com base no art. 395, III, do Código de Processo Penal. Com relação ao TC apensado, como não o fato narrado no histórico da ocorrência não foi incluído na denúncia, deduz-se arquivamento pelo Ministério Público. Por isso, determino o arquivamento, com baixa, do TC 2.15.0016342-0. Custas pelo Estado. Registre-se. Intimem-se. Porto Alegre, 19 de junho de 2015. Artur dos Santos e Almeida, Juiz de Direito.

      • MILTON SIMON PIRES

        Muito obrigado por postar, Lara, mas essa sentença o tal “Cardosinho” ou seja lá qual for o nome dessa criatura, não é homem suficiente para postar. Um canalha desses precisa que eu fique conhecido como “agressor de mulher”…kkkkkkkk

        abraço,

        Dr. Milton Pires

  • Juca

    Os medicos tem toda razao de votar e pedir voto para Aecio, pois pela primeira vez o governo brasileiro mexeu no bolso deles mostrou que falta medico e que nao tem como leva los para o interior do pais mesmo pagando 50 mil reais por mes. e esta dando a soluçao que de imediato e trazer de fora e medio prazo mais e mais faculdades de medicina.

  • ZOIUDO

    Com a palavra Dr. Munir politico mais consciente.

  • Anônimo

    Esse médico ta certinho, manda um Cubano atende. TODOS DA ÁREA DA SAÚDE TEM QUE VOTA NO AECIO.

  • paulo

    Falta de respeito, seu cabra… ganhe quem ganhar, esse programa veio pra ficar.
    Esse cabra merece um processo pra aprender a ter respeito ao presidente de seu país.

  • MILTON PIRES

    O Monstro Respirando.

    Milton Pires.

    Faltando apenas 7 dias para que o partido político mais vagabundo, mais corrupto e assassino de toda história brasileira deixe o governo, começam as tentativas desesperadas de atacar tudo e todos que estiverem em seu caminho. A tática é sempre a mesma. Durante toda sua história, os bandidos petistas fizeram questão de se manter como os paladinos da moral. De seus adversários dizem tudo; deles nada pode ser dito. Pensam, esses marginais, ter a prerrogativa do uso de termos chulos, das ofensas e palavrões com que se dirigirem aos opositores como inimigos fazendo da destruição de reputações sua arma diária.
    No último debate do SBT, quando a presidente alegou estar se sentindo mal e “com queda de pressão”, fiz um post no grupo fechado de facebook que eu mesmo criei. Não escrevi como médico, como representante de nenhum sindicato da categoria ou porta-voz dos colegas do Brasil. Não pedi “licença” alguma ao Conselho Federal de Medicina e não existe previsão no Código de Ética Médica para me punir pelo que escrevi alegando que vim a público “macular” a imagem da profissão que já teve como Ministro da Saúde um médico petista acusado de fraudar diploma de especialista em infectologia.
    Fiz algo muito pior e, na opinião dos vagabundos petistas, muito mais grave. Escrevi como cidadão e como eleitor. De nada me arrependo e nada vou retirar mesmo recebendo ameças de morte desses marginais pelo telefone celular. As devidas providência já foram tomadas junto à Polícia Federal. Enfurecido, o Partido Mensaleiro questiona se “sou médico ou se sou monstro”. Respondo que, para eles, sou “monstro” com muito orgulho. Deus me livre de ser considerado médico por gente que o próprio Ministro Celso de Melo já definiu como “marginais do poder”.
    Depois do que escrevi, militantes virtuais a soldo do partido mensaleiro invadiram o grupo fechado que coordeno e copiaram o post que fiz. Aproveitaram-se, a partir disso, para vincular o fato à perseguição política movida contra mim em Porto Alegre pela Direção do Grupo Hospitalar Conceição. Venderam suas manchetes com o título “Médico que ofendeu a Presidente Dilma já está afastado do Trabalho por Agressão à Colega”
    Em 22 de setembro fui suspenso das minhas funções como médico da UTI do Hospital Nossa Senhora da Conceição sob acusação de ter “ameaçado e agredido fisicamente” uma médica que, de fato, fez queixa contra mim na “Delegacia da Mulher” aqui em Porto Alegre. É de conhecimento geral que, tanto o Ministério Público quanto o juiz responsável pela vara de Violência Doméstica, não deram seguimento algum a denúncia dela e que, até agora, absolutamente nada foi provado em juízo pela mesma nem pela direção petista do GHC que tem seus dias contados para perder o cargo. A despeito disso, segue correndo contra o mim o Processo Administrativo que tem como objetivo me exonerar.
    Nada disso foi investigado. Nada foi mencionado nas reportagens imundas do Portal Vermelho, Brasil 247, Pragmatismo Político e outros sites que estão se lixando para minha reputação (na verdade para reputação de qualquer um) ou dignidade pessoal. No facebook, recebo mensagens de que “médicos não deveriam escrever palavrões”…que não “posso descer ao nível dos petistas” e outras besteiras politicamente corretas que só servem para manter como prerrogativa desses bandidos o uso da força e da intimidação por escrito.
    Tudo isso que descrevi acima nada mais é do que o profundo desespero da organização criminosa que controla o Brasil desde 2003 e que, no próximo domingo, vai ser varrida do poder numa derrota sem precedentes na sua história. O PT, meus amigos, está na UTI. Seu diagnóstico é “falência de múltiplos órgãos”. Dia 26 de outubro, 140 milhões de brasileiros vão “desligar os aparelhos” que ainda mantém o Monstro Respirando.

    Porto Alegre, 19 de outubro de 2014.

    • Doutor Milton, eu recomendo que o senhor procure um psiquiatra urgentemente.

      • Lara

        T. Circunst. Nº: 5623/2014/100330B – 1ª Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher. Processo nº: 2.14.0070448-9. Denunciado: MILTON SIMON PIRES. Data: 19 DE JUNHO DE 2015. Juiz Prolator: ARTUR DOS SANTOS E ALMEIDA. Vistos etc. O Ministério Público denunciou MILTON SIMON PIRES, imputando-lhe o seguinte fato: “No dia03 de setembro de 2014, por volta das 16h, na Av. Francisco Trein, 596, Bairro Cristo Redentor, no Hospital Conceição, nesta Capital, o denunciado MILTON SIMON PIRES praticou vias de fato contra a vítima Ana Paula ribeiro Rucks.” “Na ocasião, o denunciado bateu com seu corpo propositalmente contra o da vítima, ocasionando o que vulgarmente se chama ‘encontrão de ombros’, na oportunidade em que Ana Paula Ribeiro Rucks estava tentando esquivar-se de Milton Simon Pires no corredor do hospital.” O denunciado, na defesa prévia, através de seu defensor, sustenta a inexistência do fato e requer a absolvição. Para a instauração da ação penal é indispensável um mínimo de sustentação probatória, conferindo justa causa para a persecução penal. No caso, não existe tal substrato. Acompanhando a denúncia têm-se, exclusivamente, o registro de ocorrência, com a versão unilateral da autora do registro, a vítima. Com a finalidade de ampliar-se o conjunto de informações a respeito do fato, solicitou-se cópia do Processo Administrativo Disciplinar instaurado contra o denunciado. Analisando detidamente todos os documentos e depoimentos coletados não é encontrado o substrato necessário para a instauração da ação penal. Ao contrário, em nenhum dos relatos realizados é referida a existência de violência física praticada pelo denunciado contra a vítima. Portanto, não havendo sequer indícios da existência do fato narrado na denúncia, não há justa causa para a instauração da ação penal. ISSO POSTO, rejeito a denúncia oferecida contra MILTON SIMON PIRES, com base no art. 395, III, do Código de Processo Penal. Com relação ao TC apensado, como não o fato narrado no histórico da ocorrência não foi incluído na denúncia, deduz-se arquivamento pelo Ministério Público. Por isso, determino o arquivamento, com baixa, do TC 2.15.0016342-0. Custas pelo Estado. Registre-se. Intimem-se. Porto Alegre, 19 de junho de 2015. Artur dos Santos e Almeida, Juiz de Direito.

      • MILTON SIMON PIRES

        …kkkkkkk…e você (e seus companheiros vagabundos petistas) um bom advogado…Sua turma está indo para cadeia…

    • cesar r. fioretto

      Parabéns Dr. Milton !!!
      O Sr. só está pedindo recursos para trabalhar.
      A Sra. Dilma, Sr. Lula, Sr. Sarney, Sr. José Genuíno, que frequentam o Sírio Libanês em São Paulo, não conhecem os nossos UPA’s; Santas Casas; e muito menos o sistema SUS

  • Cesar Ricardo Fioretto

    Se vivemos em um país democrático, e sem censura, podemos nos manifestar a favor e/ou contra qualquer governante (que teóricamente representa seus eleitores).

  • saude na uti

    quero deixar claro que NÃO concordo com esta agressividade verbal .

    mas o que o pessoal da área da saúde quer são melhores condições de trabalho , plano de carreira ( igual do judiciário ), honorários dignos pelo SUS .

    o médico é a ponta do problema. para a recuperação do paciente tem que ter enfermagem , fisioterapeuta , fonoaudiologo … muito bem treinados e bem remunerados tambem …

  • EU E ELE

    CESAR R. FIORETTO por favor me responda em quais Hospitais são atendidos José Serra,Aécio Neves,Alkimim,Marina, Fernando Henrique,André Neves,Fabio Vaz(marido de Marina),Rodrigo de Grades(Ministro Público),Arminio Fraga,Collor,Maluf,Tiririca,Aloysio Nunes etc………..Só nos tontos somos atendidos bens se temos bom Plano de Saúde, isso não é culpa de um mas da maioria dos politicos de Primeiro Escalão em âmbito Estadual e Federal. Me desculpe mas este Miltom Pires é um Racista,Hipocrita,de Mal Caráter,Preconceituoso e desumano.Existem várias maneiras de se manifestar com ética.

    • cesar r. fioretto

      Eles (do PSDB) são atendidos no Einstein, pois possuem plano de saúde BRADESCO. Os demais (Collor, Maluf e os outros da corja do PT, também no Sírio Libanês). Ética que vem faltando nos comentários aqui reproduzidos (totalmente facciosos a candidatura do PT). Se é pra baixar o nível, vamos lá.

  • camarada

    no mesmo hospital onde é atendido Dilma , e Ali Babá

  • cesar r. fioretto

    Faltaram outros amigos dela – Hugo Chaves, Fidel, Putin, dentre outros.

  • zuchi

    Preclaro Cardosinho Ontem fiz um comentário deselegante sobre o Lula. Embora não goste dele, mas temos que respeitar seu Blog e a sua pessoa. Deixo aqui o meu perdão

  • MILTON SIMON PIRES

    T. Circunst. Nº: 5623/2014/100330B – 1ª Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher.
    Processo nº: 2.14.0070448-9.
    Denunciado: MILTON SIMON PIRES.
    Data: 19 DE JUNHO DE 2015.
    Juiz Prolator: ARTUR DOS SANTOS E ALMEIDA.

    Vistos etc.
    O Ministério Público denunciou MILTON SIMON PIRES, imputando-lhe o seguinte fato:
    “No dia03 de setembro de 2014, por volta das 16h, na Av. Francisco Trein, 596, Bairro Cristo Redentor, no Hospital Conceição, nesta Capital, o denunciado MILTON SIMON PIRES praticou vias de fato contra a vítima Ana Paula ribeiro Rucks.”
    “Na ocasião, o denunciado bateu com seu corpo propositalmente contra o da vítima, ocasionando o que vulgarmente se chama ‘encontrão de ombros’, na oportunidade em que Ana Paula Ribeiro Rucks estava tentando esquivar-se de Milton Simon Pires no corredor do hospital.”
    O denunciado, na defesa prévia, através de seu defensor, sustenta a inexistência do fato e requer a absolvição.
    Para a instauração da ação penal é indispensável um mínimo de sustentação probatória, conferindo justa causa para a persecução penal.
    No caso, não existe tal substrato. Acompanhando a denúncia têm-se, exclusivamente, o registro de ocorrência, com a versão unilateral da autora do registro, a vítima.
    Com a finalidade de ampliar-se o conjunto de informações a respeito do fato, solicitou-se cópia do Processo Administrativo Disciplinar instaurado contra o denunciado. Analisando detidamente todos os documentos e depoimentos coletados não é encontrado o substrato necessário para a instauração da ação penal. Ao contrário, em nenhum dos relatos realizados é referida a existência de violência física praticada pelo denunciado contra a vítima.
    Portanto, não havendo sequer indícios da existência do fato narrado na denúncia, não há justa causa para a instauração da ação penal.
    ISSO POSTO, rejeito a denúncia oferecida contra MILTON SIMON PIRES, com base no art. 395, III, do Código de Processo Penal.
    Com relação ao TC apensado, como não o fato narrado no histórico da ocorrência não foi incluído na denúncia, deduz-se arquivamento pelo Ministério Público. Por isso, determino o arquivamento, com baixa, do TC 2.15.0016342-0.
    Custas pelo Estado.
    Registre-se.
    Intimem-se.

    Porto Alegre, 19 de junho de 2015.

    Artur dos Santos e Almeida,
    Juiz de Direito.

  • MILTON SIMON PIRES

    PREPARE-SE, SEU MARGINAL, PARA UM PROCESSO DOS GRANDES..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *