MP APONTA SUPERFATURAMENTO DE QUASE UM R$ 1 BI EM REFORMA DE METRÔ

A notícia é do portal Terra:

O Ministério Público do Estado de São Paulo divulgou na tarde desta terça-feira, na capital paulista, o relatório de um ano e meio de investigações que apontam superfaturamento de quase R$ 1 bilhão em contratos para reforma de trens da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô-SP). 

De acordo com o promotor de Defesa do Patrimônio Público Marcelo Milani, o MP constatou ilegalidades em quatro contratos iniciais firmados entre 2008 e 2010, durante a gestão do então governador José Serra (PSDB), para a reforma de 98 trens das linhas 1-azul e 3-vermelha do metrô paulistano. Os quatro, entretanto, foram fracionados em mais dez, totalizando dez contratos. 

Milani afirmou que os R$ 1,622 bilhão do valor inicial dos quatro contratos saltaram para cerca de R$ 2,5 bilhões graças ao acréscimo de R$ 875 milhões gerados com o fracionamento em dez contratos. Esse fracionamento, alegou, é ilegal. 

“Isso é um escândalo total, um prejuízo total aos cofres públicos. Não existe fora de São Paulo outra cidade em que esses trens sejam reformados”, disse o promotor, segundo o qual, dos 98 trens a serem reformados, “36 estarão parados até ano que vem, quase um terço da frota”.

6 comentários

  • somos contra os politicos

    Esse promotor publico esta’ de brincadeira em dizer depois de 5 anos que esse fracionamento deu prejuizo.
    Acho que essa divulgaçao nas vesperas da eleiçao, o promotor esta’ querendo uma promoçao.
    PT ou PSDB?
    Quem vai dar essa promoçao?

  • Banana

    PT CLARO AINDA TEM DUVIDA SEMPRE PERTO DE ELEIÇÃO ELES PROMEVEM UM FATO NOVO, E PIOR NÃO PROVA NADA

    E SOBRE O HOTEL DOS PETRALHAS NINGUEM FALA NADA, DONO DO HOTEL PTN , PARAISO FISCAL PANAMA

  • Banana

    BRASÍLIA – A empresa sócia majoritária do hotel St Peter, novo empregador do ex-ministro José Dirceu, foi constituída no Panamá e esta no nome de um auxiliar administrativo do escritório de advocacia Morgan y Morgan. As informações sobre a Truston International INC constam de documentos da junta comercial do Panamá. Cumprindo pena no regime semiaberto, Dirceu foi contratado, com carteira assinada, para receber R$ 20 mil de salário.

    Segundo reportagem do Jornal Nacional, da TV Globo, Jose Eugenio Silva Ritter é auxiliar de escritório e tem mais de mil empresas registradas em seu nome em vários países. Ele mora em uma área pobre, no Panamá, e foi encontrado pela reportagem lavando o carro na porta de casa. Responsável pela contratação de José Dirceu, o também sócio do hotel, Paulo de Abreu, disse ao jornal que Ritter “é um empresário estrangeiro que foi apresentado por meio de um advogado.” Ele é irmão do José Masci de Abreu, presidente do PTN, partido aliado do governo Dilma Rousseff.

    Os documentos da constituição da empresa mostram que a Truston foi aberta no dia 1º em julho de 2008; além de Ritter também está em nome de Dianeth M. de Ospino. Ritter é descrito no registro da Morgan y Morgan como auxiliar administrativo; ela como secretária.

    O objetivo da empresa é “comprar, vender transferir, negociar, financiar, permutar, administrar, tomar e dar empréstimo, abrir ou manejar conta bancária no Panamá ou em qualquer lugar do mundo.” Os endereços dos primeiros diretores da empresa, Ritter, Dianeth e Marta de Saavedra são os mesmos do prédio onde funciona a Morgan y Morgan. Em outubro de 2012, há registro de uma reunião da diretoria na qual consta que Ritter participou como presidente da Truston.

    Ao contrário do que ocorre no Brasil, pela legislação do Panamá os empresários não são obrigados a informar às autoridades quando as companhias são transferidas de donos. Isso acaba dificultando a identificação do verdadeiro dono de uma empresa que pode ser aberta no nome de uma pessoa e depois transferida sem que ninguém saiba.

    Ao JN, a advogada de Paulo Abreu afirmou que a sócia majoritária da Truston era até segunda-feira a nora dele, a empresária Lara Severino Vargas, quando vendeu sua parte a Paulo Abreu. Conforme a advogada, Abreu é dono de 60 % do prédio onde funciona o hotel Saint Peter. Os outros 40 %, ainda segundo a advogada, pertencem ao empresário Paulo Naya.

    O St Peter é o único hotel do empresário Paulo de Abreu, que atua no setor de radiodifusão. Ele é dono da TOP TV que acaba de ser beneficiada pelo governo com autorização para transferir sua antena do interior de São Paulo para a Avenida Paulista, o que significa aumentar seu raio de ação.

    Localizado na área central de Brasília, o Saint Peter tem como um dos seus pontos fortes a proximidade com a Esplanada e a área comercial da cidade. Um prédio de 30 anos, construído pelo então deputado Sergio Naya, já falecido, e leiloado em 2004 para pagar as indenizações às vítimas do desabamento do edifício Palace II, construído pelo ex-deputado, o Saint Peter enfrenta uma reforma geral há dois anos. Atualmente estão fechados o quarto andar, a sauna e a academia. Mas, nos andares onde a reforma já passou, o resultado não é muito animador.

  • Pit Bull

    Acho que o Sr. Dirceu, com sua “esperteza” conseguiu abrir brecha para mais um trabalho da PF. Muita sujeira, ainda, vai sair debaixo do tapete vermelho.

    Os partidos, ora em exposição negativa, não se calarão as vésperas das eleições; o troco e a pressão sobre o PT e seu mandatário, Lula, virá à tona. É só aguardar !!!

  • anônimo

    ainda existem idiotas defendendo psdb e pt… como se roubar menos fosse uma forma de penitência… são cegos ou só enxergam aquilo que lhes interessam? ser de direita ou de esquerda é simplesmente a mão usada pra se roubar e os de centro são ambidestros…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *