SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DIZ QUE APOIA HC DE BARRETOS E UNIDADE DE JALES

diário - hc

Segundo o jornal O Diário, de Barretos, a Secretaria Estadual de Saúde divulgou nota ontem, sexta-feira, rebatendo as críticas do diretor do Hospital de Câncer, Henrique Prata, sobre atrasos de seis meses nos repasses de verbas.

A nota diz que a secretaria apoia financeiramente a Fundação Pio XII – gestora do Hospital de Câncer de Barretos e da unidade de Jales – por meio de subvenções e do programa Pró-Santas Casas.

A Secretaria garante, também, que reconhece a importância e a qualidade do tratamento oncológico ofertado pelo hospital aos pacientes do SUS. Por fim, a nota informa, ainda, que o convênio firmado neste ano para auxílio às duas unidades do HC totaliza R$ 52,9 milhões. 

6 comentários

  • Kakaka

    Dinheiro das santas casas para o hopital de cancer? Conta outra piada Secretária. Estou morrendo de rir,

  • SAÚDE E EDUCAÇÃO

    Com todo respeito, ao Hospital de Câncer de Jales, por tratar seus pacientes, com amor, carinho, respeito, humanidade,necessidade e com toda a necessidade que também este hospital deve ter pelos jalesense, e cidades da região, na ajuda a esta entidade milagrosa enviada por Deus para nossa cidade e região, eu me vejo no direito de colocar aqui, minha opinião, ou seja estes mesmos jalesense e cidades da região bem como os Deputados, que aqui estiveram tirando seus votos e depois não voltaram mais, estão, esquecendo da SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE JALES, que vive aos trancos e barrancos. sobrevivendo, sempre com a ajuda das mesmas pessoas e seus dois últimos Provedores,para que não aconteça o que esta acontecendo em Santa Fé do Sul, que a Santa Casa Esta fechando por falta de ajuda do governo municipal, estadual e federal e também por falta de ajuda da população da cidade.
    Sem querer criticar, a história verdadeira do Sr. Henrique Prata não é bem esta, mesmo eu sendo contra o governo Estadual, principalmente contra o coxinha Alkimin. Procure saber também para quem o Sr. Prata trabalhou nas eleições estaduais e federais, estou querendo dizer também que isso é também mais uma sacanagem,descontentamento, perseguição,mal caratismo, ódio etc…..do governo estadual, que teve o descaramento de cortar repasses, para a saúde e educação.
    Esse governador não deve ter esquecido que a mão de Deus é pesada e quando desce desce para valer.

  • NOIS

    Olha o que acontece com o dinheiro da saúde no Brasil tendo como exemplo o Estado de Minas Gerais, por isso que quando algum estado ou município realmente precisa, não tem:–

    Ação diz que Aécio e Anastasia não repassaram R$ 14 bi à Saúde em Minas
    Procuradoria da República em Minas afirma que montante deixou de ser investido entre 2003 e 2012 nas gestões tucanas
    Belo Horizonte – O Ministério Público Federal entrou com ação civil pública na Justiça cobrando do governo do Estado o repasse de R$ 14,2 bilhões para a área de saúde. Segundo a Procuradoria da República em Minas, esse é o montante que deixou de ser investido entre 2003 e 2012 nos governos dos tucanos Aécio Neves e Antonio Anastasia – atualmente senadores – em descumprimento à Emenda Constitucional 29, que obriga aplicação mínima de 12% do orçamento na área.
    Os procuradores afirmam na ação que no período de 10 anos ocorreram também manobras contábeis para aparentar o cumprimento da emenda “em total e absurda indiferença ao Estado de Direito”. Segundo os autores, “R$ 9,5 bilhões deixaram de ser aplicados no Sistema Único de Saúde (SUS) pelo governo mineiro, quantia que, em valores atualizados, corresponde a um desfalque de R$ 14,2 bilhões.

    O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves
    A ação diz que os governos tucanos, com o objetivo de inflar dados, incluíram gastos estranhos à saúde para simular o cumprimento da obrigação de investir o mínimo constitucional. Os procuradores afirmam que foram computados como gastos para cumprir a Emenda 29 “despesas com animais e vegetais”, pois o Estado incluiu na rubrica verbas direcionadas ao Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) e à Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam).
    ‘Serviços veterinários’. Conforme a ação, o governo mineiro “chegou ao absurdo de incluir” como se fossem aplicações em saúde serviços veterinários prestados a um canil da Polícia Militar, além de ter colocado na rubrica gastos com aquisição de medicamentos para uso veterinário.
    Os governos também lançaram como gastos em saúde investimentos da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa). Conforme os procuradores, isso não poderia ocorrer, já que a própria empresa informou que os gastos eram feitos com recursos das tarifas pagas pelos consumidores. “Além disso, a Copasa sequer integra o orçamento fiscal do Estado, pois se trata de uma pessoa jurídica de direito privado”, diz a ação.
    O Ministério Público Estadual chegou a ajuizar, em 16 de dezembro de 2010, ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra o ex-governador Aécio e Maria da Conceição Barros de Rezende, então contadora-geral do Estado, por causa das inclusões de despesas da Copasa no cálculo do mínimo constitucional.

    Em grau de recurso, porém, o Tribunal de Justiça de Minas determinou a intimação pessoal do então procurador-geral de Justiça, Alceu Torres Marques, para endossar a ação inicial – proposta por promotores, que, na avaliação dos desembargadores não poderiam investigar o governador. Segundo eles, a apuração, no caso, caberia exclusivamente ao procurador-geral, que tem prerrogativa para atuar no caso. Torres, no entanto, se negou a assinar o texto sob a alegação de que não vislumbrava lesão ao patrimônio público.
    Os promotores recorreram alegando que Aécio não era mais governador – ele havia deixado o cargo para se candidatar nas eleições de 2010. Mesmo assim, o processo foi extinto. Em 2014, Torres assumiu a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do governo de Alberto Pinto Coelho (PP), vice de Anastasia que assumiu o governo quando o tucano deixou o cargo .
    Tribunal de Contas. Procurados, Aécio e Anastasia não se posicionaram sobre a ação. Em nota, o PSDB de Minas afirmou que os cálculos feitos pelos governos tucanos sãos os mesmos adotados pelo governo federal. O texto diz ainda que os números foram aprovados pelo Tribunal de Contas do Estado. Para o partido, a ação “tem o mesmo fundamento de iniciativas anteriores, já amplamente divulgadas e nitidamente renova iguais questionamentos já esclarecidos pelo governo de Minas e pelo PSDB ao longo dos últimos dez anos”.

  • Primeira Vez

    COXINHAS DE JALES-hoje depois de muito pensar, descobri os dois reais motivos, que fizeram com que a Deputada Analice Fernandes, viesse a nossa querida Jales:–
    **O primeiro motivo foi o de ir a FATEC, juntamente com o quase prefeito e tirar várias fotografias para colocarem no Faceebok e tentar fazer o povo acreditar que ela esta trabalhando e muito pela cidade que lhe deu 10 mil votos.
    **O segundo motivo foi para fazer a filiação de novos representastes dos coxinhas na cidade de Jales e olhe , que teve alguns cara de pau, que assinaram a ficha de filiação, mas se unir todos os que se filiaram não dá meio, pois os mesmo só servirão no momento da votação, principalmente para a formação do diretório nesta cidade, sempre colocando na presidência do mesmo algum outro pau mandado da Analice Fernandes, para a mesma continuar governando Jales da Câmara Estadual. Mas um fato me chamou a atenção ao invés do partido se fortalecer com as novas filiações, só esta se enfrequecendo.
    Para finalizar gostaria de perguntar ao Diretório do PSDB, ao Dr. Pedro Calado que pensa que é Prefeito e a Deputada Analice, onde esta:–**o dinheiro para recapear as crateras de Jales, onde esta o dinheiro para a Santa Casa, onde esta o dinheiro para o Hospital do Câncer, onde esta o dinheiro para a melhoria das praças públicas de Jales,onde esta o dinheiro para a UPA que esta desmoronando e com falta de médicos, onde esta o dinheiro para o melhoramento da praças esportivas de Jales, onde esta o dinheiro para a reforma do Pontilhão, onde esta o dinheiro para melhorar a iluminação de Jales etc…..Responde Sr. quase Prefeito e a Prefeita e Deputada Analice Fernandes? Eu só queria saber? Já sei esta todo ele ( dinheiro ), em Taboão da Serra.

  • anonimo

    É esperar prá ver de blá blá estamos cansados. A Fundação Pio XII tem que ser respeitada é preciso sempre analisar sempre o que faz para os pacientes mais carentes, e tudo gratuitamente.

  • Caka

    (Anonimo) gratuitamente sim mas nós pagamos são com o dinheiro de nossos impostos que o SUS faz repasse mensalmente para o hospital,somos nós que participamos de doações,leilões,almoços,jantares,show e ajudamos a FUNDAÇÃO PIO XII HC BARRETOS acho grande o descaso mesmo dos nossos governantes e políticos que só aparecem na hora da foto .As santas casas estão fechando e vão fechar mesmo pois o governo estadual quer fechar todas as santas casa com menos de 50 leitos ,acho que ja fechou santa fé,vai fechar :Urania,Palmeira D’oeste,Estrela d Oeste,Indiaporã,Populina,Ouroeste hospital,Cardoso,e outras tantas cidades e como vai ficar a POPULAÇÃO que dependem destes para atendimentos.Vão para centros maiores quem cair para santa casa de Jales beleza quem cair para Fernandópolis ta morto e com pouco dinheiro resolveria os problemas destes hospitais pequenos e desafogaria os grandes centros com 100 mil reais por ano a mais se o governo repassasse para os hospitais pequenos da nossa região tava resolvido os problemas de todos e de 90% da população .MAS VAMOS CONTINUAR COMO ESTA ACHO QUE O POVO GOSTA A MAIORIA QUANDO DIZ QUE TEM UM EVENTO PARA TAL ENTIDADE VIRA AS COSTAS SEMPRE SÃO OS MESMOS QUE AJUDAM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *