PROJETO PROPÕE 11 VEREADORES PARA JALES NA PRÓXIMA LEGISLATURA

Na próxima segunda-feira, a Comissão de Justiça e Redação da Câmara começa a analisar o projeto de Emenda à Lei Orgânica  01/2011,  que altera o número de vereadores no Legislativo jalesense, passando de 10 para 11 cadeiras. O projeto está assinado pelos vereadores Sérgio Nishimoto(PTB), Luis Especiato(PT), Luiz Henrique Viotto (Macetão-PSD), José Roberto Fávaro(PSDB) e Pérola Cardoso(PT).

A vereadora Tatinha, desde o início dessa discussão, posicionou-se pela manutenção do número atual, ou seja, 10 vereadores. Na enquete realizada pelo blog, 83% das 553 pessoas que responderam, se posicionaram contra o aumento. Pessoalmente, acho que a nossa população está bem representada com a eleição de 10 vereadores, mas, de outro lado, não vejo nada demais na alteração que está sendo proposta pelos cinco signatários do projeto.

Diferentemente de outras cidades – onde cada vereador tem direito a carro exclusivo, verbas prá isso e aquilo e mais quatro ou cinco assessores, tudo pago com o dinheiro do contribuinte – na Câmara de Jales não tem nada disso. Por lá existem apenas três ou quatro assessores, em cargos comissionados, e não será pelo acréscimo de um vereador que se precisará contratar mais assessores.

Por outro lado, os subsídios pagos aos vereadores de Jales são razoáveis, mas, considerando-se o que pagam outras Câmaras da região, podem ser chamados de modestos. Além disso, há muito tempo não se ouve falar em casos de corrupção na Câmara de Jales, coisa comum por aí. Quem não se lembra do caso da Câmara de Olímpia, que gastou mais de R$ 120 mil em um painel que não serve prá nada?  

Portanto, penso que é legítimo defender a manutenção do quadro atual, se isso de der apenas por uma questão de princípio. Tem gente que já acha muito 10 vereadores e isso precisa ser respeitado. No entanto, posicionar-se contra o aumento apenas com base no velho e surrado  discurso da economia de gastos e etc, pode soar demagógico, uma vez que o acréscimo de um vereador não vai causar nenhum abalo às finanças municipais.

2 comentários

  • bom bril

    QUEREM MAIS UM FANTASMA SANGUE SUGA?

  • Anônimo

    Gente, não temos que lutar contra o aumento das cadeiras e muito menos sermos à favor da devolução de dinheiro feito pela Câmara no final de cada ano. Temos que lutar para uma ação verdadeira e genuína dos nossos “nobres” representantes. Se eles trabalharem como devem trabalhar, poderia ter sim umas 15 cadeiras e um gasto bem maior, mas em pró da população que os elege.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *