POLÍCIA FEDERAL PRENDE PREFEITO DE MAUÁ E FAZ BUSCAS NOS GABINETES DE 22 VEREADORES

Esta não é a primeira vez que o prefeito de Mauá é preso. Em maio deste ano, ele foi preso em operação que investigou desvios de recursos da merenda escolar e permaneceu 37 dias na cadeia, até ser solto por Gilmar Mendes. A notícia é do portal da Jovem Pan:

A Polícia Federal de São Paulo prendeu na manhã desta quinta-feira (13) o prefeito de Mauá, Átila Jacomussi (PSB) durante a Operação Trato Feito. Outro alvo de prisão é o ex-secretário de governo da cidade João Eduardo Gaspar.

Segundo as investigações, nove empresas, de diferentes ramos, pagavam propina mensalmente para o prefeito.

Também são cumpridos mandados de busca e apreensão em gabinetes de 22 dos 23 vereadores da cidade. A PF cumpre ainda mandados na Prefeitura de Mauá, na sede da Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá), e na casa da coordenadora da Secretaria de governo de Mauá, Ione Scapinelli.

A ação de hoje é um desdobramento da Operação Prato Feito deflagrada em maio deste ano e que investigou desvios de verbas federais destinadas à compra de merenda escolar em três Estados (SP, PR e BA) e no DF.

De acordo com a PF, as nove empresas que mantêm contratos de prestação de serviço ou fornecimento de materiais para a Prefeitura pagavam propina ao prefeito. O ex-secretário de governo redistribuía os valores a outros integrantes do grupo. Os valores variavam de 10% a 20% dos valores dos contratos. Os escritórios das empresas também são alvos de buscas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *