PRIMEIRA-DAMA E VICE-PREFEITO DE CAMPINAS ESTÃO FORAGIDOS

A notícia é desta sexta-feira e está no portal RAC.com:

A primeira-dama, Rosely Nassim, o vice-prefeito Demétrio Vilagra (PT), o ex-secretário de Comunicação Francisco de Lagos, e Aurélio Cance Júnior, ex-diretor da Sanasa, e Ricardo Cândia, ex-diretor de Planejamento da Prefeitura estão sendo considerados foragidos pela Polícia Civil.

Eles tiveram a prisão preventiva decretada na noite de quinta-feira (9) pelo juiz da 3º Vara Criminal , Nelson Augusto Bernades, devido ao Caso Sanasa. A informação é do corregedor da Polícia Civil de Campinas, Roveraldo Bataglini.

Veja o perfil dos envolvidos abaixo:

Carlos Henrique Pinto (preso) – Ex-secretário de Segurança Pública de Campinas, entrou para o Poder Público da cidade em 2005, na ocasião foi nomeado como secretário de Assuntos Jurídicos. No ínicio de 2011, assumiu a frente da Secretaria de Segurança Pública. Durante o depoimento aos promotores do Gaeco do ex-presidente da Sanasa ele não é citado, porém ligações telefônicas comprovam que ele estaria tentando atrapalhar o trabalho de investigação da Promotoria, assim como o ex-Coordenador de comunicação, Francisco de Lagos. Foi preso nesta sexta-feira (10) em sua casa.

Marcelo Figueiredo (preso) – Ex-diretor financeiro da Sanasa, Marcelo Figueiredo. A denúncia feita por Luiz Augusto Castrillon de Aquino, aponta o ex-diretor como responsável por fraudar os contratos da empresa pública e também buscar dinheiro da propina com agentes públicos, entre eles, a primeira-dama de Campinas e esposa do prefeito Hélio de Oliveira Santos, Rosely Nassim Jorge Santos.

Demétrio Villagra (foragido): Vice-prefeito de Campinas foi citado em conversas telefônicas monitoradas pelo Ministério Público, responsável pela investigação do esquema fraudulento da Sanasa. Em um ponto das gravações, Alfredo Antunes, dono da empresa Global, que teria feito acordos ilegais com a Sanasa fala que Villagra recebia dinheiro. ‘Aquino (ex-presidente da Sanasa) bateu com a língua nos dentes que eu dava dinheiro para o vice-prefeito”. diz a gravação.

Rosely Nassim Jorge Santos (foragida): Primeira-dama de Campinas, foi exonerada do cargo de chefe de Gabinete após ser citada seu envolvimento no caso Sanasa. No relatório do Ministério Público, seu nome aparece como coordenadora do esquema de fraudes pelo ex-presidente da Sanasa, Luiz de Aquino. As investigações da Promotoria apontam que as negociações eram feitas dentro do Palácio dos Jequitibás, coração do Poder Administrativo da cidade. Ela seria a pessoa chave do esquema. Rosely definia qual empresa venceria licitações, em troca de pagamento de propina. 

Francisco de Lagos (foragido):

Ex-coordenador de Comunicação, foi exonerado após ter sua prisão decretada pela justiça. A justiça embasou a sua prisão após gravações de ligações telefônicas serem grampeadas pelo Ministério Público. Assim como Carlos Henrique Pinto, ele estaria atrapalhando o trabalho da Promotoria no processo de investigação.

Aurélio Cance Júnior (foragido): Ex-diretor da Sanasa, também foi exonerado após envolvimento no esquema de fraudes. Cance é acusado de favorecer licitações e encaminhar para a primeira-dama Rosely Nassim os contratos fraudulentos.

Ricardo Cândia (foragido): Ex-diretor da Sanasa e ex-prefeito de Corumbá, Ricardo Chimirri Cândia era diretor de Planejamento da Prefeitura de Campinas. Nas acusações, Cãndia é considerado braço direito da primeira-dama e atuaria como responsável por receber e destinar o dinheiro de propina em nome de Rosely Nassim

6 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *