OS ESCOMBROS DA LAVA JATO

braskem1

Quando a Lava Jato foi deflagrada, em março de 2014, o IBGE apontava taxa de desemprego no Brasil de 7,1% no trimestre encerrado naquele mês. Hoje, a taxa no período encerrado em junho chega a 13%, com 13,5 milhões de pessoas sem emprego.

Segundo o diretor de Relações Internacionais e de Movimentos Sociais da FUP, João Antônio de Moraes, só a cadeia de gás e petróleo comandada pela Petrobras perdeu cerca de 3 milhões de empregos: “a Lava Jato fecha os estaleiros, proíbe as empresas brasileiras de disputar licitações e paralisa as obras”.

Mas, vamos ao que escreveu o jornalista Fernando Brito, no blog Tijolaço:

Aí em cima, recortes dos jornais de hoje, apenas de hoje.

Bastam para desenhar o cenário de devastação do que era, até pouco tempo atrás, a área mais promissora da economia brasileira: o setor de petróleo.

O que deveria ser uma desaceleração temporária, por conta da queda do preço do barril de petróleo, virou uma destruição permanente, uma alienação das riquezas acumuladas por décadas pelo Brasil, o aniquilamento de cidades inteiras que se erguiam com a indústria petrolífera, de indústrias enormes de navios e equipamentos que a exploração do petróleo,  cujo volume ainda cresce pelo que se fez no passado, mas cairá, inexoravelmente, pelo que não se faz hoje.

Porque petróleo não se acha nem se extrai sem perfurar poços, mas isso é um absurdo na “nova Petrobras”. Deixem tudo lá, até que possam chegar os estrangeiros, que por enquanto estão um pouco “apertados” de grana.

Aniquila-se a indústria do petróleo, mas não se investiu contra ladrões públicos, quase todos eles soltos, gozando de suas casas de praia, de campo, de seus condomínios privados.

Nossa mídia e nossos juízes se comprazem morbidamente, como idiotas, da aniquilação de uma indústria imensa, de cujos escombros fazem o patamar de sua autoglorificação.

Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra, Coreia, Japão, nenhum deles misturou falcatruas governamentais e empresariais com a sobrevivência de suas próprias indústrias.

Aqui, vitais apenas são os privilégios, as pompas, o “sabe com quem está falando” de uma subnobreza imbecil, cuja cabeça tem mais de um século atrás, porque só vê futuro numa colônia, não num país.

Mas tudo vai ficar bem: vamos sucatear os já precários hospitais, as já precárias universidades, vamos tirar um pouco mais dos pobres e um tanto mais dos trabalhadores e provar aos senhores do mundo que somos responsáveis e “limpinhos”.

4 comentários

  • Comedor

    Vou degustar o sabor Lula até 2.018. hahahaha…Esses bandidos do PSDB, PMDB e DEM vão se engasgar com a saliva deles. É muito corrupto juntos…Coxinhas do Brasil que aceitam a ladroagem explícita dessa corja municiada pelo STF em nome do ódio ao Lula vão ter de engolir o sapo barbudo….Lula…vamos pra cima…kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk….Eles são farinha do mesmo saco…

  • Refinado

    Traduzindo… Os escombros do PT deixou e a Lava jato descobriu.

  • PT, PMDB, PSDB e etc….tudo farinha do mesmo saco! O objetivo dos cargos nas estatais sempre foi o mesmo, saquear o que der! Acontece que a ganância foi tanta, que simplesmente conseguiram quebrar as estatais que davam lucro (Petrobrás, Correios e outras), sem falar nos fundos de pensões, que é outro absurdo.

  • Abraham Lincoln

    Sim… e o que mata é a quimioterapia, não o câncer; neste país eu acho que ainda verei o cachorro urinar no poste. O índice de desemprego poderia ser de 60%, desde que os canalhas estivessem sendo julgados, condenados e punidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *