RARIDADE: A PRIMEIRA E ÚLTIMA EDIÇÃO DO ‘ALERTA VERMELHO’

Normalmente, esse tipo de panfleto apócrifo é distribuído durante campanhas eleitorais, uma forma covarde de difamar adversários. Em Jales, onde sempre acontece alguma coisa diferente, já se fabricou panfletos até para difamar aliados, como foi o caso do papelucho escroto distribuído nas eleições de 2008, com calúnias contra políticos e agregados. Sabe-se que ele partiu de uma mente doentia.  

Já o panfleto acima e ao lado – o Alerta Vermelho, lembram-se dele? – foi distribuído alguns meses depois da posse do prefeito Humberto  Parini, em 2005.  Reparem que até o aprendiz de blogueiro foi personagem da peça, mas as críticas maiores se concentraram na perda dos empregos que, supostamente, seriam criados pela WAP Molas. Sobrou também para o ex-vereador Gilbertão, que, àquela época, era aliado de Parini. Felizmente – ou infelizmente? – o Alerta Vermelho não passou da primeira edição.    

10 comentários

  • Alerta Vermelho

    Perguntar não ofende, certo?
    Então vamos a pergunta
    Segundo a Lei Orgânica do municipio:

    Art. 60-A Ressalvadas as nomeações ou designações condicionadas à habilitação
    em concurso público, é vedada a investidura em cargo em comissão ou função de confiança
    de livre nomeação e exoneração de cônjuge, companheiro ou parente por consangüinidade,
    adoção ou afinidade, nas linhas reta ou colateral, até o terceiro grau:
    I – do Prefeito Municipal ou do Vice-Prefeito Municipal, Secretários Municipais, no
    âmbito da Administração Pública Direta, Indireta ou Fundacional do Poder Executivo;
    II – de Vereadores, no âmbito do Poder Legislativo;
    III – de Presidentes, Vice-Presidentes ou de Diretores, Gerentes ou ocupantes de
    cargos equivalentes de autarquia, fundação ou empresa pública, bem como de sociedade de
    economia mista, no âmbito da mesma entidade.
    § 1º – As proibições se estendem nas mesmas condições, a parentes de cônjuges ou
    companheiros, até o segundo grau dos agentes públicos descritos nos incisos do caput
    deste artigo.
    § 2º – Configura Ato de Improbidade Administrativa e, quando for o caso, constituirá
    infração político-administrativa, a inobservância a qualquer título, deste artigo.
    • De acordo com a Emenda nº20/2006.

    O Ronaldo, cunhado do Prefeito, que hoje ocupa interinamente o cargo de Secretário Municipal de Agricultura (na verdade é Chefe de gabinete), não enquadraria neste artigo, ou seja não estaria impedido de ocupar o cargo???

    • Se ele foi nomeado para o cargo de secretário, não está enquadrado na lei do nepotismo. No entanto, durante todo o tempo em que ele foi chefe de gabinete, estava, na minha opinião, enquadrado. A lei do nepotismo, aqui em Jales, é de autoria, se não me engano, do vereador Luís Especiato, mas nem ele toma qualquer providência para que a lei seja cumprida. O prefeito, por precaução, encomendou um parecer, onde se diz que o chefe de gabinete, por ser o substituto do secretário, não se enquadra na lei do nepotismo. Mas há controvérsias.

  • Anônimo

    De que adiantam esses panfletos covardes se a imprensa estampa toda a semana as irregularidades e até que o prefeito foi condenado nisso ou naquilo, está sendo processado por isso ou aquilo e o povo nem liga? E os caras continuam cometendo as mesmas coisas?de que adiantam?

  • Anônimo

    Verdade nosso amado prefeito foi até cassado, mas por meios jurídicos estranhos voltou ao poder.

    Cadê a maioria dos vereadores que não questionaram nada em 7 anos.

  • Anônimo

    Realmente foi muito estranho SER CASSADO, DAR POSSE AO VICE DE REPENTE VOLTAR AO PODER. ESTRANHO… GOSTARIA DE ENTENDER O PORQUE ISSO OCORREU

  • Relaxa gente, Parini vai sair logo mais, é Flá na cabeça em 2012 ! haha’

  • Anônima

    Tô com vc vinicius…………….

  • Anônimo

    Tomara que o Flá perca a política para o Macetão, o líder do Flá, o pastor Salatiel, é que votou nesse moço, deu o passaporte para o Macetão ter condições de se candidatar para prefeito. Não fosse essa presidência, quem era Macetão? Agora, ripa no Flá, tomara que Macetão ganhe dele. Vai Macetão…háháhá

  • Anônimo

    Macetão para prefeito nem pensar, não vamos continuar a novela de Parine…

  • Adinaldo Cesar Feltrim

    Esse nepetismo no cartaz ficou 10! rssss

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *