SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE CIDADE GAÚCHA DECIDEM DOAR PARTE DOS SALÁRIOS

Aqui em Jales, sempre é bom lembrar, os vereadores do período 1997-2000 assinaram, em 1999, um papelucho onde abriam mão de aumentos salariais. Passadas as eleições de 2000, eles requereram as tais diferenças e levaram cerca de R$ 5 mil, cada um. 

Vejamos, agora, a notícia do jornal gaúcho Zero Hora, sobre os secretários municipais de Santa Cruz do Sul(RS), que estão abrindo mão de parte dos salários:

Os secretários municipais de Santa Cruz do Sul decidiram doar parte dos salários para garantir a manutenção de serviços essenciais para a cidade nas áreas da saúde e da educação. Em vez de receber R$ 13.101,89, o valor passará para R$ 10 mil a partir do próximo mês.

O projeto de lei já estava na Câmara de Vereadores quando a prefeitura entendeu que a proposta era inconstitucional. Segundo a lei orgânica do município, propor a redução dos salários desses funcionários só pode partir da Câmara de Vereadores, e não do Executivo. Além disso, se aprovada, a redução só valeria para o próximo mandato.

Foi então que os próprios secretários decidiram pelo corte. Com a medida, a prefeitura pretende economizar R$ 200 mil até dezembro deste ano.

Um novo pacote, com mais medidas para corte de gastos, está a caminho. O secretário de administração de Santa Cruz do Sul, Edemilson Severo, diz que o prefeito analisa reduzir contratos com prestadores de serviços e que as medidas já tomadas resultaram de um levantamento: em julho deste ano, a prefeitura já havia empenhado 51% do orçamento.

Com as novas ações, que serão anunciadas ainda nesta semana, a prefeitura vai evitar o gasto de R$ 1,5 milhão até o final do ano. A adoção do turno único deve fazer parte do pacote.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *