MINISTRO DE BOLSONARO ABSOLVE LULA: “NÃO ROUBOU NEM UM TOSTÃO”

Parece que o moço teve um ataque de sincericídio. Deu no portal MSN:

O jornalista Juca Kfouri publicou em seu blog sobre uma reunião do ministro da Economia, Paulo Guedes, com  seis presidentes de Tribunais de Contas estaduais.

Num determinado momento da conversa, Paulo Guedes, soltou uma frase que chamou muito a atenção:  “Estamos convencidos de que Lula não roubou um tostão. E seu patrimônio prova isso. Ele não teve foi quem o avisasse do que acontecia em torno de seu governo. Acabou vítima do jeito de fazer política no Brasil. Serve como exemplo”.

Em outro encontro, na Câmara, ele fez um elogio a Lula.

Ao abordar a forma como se gasta o dinheiro público no Brasil,  apontou como um bom exemplo de gasto público o Bolsa Família.

E isso justificaria o prestígio popular de Lula.

“Vários governos que passaram gastaram R$ 300 bilhões, R$ 400 bilhões por ano pagando juros da dívida sem tomar nenhuma medida para corrigir. E o Lula chegou e pegou R$ 10 bilhões só, e atingiu 40 milhões de família favoravelmente com o Bolsa Família. Isso é um impacto extraordinário. Mereceu ganhar uma eleição, duas eleições. Soube trabalhar. Com pouco dinheiro melhorou a vida de muitos de brasileiros”, disse Guedes.

7 comentários

  • Sincericidio falso

    Sem duvida nenhuma, o Bolsa Família, tem grande sucesso nos moldes atuais e foi uma das marcas do Lula, porém, a origem do programa foi uma unificação de outros programas sociais, criados durante o governo do FHC.
    A lei número 10.836, de 2004, que criou o Bolsa Família, diz que o programa tem por finalidade a “unificação” do PNAA (Programa Nacional de Acesso à Alimentação), criado pelo governo Lula com programas de FHC, entre eles o Bolsa Escola, Bolsa Alimentação, Auxílio-Gás e Cadastramento Único do Governo Federal.
    O ministro quer agradar os petistas para ter o apoio na aprovação das reformas. Dizer que “Lula não sabia” é de uma infantilidade politica. Falar de seu patrimônio é cegar a riqueza de seu filhos principalmente o Lulinha.
    O Bolsa família é um excelente programa porem a doação da bolsa, pelo governo, deveria ser provisória.

  • Jamelão

    Claro! tostão ainda existe? kkkk

    • Os programas assistenciais devem fazer parte do governo ,mas não pra ser usado em campanha política, pois e obrigação do governo cuidar dos mais necessitados, porém entre esses cuidados deveria estar incluso um ensino de qualidade , controle de natalidade de família carente sem burocracia,eu tenho uma prima que só conseguiu a laqueadura depois do sexto filho , enquanto ela esperava os exames ela engravidava, na minha época os médicos só perguntavam se a mulher queria operar,se ela quisesse já saía do hospital operada, hoje o governo criou muito empecilho , enquanto isso vão nascendo os futuros alienados dos programas sociais. Vem aí o 10 terceiro do bolsa família, pra garantir a reeleição do próximo governo.

  • Thiago

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

    Vamos puxar o patrimônio dos filhos pra dar uma olhada ?

  • Wellington

    Quem? JUCA KFOURI, petista de carteirinha conheço
    Eu acredito em Papai Noel, Saci Perere , Mula sem cabeça….
    E LULA LIVRE

  • wagner machiavelli

    Elogiar um ladrão que, comprovadamente roubou e beneficiou governos comunistas pelo mundo com o dinheiro do Brasil, é uma vergonha Ministro. Bandido só pode ser elogiado quando vai preso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *