MORO DENUNCIA MAIS UM CRIME DE BOLSONARO

E a guerrinha particular entre o ex-imparcial de Curitiba e o seu ex-chefe continua. Eu, sinceramente, não tenho prestado muita atenção às bobagens que o Bozo anda dizendo, mas o Moro, ao que parece, tem acompanhado o besteirol presidencial.

Nesta segunda-feira, o ex-ministro foi ao Twitter e, à guisa de responder alguma coisa dita pelo Bozo, fez uma denúncia gravíssima contra o presidente.

Segundo Moro, Bolsonaro pretendia facilitar o porte de armas para impulsionar rebeliões armadas contra prefeitos e governadores, abrindo espaço para uma guerra civil no Brasil.

“Sobre políticas de flexibilização de posse e porte de armas, são medidas que podem ser legitimamente discutidas, mas não se pode pretender, como desejava o presidente, que sejam utilizadas para promover espécie de rebelião armada contra medidas sanitárias impostas por governadores e prefeitos, nem sendo igualmente recomendável que mecanismos de controle e rastreamento do uso dessas armas e munições sejam simplesmente revogados, já que há risco de desvio do armamento destinado à proteção do cidadão comum para beneficiar criminosos”, escreveu Moro.

Além de indicar a proteção às milícias, Moro afirmou também que “a revogação pura e simples desses mecanismos de controle não é medida responsável”.

Na postagem, com o título “Algumas verdades necessárias”, Moro diz, ainda, que o isolamento social é fundamental, mas deveria estar acompanhado de medidas governamentais para salvar empregos, renda e empresas.

O ex-ministro menciona, também, uma suposta ofensa pessoal que lhe teria feito o Bozo. E disse que aqueles que se utilizam desse recurso – a ofensa – é porque não têm razão nem argumentos.

Eles que se entendam!

4 comentários

  • SÓ JUMENTO VOTOU EM BOZONARO.

    não pode denunciar tudo porque estava junto . teto de vidro

  • LÍGIA BELTRÃO

    quem não sabe disso? Eu entendi tudo que este nefasto governo quer, desde o início. Tonto é aquele que não quer enxergar o que está diante do seu nariz…

  • A briga continua!

    A briga de Moro e Bolsonaro já está “enchendo o saco”. Pois não vira nada. Só serve para sair nos jornais e debates eternos dos canais de tv. A mídia adora essas brigas
    Bolsonaro fez uma declaração após ele ser abordado por um apoiador em uma cadeira de rodas que se disse vítima de um assalto. Segundo o relato do homem, ele é comerciante e afirmou que, por estar desarmado, não conseguiu se defender. Bolsonaro “achou” um culpado para ele!
    Bolsonaro chamou Moro de ‘covarde’ e o acusou de dificultar política de armar população. Moro deu troco. Disse que Bolsonaro pretendia facilitar o porte de armas para impulsionar rebeliões armadas contra prefeitos e governadores, abrindo espaço para uma guerra civil no Brasil.
    No inicio de seu governo, Bolsonaro colocou uma pessoa conceituada e honesta no tapete de Superministro da justiça (Moro) cujo escopo era o combate a corrupção.
    Na primeira oportunidade, para defender seus filhos e amigos corruptos quis transformar o Moro em capacho, como a honra e honestidade. Mesmo sabendo que iria perder um posto no STF.
    Ele recusou! Aí o Sr Bolsonaro puxou o tapete e derrubou o Moro. Esta sem duvida foi uma ação COVARDE.

    • Rapizodia

      Engano seu! São dois projetos políticos que se degladiam, um ditatorial e fascista e outro ilusório e de submissão a outros interesses. Os traidores se traíram e vamos ver no que vai dar. Enquanto isso o povo esperneia pelo cabresto que lhes é imposto e ainda chora seus mortos.

Deixe uma resposta para A briga continua! Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *