POLÍCIA FEDERAL PRENDE 19 ACUSADOS DE DESVIAR DINHEIRO PÚBLICO NA BAHIA

Ontem, veio à luz mais uma operação da Polícia Federal que resultou na prisão temporária de vários políticos. Dessa vez, foi na Bahia. A notícia é do Jornal da Globo:

A Polícia Federal prendeu 19 pessoas acusadas de fazer parte de uma quadrilha que chegou a desviar R$ 70 milhões. Esse era da educação básica e saiu dos cofres de 20 municípios da Bahia.  Foram dois anos de investigação.

Foi no município de Fátima, nordeste da Bahia, que a Polícia Federal prendeu a maioria dos suspeitos até agora. Entre os presos, estão o ex-prefeito Osvaldo Ribeiro do Nascimento, o filho dele, José Roberto – que ocupa o cargo de secretário de Finanças – e Sidnei Andrade, secretário de Educação. Também foram presos funcionários públicos e empresários.

Segundo a Polícia Federal, as prefeituras recebiam recursos do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica). A verba era repassada a empresas de fachada, por meio de licitações e contratos fraudulentos.

“Nós temos provas e informações que vão nos levar a outros municípios”, alerta José Nogueira Elpídio, delegado da Polícia Federal.

Uma dessas empresas é a União Brasil Transportes e Serviços, que já foi citada na Operação Lava Jato, que investiga a lavagem de R$ 10 bilhões.

A União Brasil recebeu R$ 30 mil da cota parlamentar do deputado federal Luiz Argolo, do Solidariedade da Bahia. Segundo as investigações, os sócios são ex-assessores do deputado, que atuariam como laranjas no esquema.

A notícia completa do Jornal da Globo, inclusive com a reportagem em vídeo, pode ser vista aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *