PRESTES A DEIXAR O CARGO, PREFEITA ENTREGA ‘CHAVE’ DA CIDADE A JESUS CRISTO

Está aí uma ótima ideia para o prefeito Pedro Callado. É só entregar os buracos aos cuidados do Altíssimo e tudo estará resolvido. A notícia é do jornal matogrossense FolhaMax:

prefeita-sapezalA prefeita de Sapezal, Ilma Grisoste Barbosa (PSD), assinou um decreto de entrega da chave da cidade para Jesus Cristo. A medida é um dos últimos atos da mulher como gestora do município, pois ela foi a candidata menos votada nas eleições para a prefeitura da cidade neste ano.

No decreto, assinado na segunda-feira (19), Ilma afirma ter sido “designada por Deus” para ocupar o cargo de prefeita do município durante o período de janeiro de 2013 até o fim deste ano. Ela justifica que, por ter sido eleita pelo voto popular, tem o direito de decretar que a chave do município seja entregue a Deus. “Declaro que esta cidade pertence a Deus e que todos os setores da Prefeitura Municipal estarão sob a cobertura do altíssimo”, relata documento assinado pela prefeita de Sapezal.

Ilma ainda afirma que o município, agora “abençoado” pelo seu decreto, estará livre de todo o mal que poderia atingi-lo. “Declaro ainda, que todos os principados, potestades, governadores deste mundo tenebroso, e as forças espirituais do mal, nesta cidade, estarão sujeitas ao senhor Jesus Cristo de Nazaré”, relata outro trecho do decreto.

A prefeita ainda cancela, “em nome de Jesus, todos os pactos realizados com qualquer outro Deus ou entidade espiritual”.

Por fim, a prefeita decreta que sua determinação deve ser cumprida. “E a minha palavra é irrevogável!”, afirma Ilma ao finalizar o texto.

A reportagem tentou contato com Ilma na manhã de quarta-feira (21), mas informaram que ela não poderia atender as ligações, pois estava a caminho de Cuiabá. Ela compareceu ao Palácio Paiaguás, na quinta-feira (22), para receber uma ambulância entregue a Sapezal.

Na prática, o decreto da prefeita não influencia nos recursos do município nem na nova gestão. No entanto, o caso gerou repercussão em Sapezal. Os moradores não entenderam os motivos para que ela tivesse escrito a determinação. O assunto foi um dos temas mais comentados em redes sociais e em grupos de conversa de habitantes da cidade.

Funcionários da Câmara do município afirmaram que não sabiam o motivo para que Ilma tivesse assinado o decreto “abençoado”.

3 comentários

  • Thiago

    Essa mulher deveria ser presa, isso sim.

    Que eu saiba vivemos em um país laico, por aqui, pelo menos teoricamente, religião e política não se misturam.

    Se ela quer viver em um pais onde a religião mete o bedelho na política, vá para os países do oriente médio.

    Na minha opinião (de leigo, claro) isso atenta contra o estado laico e caberia punição.

    Se ao invés de Jesus Cristo fosse Maomé e ao invés de Deus fosse Alá, duvido que alguém engoliria o decreto.

  • Thiago

    Em Jales não funcionaria.

    O próprio Messias veio sobre nós e o ministério público pediu pra desocupar o prédio.

    O Messias já picou a mula, só ficou o cão bequilha pra trás.

  • Evangélica

    O estado é laico, mas os feriados que ninguém questiona são católicos. A padroeira é católica, o Cristo redentor é conhecido mundialmente. Ela entregou a cidade ao único que de fato pode resolver os problemas. Se a fé não fosse motivo de caçoada entre tantos, nossa sociedade seria mais altruísta, pensaria no próximo e na sua dor. Sinceramente, ela não prejudicou ninguém…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *