PREFEITO FLÁ DESMENTE CONVITE PARA VEREADOR KAZUTO ASSUMIR SECRETARIA DE ESPORTES

Deu no portal de notícias da Rádio Assunção:

Desde o início do mandato do Prefeito Flávio Prandi Franco, o Flá, em 2017 para o município de Jales existiu uma diminuição na quantidade de secretários e responsáveis por comandar as ações da gestão. O fato repercutiu positivamente na sociedade, como uma espécie de economia aos cofres públicos.  

Ao longo do período em que esta política foi adotada a Secretaria de Esporte, Cultura e Turismo, sempre esteve sob o comando de diretores de divisão que sempre assumiram a função e as responsabilidades da pasta.

Recentemente uma possível nomeação do vereador Fábio Kazuto Matsumura (PSB) tomou força nas redes sociais e nas rodas de conversas para assumir a Secretaria de Esporte, Cultura e Turismo e a reportagem do Jornal do Povo da Rádio Assunção FM questionou o Prefeito Flá, que afirmou ser somente um boato este assunto e o seu início não partiu de ações da administração ou do vereador.

Flá reconheceu o desempenho da secretaria e sua importância para o município, bem como a capacidade do vereador em questão chefiar o setor, mas relatou ser também valiosa a contribuição de Kazuto para a cidade junto a Câmara Municipal, quando foi enfático.

“Inclusive pelo respeito que eu tenho pelo vereador Kazuto que faz um ótimo trabalho como vereador, bastante atuante nas comissões que trabalha na Câmara, eu não tive pessoalmente esse convite para ele não, acho que nós vamos continuar da mesma forma, precisa estar na Câmara defendendo os projetos de interesse da cidade, acho que é uma pessoa capaz, que tem todas as condições de assumir qualquer tipo de secretaria, mas no momento nós vamos aguardar para tomar as decisões no próximo ano para aquilo que a população precisa,” concluiu Flá.  

8 comentários

  • E.M. Érica Carpi Mozão - Ensino Fundamental CICLO II e Ensino Médio

    eu acho que quem tinha que assumir o esporte era o ricardo junqueira!

  • S,M,E,C,T- FOFOCA NEWS

    Ainda bem mesmo que ele nao vai pro esporte, vereadorzinho cru igual toda a camara, se fosse era só pra dar oportunidade pro suplente, não ia MUDAR NADA

    Alias, o esporte em jales nunca funcionou bem.

    se existe uma secretaria cozida, é essa. Chega lá qquer hora do dia que vocês vão ver o povo sentado mexendo no celular., a S.M.E.C.T é um ponto de fofoca da prefeitura, tem um servidor mesmo que não sai de lá e trabalha no paço.

    e agora, quem poderá nos salvar?

  • Eu

    Tem que acabar com essa secretaria e colocar aquele povo para trabalhar.

  • jumento que votou em bozonaro

    SECRETARIA DE ESPORTES EM JALES? UAI, NEM SABIA QUE EXISTIA.

  • Eleitor do Frota

    Kazuto e o que mesmo e nome de golpe de karatê ou comida chinesa? Nunca vi nem sei que tem, vergonha de uma Câmara municipal presidida pelo Fracassado!

  • Feitosa

    Justiça manda prender irmão de Rodrigo Garcia

    A Justiça paulista mandou cumprir mandados de prisão contra o ex-subsecretário da Receita Municipal da gestão Gilberto Kassab (PSD), Ronilson Bezerra Rodrigues, apontado como chefe da Máfia do Imposto Sobre Serviços (ISS), e do empresário Marco Aurélio Garcia, irmão do vice-governador eleito, Rodrigo Garcia, condenado por lavar dinheiro para membros da máfia. A Divisão de Capturas da Polícia Civil os procura desde a tarde desta quarta-feira, 28.

    Ronilson e Garcia foram condenados em segunda instância na terça, 27, a 16 anos de prisão em regime fechado pelo crime de lavagem de dinheiro. O ex-fiscal da Secretaria Municipal da Fazenda, Fábio Remesso, também teve a prisão decretada.

    O advogado Márcio Sayeg, que defende Ronilson, disse que tomou ciência no mandado de prisão nesta quinta-feira e que apresentou um pedido de habeas corpus ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). “Ainda há recursos pendentes”, disse o criminalista, ao afirmar que comentaria os mandados só após o julgamento do recurso. O Estado tenta contato com o criminalista Luiz Flávio Borges D’Urso, ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil seção São Paulo (OAB-SP), que defende Garcia, para ouvir o posicionamento de seu cliente. A reportagem não localizou advogados de Remesso.

    Os mandados de prisão foram expedidos pela juíza Alexandra Teixeira Miguel, da 25ª Vara Criminal da capital. Ronilson e Remesso são acusados de integrar o grupo descoberto em 2013 que cobrava propina de grandes incorporadoras de São Paulo para dar descontos no ISS devido de empreendimentos imobiliários. Garcia foi condenado por, segundo a Justiça, vender imóveis e contratar empresas de fachada dos fiscais para os ajudar a ocultar parte das propinas recebidas.

    A sentença de segunda instância, um acórdão de 53 páginas relatado pelo desembargador Edison Brandão, aponta que “a gravidade das condutas praticadas, com graves consequências ao município, atingindo número indeterminado de pessoas, justifica a manutenção do regime fechado em relação a Ronilson e Marco Aurélio (Garcia), estes inclusive por conta do quantum a que condenados, bem como em relação a Fábio (Remesso)”. O acórdão determinada expedição imediata dos mandados de prisão.

    Na condenação original, Ronilson e Garcia haviam pegado pena de 10 anos. A decisão foi reformada porque os desembargadores decidiram que parte das acusações de lavagem de dinheiro, vistas na primeira instância como crimes relacionados, eram na verdade crimes diferentes, o que aumentou o tempo de detenção em regime fechado.

    Esta foi a primeira condenação em segunda instância de agentes relacionados à Máfia do ISS. Há outros sete ex-fiscais da Prefeitura, todos já demitidos dos cargos, condenados em primeira instância e que ainda aguardam decisão colegiada para saberem se deverão cumprir suas penas ou se serão liberados.

    Do Terra

  • Acorda Jales

    Quem deveria assumir a Secretária de Esporte cultura e turismo .
    É o Edu Bayhaka ele quem movimenta as cultura de praça faz mais evento q a propria prefeitura municipal ….

    Uma sugestão .
    Acorda Fla ..
    Esse cara tem boas ideias e sangue novo ..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *