REDE GLOBO ACUSA TV RECORD DE CUMPLICIDADE COM ESQUEMA BOLSONARO

Deu no Brasil 247:

Um fato raro, quase inédito: a Globo partiu para o confronto público com a Rede Record do bispo Edir Macedo. O governo Bolsonaro está no centro da ofensiva da emissora dos Marinho contra a concorrente. Enquanto a Globo distancia-se cada vez mais do governo de extrema-direita, a Record (ao lado do SBT) tornaram-se as emissoras extraoficiais do novo regime.

O jornalista Maurício Stycer, um dos maiores especialistas em TV do país, apontou em seu blog: “Fato muito incomum, neste domingo (20) a Globo fez uma crítica pública ao jornalismo praticado pela concorrente Record. Deu-se durante o ‘Fantástico’ e fez menção a uma entrevista exibida minutos antes por seu concorrente direto, o ‘Domingo Espetacular'”.

Os apresentadores do “Fantástico”, Ana Paula Araújo e Tadeu Schmidt, resumiram em 60 segundos o conteúdo das respostas dadas por Flávio Bolsonaro à Record.

Em seguida – anotou Stycer em seu blog – Ana Paula detonou o programa concorrente. Com ironia, registrou que o senador eleito não respondeu a uma questão essencial por que não foi questionado a respeito:

“Ao senador, não foi perguntado, e por isso ele não respondeu, por que optou por 48 depósitos de R$ 2 mil com diferença de minutos em cada operação em vez de depositar o total que recebeu em espécie de uma só vez na agência bancária onde tem conta. Também não foi questionado por que preferiu receber parte do pagamento da venda em dinheiro e não em cheque administrativo ou transferência bancária”.

Uma critica desse gênero na Globo não seria veiculada sem autorização expressa da cúpula da emissora e sem a concordância dos Marinho. A guerra cada vez mais aberta entre a Globo e o clã e governo Bolsonaro começa a se tornar também uma guerra que está demolindo a unidade que a mídia conservadora construiu nos últimos anos ao redor da perseguição ao PT.

De um lado, Globo e Folha começam a ter uma postura crítica e de oposição cada dia mais agressiva a Bolsonaro. Do outro lado, com Record e SBT à frente, Rede TV, Band e Jovem Pan têm alinhamento integral ao novo regime -com o provável reforço em breve da versão brasileira da rede norte-americana CNN. O conservador O Estado de S.Paulo tem oscilado entre os dois grupos. 

10 comentários

  • Midia, PT e o Eduardo

    Eu não assisti a entrevista mas, segundo a Folha, o senador eleito afirmou à Record, os depósitos foram fracionados em R$ 2.000 porque esse era o limite aceito no caixa eletrônico. Certamente a Globo, quis retrucar a resposta. Não foi uma critica a Record. Parece que o senador queria fugir do Coaf.
    Não acho que existe uma “guerra” entre os canais mas sim, uma concorrência alias normal, entre todos os canais. O questionamento da Globo é normal e não há guerra entre a Globo e o clã Bolsonaro.
    Os políticos bandidos reclamam desse jornalismo investigativo dizendo que a imprensa está contra ele! kkk A mídia não perseguiu o PT. Se o partido entrou nas paginas policiais é porque seus políticos cometeram crimes.
    Se a Globo e Folha começam a ter uma postura crítica e de oposição cada dia mais agressiva ao filho do Bolsonaro — não é ao governo bolsonaro — é porque ele fez por merecer. Certo? A imprensa teve a mesma atitude com o PT.
    O Brasil não aceita os políticos bandidos e nem partidos quadrilheiros. Devemos muito a mídia, nesta guerra!
    Vamos bani-los

  • Boquinha

    Esse bitolados são duro.
    Antigamente criticava a Grobo hj idolatram.

    Querem ser fiscais agora, aonde estiveram nos últimos 13 anos?

  • Thiago

    A Rede Globo de televisão não divide o poder, seja com outra emissora, governo, igreja, ou com qualquer outra instituição.

    O que acontece é que estavam mal acostumados já que haviam consolidado o poder ao longo de diferentes governos, por certo acreditavam ser intocáveis. Agora se vêem ameaçados e a defesa óbvia é o ataque

  • nois

    Boquinha bitolado é vossa manada, criticava e critico a Globo até hoje, mas a mesma não é fantasiosa e não recebe por fora, para inocentar corruptos vagabundos que paga ou recebe 1 milhão de um apartamento em depósitos de 2 mil reais e você seu babaca acredita, no conto da carochinha.
    Nos últimos 13 anos estivemos concertando o Brasil que agora essa direita podre esta quebrando.
    Alguns exemplos dos nossos feitos:
    Aluno

    1) Reduziu a inflação de 12,5% (2002) para 4,3% (2009) ao ano; a taxa média anual de inflação no governo Lula (6% ao ano) é menos da metade da que tivemos no governo FHC (12,5% ao ano);
    2) Aumentou o salário mínimo para o seu maior patamar em 40 anos, com um aumento real de 74% entre 2003/2010;
    3) Reduziu a relação dívida/PIB de 51,3% (2002) para 36% do PIB(2008); 
    4) Acumulou um superávit comercial de US$ 252 Bilhões (2003/2010);
    5) Pagou toda a dívida com o FMI e com o Clube de Paris e o Brasil se tornou credor do FMI, algo inédito na história do país, para quem emprestou US$ 10 Bilhões; Hoje, a dívida externa líquida é negativa em US$ 65 bilhões; 
    6) Reduziu o déficit público nominal de 4% do PIB (2002) para 1,9% do PIB (2008); 
    7) Ampliou a capacidade de investimento do Estado; Os investimentos do governo federal e das estatais para 2009 estão previstos em R$ 90 Bilhões; Em 2010 eles estão programados para chegar a R$ 119 bilhões;
    8) Aumentou as exportações de US$ 60 Bilhões/ano (2002) para US$ 198 bilhões/ano (2008) acumulando um crescimento de 230% em 6 anos; Em 2010, as exportações deverão superar os US$ 200 bilhões, o que acontecerá pela primeira vez na história do Brasil. 
    9) Aumentou as reservas internacionais líquidas de US$ 16 Bilhões (2002) para US$ 285 Bilhões (Novembro de 2010); 
    10) Ampliou o Pronaf de R$ 2,5 Bilhões/ano (2002) para R$ 16 Bilhões/ano (2010); 
    11) A concentração de renda e as desigualdades sociais diminuíram sensivelmente; o índice de Gini atingiu o menor patamar da História;
    12) Gerou 15 milhões de empregos formais entre 2003/2010; 
    13) Reduziu o percentual da população brasileira que vive abaixo da linha de pobreza de 28% (2002) para 19% (2006), segundo o IPEA;
    14) Elevou os gastos sociais públicos para 21% do PIB;

    15) O BNDES emprestou R$ 137 Bilhões em 2009 para o setor produtivo, contra cerca de R$ 22 Bilhões em 2002;
    16) Fez o Brasil se tornar credor externo, com um saldo positivo de US$ 65 Bilhões, algo inédito na História do país;
    17) Criou programas sociais inclusivos, como o Bolsa-Família, ProUni, Brasil Sorridente, Farmácia Popular, Luz Para Todos, entre outros, que beneficiaram aos pobres e miseráveis e contribuíram para melhorar a distribuição de renda;
    Sóalguns exemplos babaca.

  • nois

    Boquinha bitolado é vossa manada, criticava e critico a Globo até hoje, mas a mesma não é fantasiosa e não recebe por fora, para inocentar corruptos vagabundos que paga ou recebe 1 milhão de um apartamento em depósitos de 2 mil reais e você seu babaca acredita, no conto da carochinha.
    Nos últimos 13 anos estivemos concertando o Brasil que agora essa direita podre esta quebrando.
    Alguns exemplos dos nossos feitos:

    1) Reduziu a inflação de 12,5% (2002) para 4,3% (2009) ao ano; a taxa média anual de inflação no governo Lula (6% ao ano) é menos da metade da que tivemos no governo FHC (12,5% ao ano);
    2) Aumentou o salário mínimo para o seu maior patamar em 40 anos, com um aumento real de 74% entre 2003/2010;
    3) Reduziu a relação dívida/PIB de 51,3% (2002) para 36% do PIB(2008); 
    4) Acumulou um superávit comercial de US$ 252 Bilhões (2003/2010);
    5) Pagou toda a dívida com o FMI e com o Clube de Paris e o Brasil se tornou credor do FMI, algo inédito na história do país, para quem emprestou US$ 10 Bilhões; Hoje, a dívida externa líquida é negativa em US$ 65 bilhões; 
    6) Reduziu o déficit público nominal de 4% do PIB (2002) para 1,9% do PIB (2008); 
    7) Ampliou a capacidade de investimento do Estado; Os investimentos do governo federal e das estatais para 2009 estão previstos em R$ 90 Bilhões; Em 2010 eles estão programados para chegar a R$ 119 bilhões;
    8) Aumentou as exportações de US$ 60 Bilhões/ano (2002) para US$ 198 bilhões/ano (2008) acumulando um crescimento de 230% em 6 anos; Em 2010, as exportações deverão superar os US$ 200 bilhões, o que acontecerá pela primeira vez na história do Brasil. 
    9) Aumentou as reservas internacionais líquidas de US$ 16 Bilhões (2002) para US$ 285 Bilhões (Novembro de 2010); 
    10) Ampliou o Pronaf de R$ 2,5 Bilhões/ano (2002) para R$ 16 Bilhões/ano (2010); 
    11) A concentração de renda e as desigualdades sociais diminuíram sensivelmente; o índice de Gini atingiu o menor patamar da História;
    12) Gerou 15 milhões de empregos formais entre 2003/2010; 
    13) Reduziu o percentual da população brasileira que vive abaixo da linha de pobreza de 28% (2002) para 19% (2006), segundo o IPEA;
    14) Elevou os gastos sociais públicos para 21% do PIB;
    15) O BNDES emprestou R$ 137 Bilhões em 2009 para o setor produtivo, contra cerca de R$ 22 Bilhões em 2002;
    16) Fez o Brasil se tornar credor externo, com um saldo positivo de US$ 65 Bilhões, algo inédito na História do país;
    17) Criou programas sociais inclusivos, como o Bolsa-Família, ProUni, Brasil Sorridente, Farmácia Popular, Luz Para Todos, entre outros, que beneficiaram aos pobres e miseráveis e contribuíram para melhorar a distribuição de renda;
    Só alguns exemplos babaca.

  • Eurico

    Globo……………Grupos pró-Bolsonaro perdem fôlego nas redes sociais.
    Com o fim das eleições e caso envolvendo o ex-assessor de filho do presidente, apoiadores ficam na ‘defensiva’.
    O bom desempenho do grupo de apoio a Jair Bolsonaro nas redes sociais, apontado como uma das razões de sua vitória na eleição de 2018, não vem se mantendo após a posse do presidente da República. O caso envolvendo suspeitas sobre Fabrício Queiroz, ex-assessor do seu filho mais velho, o deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), colocou os apoiadores do presidente na internet na defensiva.
    A rede pró-Bolsonaro já vinha demonstrando perda de fôlego mesmo antes de o “caso Queiroz” ser revelado. Dentre as dez postagens que citam Flávio Bolsonaro com maior engajamento no Facebook nos últimos três dias, seis são de veículos de comunicação repercutindo reportagens do Jornal Nacional, duas são de sátiras críticas à família Bolsonaro e somente duas são em defesa do senador eleito – uma do próprio Flávio e uma da deputada eleita Joice Hasselmann (PSL-SP), ambas com o vídeo da entrevista do filho do presidente ao Jornal da Record, veiculada na sexta-feira, na qual ele rebate acusações
    Por ter a maior e mais volumosa rede, Bolsonaro sofreu a maior queda absoluta. Passou de 7,8 milhões de interações em seu auge, na semana anterior ao 1.º turno, para 1,7 milhão hoje, ou seja, tem apenas 22% da força de antes.
    Essa queda é um sintoma de desmobilização de sua estratégia de campanha, desprovida de recursos tradicionais, como tempo de TV e máquina partidária. Entretanto, sua rede voltou a se movimentar intensamente durante a posse, em comemoração e com críticas à oposição. Atingiu uma audiência um pouco maior do que a da vitória no 2.º turno, com 5,6 milhões de interações. Mas, com as primeiras notícias sobre o caso Queiroz ainda durante a transição, a rede bolsonarista se colocou em posição defensiva.
    Vixi.

  • Enfermeiro cubano

    DIREITA PODRE EU SÓ QUERIA ENTENDER::::::::::

    Como 1 juiz larga um salário de 100.000,00 reais para receber um de 33.900.00 em um ministério ?
    Aí tem !??

  • Enfermeiro cubano

    DIREITA BURRA o que tentaram achar na família do Lula em 30 anos acharam na família do Bolsonaro em 30 dias.

    Agora me responda quem vai cair primeiro Bolsonaro, Globo ou Sérgio Moro?

  • Enfermeiro cubano

    ERA UMA VÊS—

    VIVA O CHORÃO QUE LIMPOU O NARIZ COM A BANDEIRA NACIONAL, ISSO PODE? SERÁ QUE TEM ALGUM BRASILEIRO QUE VAI ACREDITAR NESSA PALHAÇADA DA FAMÍLIA BOLSONARO? PAGAR NUM PRÉDIO 1,2 MILHÃO, EM DEPÓSITOS DE DOIS MIL REAIS A CADA CINCO MINUTOS NO CAIXA ELETRÔNICO.? O MORO ACEITOU POIS LOGO EM SEGUIDA O SERGINHO PEDIU DESCULPAS, FOI CHORAR ENFRENTE A RECORD DO NÃO CORRUPTO EDIR MACEDO E FICOU TUDO CERTO E AGORA O MORO NÃO CORRUPTO VAI FALAR SOBRE A NÃO CORRUPÇÃO NO GOVERNO DE JAIR BOLSONARO. E OLHA QUE NÃO TEM CORRUPÇÃO MESMO POIS O MESMO QUE GANHAVA 100 MIL REAIS POR MÊS COMO JUIZ, PREFERIU GANHAR 32 MIL REAIS POR MÊS COMO MINISTRO, ISSO É QUE É SIMPLICIDADE E HONESTIDADE. SERÁ ?

    OUTRO ASSUNTO DA FAMÍLIA PETRALHA;—–
    O senador Randolfe Rodrigues mostrou-se indignado no twitter com o fato de que Eduardo e Jair Bolsonaro optaram por receber o auxílio-mudança. Um pelo fim, outro pela reeleição. Ou seja, “mudança” de Brasília para Brasília.
    Também ex-deputado federal, Bolsonaro tirou proveito da mesma maracutaia imoral, embora legal.
    Na sequência, Randolfe escreveu :
    Pres. @jairbolsonaro, explique à sociedade a origem das movimentações financeiras malcheirosas de seu filho e o porquê dele ter ido ao STF barrar a investigação: não adianta mandar sua matilha raivosa e amestrada me patrulhar, que não tenho medo! #FicaDica #CadeOQueiroz
    O @BoldonaroSP [Eduardo] recebeu dois “auxílios” pra fazer a mudança pra Capital, um por terminar um mandato e outro por ser reeleito, no valor de quase R$ 80 mil, com um detalhe: já vive em Brasília e não vai precisar deslocar um par de meias sequer.
    Seu pai, o Presidente @jairbolsonaro, também embolsou o seu pra mudança que nunca fará: a família Bolsonaro nunca teve pudor em se apoderar dos privilégios parlamentares descabidos. Esse é seu estilo particular de combate à corrupção.
    Como Senador reeleito, prontamente rejeitei esse privilégio descabido: não poderia me permitir a sem-vergonhice ( DOS BOLSONAROS ), de embolsar quase R$ 80 mil do Contribuinte se não vou me mudar de Brasília!
    O q vc faria se fosse senador ou deputado e pudesse escolher receber ou ñ a quantia imoral R$34 mil?! O presidente ñ abriu mão do auxílio mudança. Parece bem condizente com os cortes de gastos q precisam ser feitos, ñ é?!

  • Enfermeiro cubano

    O QUE EXPLICAR DESSE ASSUNTO, DIREITA FASCISTA E ORDINÁRIA:

    Procuradores de Curitiba se calam sobre o caixa 2 de Bolsonaro.
    Procuradores da República em Curitiba, que ganharam fama nas redes sociais e na imprensa por causa da Lava Jato, não comentaram publicamente a denúncia de possível caixa 2 e abuso de poder econômico na eleição presidencial de 2018, em favor de Jair Bolsonaro. O Ministério Público Eleitoral informou ao GGN que não abriu nenhuma ação para investigar o escândalo.
    Carlos Fernando dos Santos Lima – que abandonou a operação em setembro passado – e Deltan Dallagnol, os mais ativos no Facebook quando a pauta é atacar PT por caixa 2 – considerado pela Lava Jato um atentado à democracia -, silenciaram diante da reportagem da Folha de S. Paulo de quinta (18).
    O jornal revelou que empresas alinhadas com Bolsonaro compram, ao custo de até R$ 12 milhões cada serviço, pacotes de “disparo em massa” de mensagens no WhatsApp, configurando crime de caixa 2 e abuso de poder econômico.
    No Facebook e Twitter, Dallagnol, sem citar o caso Bolsonaro, escreveu que é “bom lembrar dos erros do passado para não repetir. Financiamento empresarial sem limites gera distorções na representatividade.” A mensagem vem atrelada a uma matéria sobre as 10 maiores empresas doadoras da eleição de 2014.
    De lá para cá, contudo, o financiamento empresarial de campanha foi proibido pela legislação eleitoral.
    Lima, por sua vez, compartilhou uma mensagem atacando indiretamente o PT e aliados, dizendo: “O suposto apreço pela democracia de alguns desaparece no exato momento em que percebem que vão perder as eleições.”
    As postagens do ex-Lava Jato indicam, ainda, que é um “exagero” afirmar que Bolsonaro é uma “ameaça à democracia”. Além disso, em sua visão, as instituições serão capazes de colocar o capitão na linha após eleito.
    “É arrogância só aceitar como democracia quando se conforma com suas ideias. Se Bolsonaro ganhar e tentar subverter as leis e a Constituição, quem irá impedi-lo são as instituições. Não foi assim quando o Ministério Público e o Judiciário impediram que a corrupção comprometesse nossa democracia?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *