SAMPAOLI AMEAÇA SE DEMITIR SE TIVER QUE CUMPRIMENTAR BOLSONARO. E TORCIDAS SANTISTAS REPUDIAM PRESENÇA DO BOZO NA VILA BELMIRO

A notícia é da revista Fórum:

O técnico do Santos, o argentino Jorge Sampaoli, estaria disposto a deixar o clube caso seja obrigado a cumprimentar Jair Bolsonaro, que insiste em assistir ao clássico contra o São Paulo que acontece neste sábado (16) na Vila Belmiro. As informações são do Blog do Paulinho, do jornalista Paulo Cezar de Andrade Prado.

Segundo o blogueiro, Sampaoli teve uma “áspera discussão” com cartolas do Santos, deixando claro que é contra o uso da Vila Belmiro como palanque político e que deixará o clube se for obrigado a cumprimentar Bolsonaro.

Informações do Twitter de Lucas Musetti Perazolli, setorista do Santos FC pela Gazeta Esportiva, o técnico do Santos, Jorge Sampaoli, está incomodado com a ida de Bolsonaro ao jogo e espera não ter nenhum contato direto com ele.

Sampaoli, que se define como de “centro-esquerda” e peronista e, em eleições argentinas passadas apoiou Néstor e Cristina Kirchner, presidentes entre 2003 e 2015, não aprova o governo de Bolsonaro.

Por seu lado, torcidas organizadas do Santos estão protestando contra a presença de Jair Bolsonaro no estádio do time. A Torcida Jovem do Santos e a Torcida Sangue Jovem protestaram e emitiram notas contra a presença de Bolsonaro.

Segundo a nota da Torcida Jovem, os posicionamentos de Bolsonaro são incompatíveis com a “pluralidade social, racial, étnica e cultural da torcida santista”. A nota cita inclusive a luta contra a ditadura militar por parte da torcida.

A Torcida Sangue Jovem afirmou que Bolsonaro agride “bandeiras plurais” da torcida e do clube que são “alvo de constantes ataques pelos posicionamentos de Bolsonaro”. A nota registra que “repudiamos sua presença [de Bolsonaro] em nossas arquibancadas”.

5 comentários

  • Mimi

    Muita pressão….volta pra Argentina com seu presidente comunista….já q ele é comunista, pq ele não doa 90% do seu salário para entidades filantrópicas

  • SEVERO

    JA DEU FORA BOISONADO

  • SEVERO

    APOIO A TORCIDA DA VILA

  • Tudo isso por causa de um jogo de futebol?

    Não acredito que o técnico argentino do Santos, estaria disposto a deixar o clube caso seja obrigado (ninguem é obrigado!) a cumprimentar Bolsonaro pois ele tem um contrato com o Santos até o ano que vem. Com uma multa altíssima! Seria uma questão de educação, cumprimentar o presidente, para o caso de divergência politica.
    Por outro lado, torcidas organizadas não deveriam protestar com a presença de nenhum presidente embora o Bolsonaro seja palmeirense. Torcida tem que ter respeito com o presidente.
    Dizer que os posicionamentos de Bolsonaro são incompatíveis com a “pluralidade social, racial, étnica e cultural da torcida santista”. A nota cita inclusive a luta contra a ditadura militar por parte da torcida. Isso é uma piada!
    Para quem conhece a maioria das torcidas. Elas são ligadas ao PCC
    Quando a Torcida SJ afirma que Bolsonaro agride “bandeiras plurais” da torcida e do clube que são “alvo de constantes ataques pelos posicionamentos de Bolsonaro”. É mentira! Os diretores desta torcida estão querendo fazer politica para um simples jogo de futebol.
    É apenas um jogo. Nada mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *