MENSALÃO MINEIRO: MARCOS VALÉRIO DIZ QUE PSDB PAGOU PARA CALAR TESOUREIRO DE CAMPANHA TUCANA

O mensalão tucano de Minas Gerais é o “pai” do mensalão petista. No entanto, os petistas já estão saindo da cadeia enquanto os envolvidos no mensalão tucano ainda estão sendo ouvidos. A notícia é do Brasil 247:

image (1)O empresário Marcos Valério, réu no chamado mensalão mineiro, prestou depoimento à juíza Lucimeire Rocha, da 9ª Vara Criminal de Belo Horizonte e afirmou que recursos foram desviados dos cofres estaduais para a campanha à reeleição do então governador Eduardo Azeredo em 1998.

Marcos Valério afirmou que foi usado para pagar chantagem a Cláudio Mourão (tesoureiro da campanha de Azeredo em 1998). “O que o Cláudio ia apresentar acabava com a história do PSDB em Minas. Por isso ele recebeu a grana (para ficar em silêncio). O medo era do PSDB, do Eduardo (Azeredo), do Aécio (Neves). Só se salvaram porque pagamos R$ 700 mil e depois o PSDB pagou mais para calar a boca dele.”, disse Valério, segundo o jornal mineiro O Tempo.

Atualmente preso na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, Valério afirmou que muitas pessoas não queriam que ele fizesse uma delação: “Muita gente trabalhou para que eu não fizesse. ‘N’ manobras foram feitas”.

“Não vou ser bode expiatório de ninguém mais. Faltava o nexo causal, e isso eu dei para a PF. Vou ter que falar de quem foi a bênção e não foi do (ex-senador) Clésio Andrade. E tem história cabulosa do por que a Cemig resolveu patrocinar os eventos. A senhora juíza vai ficar escandalizada. Do outro lado (do PSDB), sabiam que o lucro era todo para eles”, completou Valério.

Essa não é a única novidade sobre Aécio na imprensa, neste final de semana. A revista Veja, que blindava o senador até alguns dias atrás, agora resolveu pegar no pé do “Mineirinho” da Odebrecht.

Na edição deste domingo, a “Vesga” está dizendo que a construção da Cidade Administrativa, uma obra de R$ 2 bilhões de quando Aécio era governador de Minas, foi um “formidável propinoduto”. Segundo a revista, o delator Benjamin Júnior teria confirmado que ele próprio acertou com Aécio a montagem do cartel de empreiteiras, que pagou propinas de 2,5% a 3% do valor total da obra.

 

2 comentários

  • Jaleense

    joão doria jr é quem arruma anunciantes ao grupo abril através dos “seminários” da lide… e o governo de são paulo é quem faz milhares de assinaturas… aos poucos o psdb paulista vai minando os adversários dentro do partido, via grande imprensa.

  • Mudou de lado?

    Marcos Valerio está condenado a 37 anos de prisão pelo mensalão mineiro.
    Ele afirmou, em 2012, que no caso da morte de Celso Daniel, o empresario Ronan recebeu R$ 6 milhões do PT para entregar Lula, Gilberto Carvalho e Zé Dirceu sendo que acusou o Joaquim Barbosa/STF de dar cobertura a Lula e não aceitou a delação.
    Agora para sair da cadeia, ele faz uma delação premiada (dossie) que passa pela reedição de uma antiga aliança com o partido a quem serviu durante o primeiro mandato de Lula, o PT.
    Em troca do compromisso firmado pelo publicitário de implicar lideranças do PSDB em sua delação, o PT, ele espera ganhar algumas regalias (na cadeia) do governador petista Fernando Pimentel,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *