MORO NEGOCIOU CARGO DE MINISTRO ANTES DAS ELEIÇÕES, REVELA BEBIANNO

Alguém duvida que ele negociou também uma vaga no STF? Deu no Brasil 247:

O ex-ministro da Secretaria-Geral da República Gustavo Bebianno afirmou que o ex-juiz Sérgio Moro teve pelo menos cinco encontros com o atual ministro da Economia, Paulo Guedes, antes do resultado da eleição presidencial. A entrevista foi concedida ao jornalista Fabio Pannunzio. 

Bebianno contou que aliados tiveram um encontro na casa de Bolsonaro no dia do segundo turno. “Paulo Guedes me chama e diz ‘quero conversar com um você um negócio importante’. Ele me contou já tinha tido cinco ou seis conversas com Sérgio Moro e que Moro estaria disposto a abandonar a magistratura e aceitar o desafio como ministro da Justiça”, disse o ex-ministro.

Depois de aceitar o convite, Moro foi oficalizado como titular da Justiça e Segurança Pública, que demonstrou claramente a sua intenção de interferir na eleição ao liberar a delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci há uma semana do primeiro turno do pleito presidencial. 

O ex-juiz vê seu desgaste cada vez maior desde junho, quando começaram a ser divulgadas pelo Intercept Brasil as irregularidades da Operação Lava Jato. Moro interferir no trabalho de procuradores, o que fere a equidistância entre quem julga e quem acusa. 

De acordo com uma das reportagens do Interpet, em parceira com a Veja, o ex-juiz pediu o acréscimo de informações na elaboração de uma denúncia contra Zwi Skornicki, representante da Keppel Fels, estaleiro que tinha contratos com a Petrobrás para a construção de plataformas de petróleo.

Moro também sugeria a inversão da ordem das fases da Lava Jato e chegou a questionar a capacidade de uma procuradora em interrogar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado sem provas para não disputar a eleição. Inclusive, uma das reportagens apontou que o procurador Deltan Dallagnol duvidava da existência de provas contra o ex-presidente no processo do triplex em Guarujá (SP).

3 comentários

  • Lula, petistas e seus traumas

    O assunto Moro continua! Pensei que tinha acabado. kkkkkk .A frase de que Moro teve pelo menos cinco encontros com o Paulo Guedes. Tem algum problema? Guedes queria que Moro fosse ministro. Moro queria ser ministro do STF.
    A frase de que Moro demonstrou claramente a sua intenção de interferir na eleição ao liberar a delação premiada do Palocci há uma semana do primeiro turno do pleito presidencial. Moro nunca teve esse poder todo de interferir em eleição.
    A frase de que Moro interferiu no trabalho de procuradores. Bem como, pediu o acréscimo de informações na elaboração de uma denúncia contra Zwi Skornicki, Isso é normal, na justiça.
    A frase de que Moro também sugeria a inversão da ordem das fases da Lava Jato e chegou a questionar a capacidade de uma procuradora em interrogar o Lula. Ele era juiz. Faz parte do serviço de qualquer juiz.
    A frase de que Lula foi condenado sem provas. Mentira! Foi julgado pelo Moro, depois TRF-4, STJ e até o STF. Impossível julga-lo sem provas por estas instancias, para não ser candidato.
    Todos sabiam que se o poste Haddad ganhasse a eleição, Lula seria solto e comandaria o país.
    É lamentável que os petistas tenham tanto medo do ministro Moro. Será porque acham que o ministro deverá ganhar a próxima eleição para presidente?

  • Sérgio

    Bandido de Toga. E tem quem acreditou nele. Aí que dó.

  • Rapizodia

    Sem acusar ou defender ninguém e apenas achando. Se não aparecer fato de extrema gravidade contra Moro, não acontecerá nada. O povo brasileiro é assim, igual ao relato acima, não se importa com a verdade e em cumprir a lei, ou seja, em fazer o correto doa a quem doer. Defende a prisão de um e a inocência de outro desde que lhe seja conveniente. Moro vendeu a alma e aguarda o momento prá cobrar enquanto o povo assisti o Brasil sem forças para atuar no mercado interno e pior ainda no externo. Todos levamos um pé no traseiro, mas alguns ainda acham que é só uma brincadeira de marido e esposa, talkei!
    Em tempo: não, Moro não será presidente e só não saiu do governo ainda porque não sabe o que fazer depois, precisa de escudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *