ODEBRECHT APONTA MAIS UMA DE SERRA: R$ 5,4 MILHÕES NA SUIÇA

Também do Brasil 247:

serra citadoO ex-presidente do grupo Odebrecht Pedro Novis disse em seu acordo de delação premiada que repassou € 2 milhões de caixa dois a José Serra (PSDB) a partir de 2006, quando o tucano disputou e venceu a eleição para o governo de São Paulo. Segundo Novis, não foi exigida contrapartida do político tucano.

As informações são de reportagem de Bela Megale e Mario Cesar Carvalho na Folha de S.Paulo.

“Os valores, de acordo com Novis, foram depositados entre 2006 e 2007 em contas na Suíça indicadas pelo empresário José Amaro Pinto Ramos, próximo ao PSDB.

O valor corresponde a R$ 5,4 milhões, quando se corrige o euro pelos valores médios daqueles anos.

Pinto Ramos afirmou à Folha, por meio de seu advogado, que recebeu € 1,2 milhão da Odebrecht na Suíça em 2006 e 2007, mas que o montante corresponde a serviços de consultoria à empresa. Ele diz ter feito estudos de viabilidade econômica para projetos da Odebrecht na Argélia, na Turquia e no Uruguai.

A Folha revelou em agosto do ano passado que delatores da Odebrecht haviam dito a procuradores da Lava Jato que Serra recebera R$ 23 milhões em contas secretas na Suíça em 2010, quando disputou a Presidência pelo PSDB e acabou derrotado por Dilma Rousseff, do PT.

No caso dos R$ 23 milhões, Novis e outro funcionário da Odebrecht afirmaram à Lava Jato que os repasses foram feitos em contas de dois amigos de Serra: os empresários Ronaldo Cezar Coelho, fundador do PSDB e hoje no PSD, e Márcio Fortes, que já foi tesoureiro nacional do PSDB.

10 comentários

  • EVA Y ADÃO

    competindo com aecim pra ver quem levou mais

  • Observador.

    Eles são os “Santinhos”.

  • Contam o santo mas não, o milagre

    Certamente, todo o politico sempre precisou das “doações” dos empresarios para bancar suas ricas e milionarias campanhas.
    Pois o politico vencedor pagava o suposto “emprestimo” com favores, em seu governo, com obras direcionadas, alteração de leis que beneficiam, propinoduto nas empresas do governo, etc tudo isso em favor do empresário. Nada é de graça!
    Porem essas doações não são crimes porem o “favor” é portanto precisamos saber qual foi o “favor” ou melhor, o pagamento das propinas.
    Depois que os politicos do PT, que ficaram 12 anos no poder, foram denunciados e presos por receber propinas agora os petistas dizem que Aécio e Serra receberam dinheiro da Odebrecht mas não contam o que eles fizeram.
    Certamente, o recebimento de caixa 1 e 2 não é mais novidade nenhuma

  • Márcio

    Quando é reportagem sobre o Lula aqui tem 50 cometários, quando é denúncia contra Serra … nem um pio!

  • Silvio Santos

    O TANTO QUE A ODEBRECHT APONTOU PARA O PT… E EU NÃO VI UMA NOTICIA AQUI HAHAHAHAHA

  • LISTA DOS POLÍTICOS DELATADOS PELA ODEBRECHT:–QUANTOS TEM DO PT? E DO PSDB, PMDB E DEM OU SEJA DOS GOLPISTAS ETC…? ESSES SÃO OS SANTOS.

    Michel Temer
    Eduardo Cunha – “Caranguejo” (a empreiteira teria aprovado pagamentos de R$ 7 milhões ao ex-deputado)
    Romero Jucá – “Caju”
    Renan Calheiros – “Justiça”
    Rodrigo Maia – “Botafogo”
    Eunício Oliveira – “Índio”
    Geddel Vieira Lima – “Babel”
    Lúcio Vieira Lima (irmão de Geddel) – “Bitelo”
    Eliseu Padilha – “Primo”
    Moreira Franco – “Angorá”
    Jacques Wagner – “Polo”
    Delcídio do Amaral – “Ferrari”
    Anderson Dornelles – “Las Vegas”
    Gim Argello – “Campari”
    Ciro Nogueira – “Cerrado”, “Pequi” e “Helicóptero”
    Agripino Maia – “Pino” e “Gripado”
    Inaldo Leitão – “Todo Feio”
    Duarte Nogueira – “Corredor”
    Marco Maia – “Gremista”
    Antonio Brito – “Misericórdia”
    Paes Landim – “Decrépito”
    Heráclito Fortes – “Boca Mole
    Arthur Virgílio – “Kimono”
    José Carlos Aleluia – “Missa”
    Lídice da Mata – “Feia”
    Francisco Dornelles – “Velhinho”
    Arthur Maia – “Tuca”
    Adolfo Viana – “Jovem”
    Daniel Almeida – “Comuna”
    Paulo Magalhães Júnior – “Goleiro”
    Hugo Napoleão – “Diplomata”
    Jutahy Magalhães – “Moleza”
    Carlinhos Almeida
    João Almeida
    Kátia Abreu (PMDB)
    Rui Costa (governador da Bahia)
    Paulo Skaf (presidente da Fiesp)
    Aécio Neves – mineirinho
    Alkimin – o Merenda –
    Aloysio Nunes-o Pitt Bul -+
    *Romário (PSB-RJ) – teria solicitado contribuição para campanha, mas a empreiteira não a realizou
    *Bruno Araújo (PSDB-PE) – apenas citado em tratamento institucional, não havendo referência a pagamentos
    Serra – o Careca –

    Milagres- Banestado***Trensalão**Metrô***Banco Marka***Merenda Escolar de SP*** Sabesp***Corrupção na Sudene***Corrupção no Fundef***Corrupção no Proer***Propina da Privatização***Rombo da Sudam***Corrupção de Furnas*** Corrupção TRT Paulista***Emenda da reeleição***Desvio na Saúde Mineira 7 milhões***Aécioporto de Cláudio 14 milhões***Mensalão Tucano 4, 4 Milhões***Intervenção na Previ*/**Máfia do Cachoeira***Pasta Rosa 2,4 Milhões etc…
    São provas e não convicções.

  • COXINHAS!!!!!!!!!!!

    Não está fácil a vida dos tucanos. Um dia depois de vir à tona a denúncia de que José Serra recebeu da Odebrecht R$ 23 milhões em propina por meio de uma conta na Suíça, o fogo é disparado contra outro cacique do PSDB que visa a presidência da República.
    Reportagem da revista VejA aponta que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), também é citado na delação da maior empreiteira do País e confirma que Alckmin é o “Santo” das planilhas da construtora.
    A ele, foram pagos R$ 500 mil em duas parcelas, a pedido de um diretor de contrato da Odebrecht que era responsável pelas obras na Linha 4 do Metrô, de acordo com planilha obtida pela Polícia Federal na 35ª fase da Operação Lava Jato.
    O documento aponta repasse de propina da Odebrecht a governos de vários partidos e todas as esferas em diversas obras no Brasil, entre elas o aeroporto Santo Dumont, no Rio de Janeiro, que é governado pelo PMDB, e o Rodoanel e o Metrô em São Paulo.
    No início de outubro, a revista Carta Capital já havia sugerido que “Santo” fosse o governador. Na ocasião, a revista cobrou a Lava Jato pelo fato de que, desde março, quando o codinome apareceu pela primeira vez, como beneficiário na obra da duplicação da Rodovia Mogi-Dutra, “já foram deflagradas dez fases da Lava Jato e a Polícia Federal ainda não conseguiu identificar qualquer um dos codinomes mencionados”. ahahahahahahahahahahahahahah.

  • COXINHAS, O QUE DIZER SOBRE O ASSUNTO?

    Serra recebeu 2 milhões de euros via caixa dois, diz ex-presidente da Odebrecht
    Informação consta de delação premiada do ex-presidente da empreiteira. Valor corresponde a R$ 5,4 milhões.
    O ex-presidente do grupo Odebrecht Pedro Novis afirmou em delação premiada que repassou € 2 milhões (euros), via caixa dois, ao senador José Serra (PSDB-SP) a partir de 2006, quando o tucano foi eleito governador de São Paulo. O montante, segundo o relato, foi depositado entre 2006 e 2007 em contas na Suíça indicadas por José Amaro Pinto Ramos, empresário ligado ao PSDB. Na correção da moeda europeia com base nos valores cambiais daqueles anos, o valor total corresponde transferido para Serra chega a R$ 5,4 milhões.
    Segundo o jornal Folha de S.Paulo, que publicou a notícia, Pedro Novis declarou que não foi exigida qualquer contrapartida do político tucano – como defesa de interesses da empresa por meio de projetos no Congresso ou interferência para que o grupo vencesse licitações com a Petrobras, por exemplo. Por meio de seu advogado, o empresário José Amaro disse ao jornal paulista que recebeu € 1,2 milhão da Odebrecht na Suíça no período mencionado, mas alegou que o dinheiro custeou serviços de consultoria prestados à empresa – estudos de viabilidade econômica para projetos da empreiteira na Argélia, na Turquia e no Uruguai, nenhum de fato executado.
    ahahahahahahahahahahahahahahah.

  • Bolsomito

    Bolsonaro 2018

  • A lambança foi geral,caiu o rei de paus,o rei de ouro… Não sobrou nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *