SÉRGIO MORO SUPERSTAR

moro-e-aecio1

O amigo tinha dúvidas de que o “justiceiro” Sérgio Moro – transformado em herói nacional e superstar pelos coxinhas batedores de panelas – é um tucano travestido de juiz? Então, siga as fotos e fatos abaixo e acabe logo com essas dúvidas. Ressalto que, em nenhum país sério do mundo, um juiz se daria ao desfrute de momentos como esses.

sergio-moro-surpreende-e-canta-contra-corrupcao_819529

No domingo, Moro almoçou com o cantor e compositor Raimundo Fagner, que deu depoimentos de apoio a Aécio Neves na campanha eleitoral de 2014. Um baba-ovos qualquer aproveitou a oportunidade para mostrar aos dois – Moro e Fagner – uma música (música?) composta especialmente para massagear o inflado ego do juiz. O vídeo está na internet, mas vou poupar os prezados leitores dessa “maravilha”.

moro-lula

Na segunda-feira, Moro participou de um evento em Mato Grosso, promovido pelo governador tucano Pedro Taques, acusado em investigação da Polícia Federal de utilizar dinheiro da Secretaria Estadual de Educação em sua campanha eleitoral de 2014. No evento, Moro aproveitou para elogiar o deputado federal Nílson Leitão, também do PSDB e também acusado de desviar dinheiro da Educação.

moro-aecio-temer-alckmin

E na terça-feira, Moro participou da premiação da galhofeira revista IstoÉ – também conhecida pelo epíteto de QuantoÉ – em evento que mais parecia uma convenção do PSDB. A revista condecorou o decorativo Michel Temer – que, como sempre, parecia meio deslocado – com o prêmio “Homem do Ano”. Sem dúvida alguma, a piada do ano. Na sua fala Temer proclamou: “O prêmio serve de mobilizador e motivador para que nós salvemos o País”. Ou seja, estamos fritos!

Sérgio Moro – muito à vontade entre tantos tucanos – também recebeu um prêmio e aproveitou o evento para trocar confidências com Aécio – um dos políticos mais citados nas delações da Lava Jato – e colocar o assunto em dia com o ministro preferido do urubólogo Alexandre Garcia, o José Serra, suspeito de receber R$ 23 milhões da Odebrecht.

Será que o Lula está errado ao acusar Moro de ser militante do PSDB?

29 comentários

  • Eduardo Cunha - o Malvado Favorito

    Todos tem seu momento de fama!
    Algumas situações retratam fielmente o que se passa, no momento registrado; outras não.
    A questão principal é o direcionamento que se da ao fato! Porque mostrar isso? A quem interessa mostrar isso? Qual o objetivo que interessa com isso?
    Um exemplo claro, foi a posse da ministra Carmem Lucia no Supremo. Todos os ex-presidentes foram convidados, devidamente registrados em fotos…e o que se pensa disso? O que está por trás disso?
    Bom…a resposta virá nas decisões acatadas pela maioria dos ministros, o que tem deixado muito a desejar, visto a situação que tivemos esta semana, com o Renan Canalha. Que Deus nos ajude!

  • Caldoçinho The New Pop

    Tanto quanto Gilmar Mendes!

  • Antonio Carlos Pinto

    A imagem fala por si só. Não precisa desculpas, os dois estão numa conversa de pessoas íntimas, sem devaneios. É por isso que as delações feitas contra o Reizinho não prospera.

  • Guilherme

    E de certo o cara tem que ficar trancado na casa dele agora? esse blog ta cada vez pior… tesc…

  • Jalense

    OS COXINHAS ESTÃO CAINDO NAS DELAÇÕES PREMIADA DA ODEBRECHT– QUAL SERÁ A ATITUDE DO MORO DO ( PSDB ), IRA TOMAR? POIS ATÉ AGORA PARECIA QUE SÓ EXISTIAM CORRUPTOS NO PT E NO PMDB

    Presidenciáveis tucanos aparecem em delações da Lava Jato.
    Serra , Aécio e Alckmin são os principais nomes do PSDB para 2018
    Os três principais nomes do PSDB para a disputa da Presidência da República em 2018 já foram citados em delações da Operação Lava Jato. O mais recente deles é o governador paulista, Geraldo Alckmin. Em praticamente todos os casos, o esquema envolveria dinheiro de caixa dois para campanhas.
    Antes da menção à Alckmin, delatores citaram casos envolvendo os nomes de José Serra, atual ministro das Relações Exteriores, e do senador Aécio Neves, presidente nacional do PSDB. Os três negam as acusações. Veja, abaixo, as principais acusações:
    Reportagem do jornal “Folha de S.Paulo” afirma que, em delação, a Odebrecht informou que fez doação ilegal, em dinheiro vivo, para as campanhas de Alckmin em 2010 e 2014, ambas para o governo de São Paulo.
    Executivos da empreiteira mencionam duas pessoas próximas ao governador como intermediárias dos repasses e afirmam que não chegaram a discutir o assunto diretamente com Alckmin.
    Segundo a delação, os R$ 2 milhões em espécie foram repassados ao empresário Adhemar Ribeiro, irmão da primeira-dama, Lu Alckmin. A entrega do recurso, de acordo com os termos da delação, ocorreu no escritório de Ribeiro, na capital paulista.
    Alckmin afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que “é prematura qualquer conclusão com base em informações vazadas de delações não homologadas”. “Apenas os tesoureiros das campanhas, todos oficiais, foram autorizados pelo governador a arrecadar fundos dentro do que determina a legislação eleitoral”.

    Esta não foi a primeira vez que o nome do governador aparece nas investigações. O personagem tratado pelo codinome “santo” em planilhas da Odebrecht que listam pagamento de propina foi identificado como sendo o de Alckmin, segundo a revista “Veja”. A publicação diz ter confirmado essa informação com três fontes que participam do acordo de delação da Odebrecht, considerado o mais explosivo da Lava Jato.
    A “Folha” revelou em março que o apelido “santo” aparecia associado a uma obra do governo Alckmin de 2002, a duplicação da rodovia Mogi-Dutra. A assessoria de Alckmin disse que a obra foi feita por outra empreiteira, a Queiroz Galvão, e que os delatores isentam o governador.
    Agora os Coxinhas terão que se vestirem de amarelo e azul e iniciarem nova passeata, batendo panela no dia 11.12.2016.
    Os Ratos estão saindo da toca na base do Veneno da Delação da Odebrecht e do Mão Branco.

  • Jalense

    SEGUNDO AS DELAÇÕES DA ODEBRECHT, OUTRO QUE FOI PEGO NA RATOEIRA, MAS TAMBÉM PORQUE TAMBÉM TOMOU O VENENO MÃO BRANCA, FOI O MINISTRO SERRA QUE RECEBEU DE PROPINA NADA MAIS NADA MENOS DO QUE 23 MILHÕES DE PROPINA. ENTÃO NOVA PASSEATA DIA 11.12.2016. E AGORA VEREMOS QUAL A ATITUDE DO JUIZ CORRUPTO MORO FILIADO AO PSDB?
    Segundo um mesmo delator, Serra também está ligado a um esquema de caixa dois em sua campanha presidencial no ano de 2010.
    Executivos da Odebrecht afirmaram aos investigadores da Lava Jato que a campanha do agora ministro recebeu R$ 23 milhões em doações ilícitas. Os executivos disseram que parte do dinheiro foi entregue no Brasil e parte foi paga por meio de depósitos bancários realizados em contas no exterior. Oficialmente, a Odebrecht doou apenas R$ 2,4 milhões para a campanha de Serra.
    Segundo os depoimentos de executivos da Odebrecht, a negociação para o repasse à campanha de Serra se deu com a direção nacional do PSDB à época, que, depois, teria distribuído parte do dinheiro entre outras candidaturas. A empresa afirmou ainda que parte do dinheiro foi transferida por meio de uma conta na Suíça.
    Sobre a acusação da Odebrecht, Serra disse, na época em que o fato foi divulgado, que a campanha dele durante a disputa a Presidência da República em 2010 foi conduzida em acordo com a legislação eleitoral em vigor. O tucano afirmou também que as finanças de sua disputa pelo Palácio do Planalto eram de responsabilidade do partido, o PSDB, e que ninguém foi autorizado a falar em seu nome.
    Os fascistas Golpistas da Direita já imaginaram se fosse o partido do PT, ou o Lula e a Dilma, já estariam presos, agora sim o Brasil poderá ver que tipo de Juiz é o Sr. Moro , que recebeu alguns $$$$$$$ da quadrilha internacional, composta pelo mesmo e os seus amigos das fotografias. Será que é por isso que o referido Juiz quer tirar férias e fugir para os EUA?

  • Jalense

    COXINHAS QUE ATITUDE DEVEMOS TOMAR AGORA? POR FAVOR RESPONDA-NOS?

    VOLTANDO A FALAR NAS DELAÇÕES PREMIADAS DA ODEBRECHT, CAIU TAMBÉM CAIU NA REDE O AÉCIO, MAS ESTE NÃO TOMOU O VENENO MÃO BRANCA E SIM CHEIROU O PÓ BRANCO. ENTÃO AGORA FICA A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR, QUEM QUERIA ACABAR COM A LAVA JATO? EU ACHO QUE ERA A QUADRILHA LIDERADA PELO CRÁPULA TEMER, QUE CONSEGUIU UM ACORDO ENTRE O CONGRESSO DE RENAN E OS JUÍZES DO STF ( PODRE COMO ELES SÓ ), PARA RENAN CONTINUAR NA PRESIDÊNCIA DO SENADO. AGORA É DIREITO DE TODOS OS CIDADÃO BRASILEIROS DE NÃO ACEITAREM MAIS ASSINAR, AS INTIMAÇÕES LEVADAS PELOS OFICIAIS DE JUSTIÇA. NOVA LEI BRASILEIRA. ENTÃO EU PERGUNTO PARA OS COXINHAS; VAMOS PREPARAR NOVA PASSEATA DE VERDE E AMARELO PARA O DIA 11.;12.2016 ? OU VAMOS ESPERAR PARA VER QUAL VAI SER A ATITUDE DO JUIZ CORRUPTO MORO FILIADO AO (PSDB ), POIS DESTE PARTIDO SAIU MUITO $$$$$$$$$$$, PARA O MESMO?
    No âmbito da Lava Jato, o nome de Aécio foi mencionado pelo ex-deputado federal Pedro Corrêa, que afirmou que ele foi um dos responsáveis pela indicação do diretor de Serviços da Petrobras, Irani Varella, na fase final governo de Fernando Henrique Cardoso, em 2001.
    Na época, Aécio era deputado federal. Segundo o delator, Varella era responsável por conseguir “propinas com empresários para distribuir com seus padrinhos políticos”.
    Na época em que a delação de Corrêa foi divulgada, Aécio disse que Corrêa é desprovido de qualquer credibilidade e que sua afirmação é falsa e absurda.
    O presidente do PSDB também foi citado pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. Segundo o delator, ele participou da captação de recursos ilícitos para a bancar a eleição de Aécio para a presidência da Câmara dos Deputados em 2001. Foram arrecadados cerca de R$ 7 milhões, segundo Machado.
    Sobre a fala de Machado, o tucano disse que “são acusações covardes e falsas de quem, no afã de apagar seus crimes e conquistar benefícios de uma delação premiada, não hesita em mentir e caluniar”.
    Já o ex-petista e senador cassado Delcídio Amaral afirmou em deleção no âmbito da Lava Jato que Aécio recebeu propina de Furnas, empresa de economia mista subsidiária da Eletrobras. Ainda sobre o tucano, Delcídio relatou um caso na CPI dos Correios, que investigou o mensalão, no qual Aécio teria atrasado o envio de dados do Banco Rural para fazer uma “maquiagem” nas informações.
    Nesse caso, o tucano disse que as acusações eram “falsas” e “mentirosas”. “Delcídio repete o que vem sendo amplamente disseminado há anos pelo PT que tenta criar falsas acusações envolvendo nomes da oposição. É curioso observar a contradição na fala do delator já que ao mesmo tempo em que ele diz que a lista de Furnas é falsa, ele afirma que houve recursos destinados a políticos”, disse em nota.

  • Coxinha

    É tem coxinhas querendo fazer manifestação contra a reforma da previdência, tem que se puder mesmo! Vão atrás do Moro, este Cara fudeu o Brás, a Petrobrás e tudo mais! Vamos ver o que ele acha!

  • a única chance do povo brasileiro é se existisse deus, porque dos comandantes politicos , estamos todos na fogueira

  • nOIS

    TEXTO TIRADO DOS JORNAIS — O GLOBO–ESTADÃO.

    BOMBA: Marco Aurélio diz que sabia de acordo para salvar Renan com participação de Celso de Melo e sugere manifestações contra STF.
    Um dia depois do julgamento que manteve Renan Calheiros na presidência do Senado, o ministro Marco Aurélio Mello, autor da liminar que afastava o político do cargo, diz que houve um acordo para livrar o senador. Segundo ele, a própria sessão em que saiu vencido, por seis votos a três, confirmou as notícias da véspera apontando que o ministro Celso de Mello anteciparia o voto divergente para puxar os demais. Mas o que importa “é o acórdão, não o acordão”, afirmou o ministro ao GLOBO, em tom de brincadeira. Marco Aurélio disse ainda que pelo menos Renan não chamará o Supremo de “Supremeco” e, diante da repercussão popular contra a decisão do plenário, afirmou temer que os protestos de rua passem a ser feitos em frente à Corte.
    Que balanço o senhor faz do julgamento de ontem?
    O balanço está no meu voto. No voto, eu busquei escancarar tudo, inclusive dizendo da responsabilidade do Supremo. Eu disse que a história, as gerações futuras são implacáveis. Agora, pelo que eu li hoje no Globo, já estava tudo acertado.
    O senhor já sabia do acordo quando proferiu o voto?
    Sabia pelo noticiário, pelas redes sociais, não por informação interna do Supremo. E, agora, claro que se confirmou. O meu voto teve uma parte substancial na qual eu cobrei a responsabilidade dos colegas a partir do que já circulava nas redes sociais.
    Mas eles mantiveram o acordo.?
    É o que estou percebendo, que no dia anterior já corria em Brasília (a informação) que o ministro Celso (de Mello) mudaria o procedimento que sempre teve e puxaria o voto. Agora, quando nós saímos do colegiado com nosso entendimento vencido, temos que reexaminar nossa posição. A única coisa que digo é que estou vencido, mas não convencido.
    O Supremo se acovardou?
    Em meu voto, disse que o Supremo não podia se despedir do dever de tornar prevalecente a Constituição Federal. Isso está com todas as letras em bom vernáculo no voto. Foi realmente um voto contundente e reforçado no tocante ao que se apontava na véspera como um acordão. Para nós, importante é o acórdão, não o acordão.
    Como o senhor avalia a saída jurídica que o Supremo criou para salvar Renan?
    Não se pode saltar a Casa, porque quando se indica (na Constituição) que o presidente que personifica a Casa assume na linha de substituição, é uma deferência à Casa. Não é a ministra Cármen Lúcia, não é Rodrigo Maia, não é o senador Renan. É o Supremo, é a Câmara dos Deputados, é o Senado. Agora teremos a rigor um senador que estará na presidência, mas não para exercer na plenitude as atribuições do cargo, já que não pode substituir o presidente (da República), mas pode presidir o Senado e também a reunião das duas Casas no Congresso.
    Por que essa blindagem ao senador Renan?
    Eu imaginava que era a visão do leigo, porque ao que tudo indica o Senado se resume, embora seja composto por outros 80 senadores, a ele. Até falei (no voto) que se divulgava que sem ele não teríamos as reformas responsáveis para corrigir os rumos financeiros do país. Ele é considerado o salvador da Pátria amada.
    Mas a visão do leigo, propagada nos protestos e nas redes sociais, tem sido contra a permanência de Renan no cargo e a favor do voto do senhor.?
    Aliás, muito me gratificou ter me convencido em harmonia com os anseios populares. Quando isso ocorre, é maravilhoso. Só receio que as manifestações passem a correr defronte ao Supremo. Ontem, vindo para o Rio, fiquei de alma lavada. Fui parado para tirar fotografia, para ser cumprimentado, como se eu fosse um jogador de futebol ou um ator de primeira grandeza da Globo. Está chegando ao fim dos meus dias de juiz, depois de 38 anos. Assim, de certa forma reconhecido pelos meus concidadãos, é muito bom para o homem público. É melhor que o contracheque.
    Com o julgamento de ontem, a votação da ADPF, sobre se réus podem estar na linha sucessória da cadeira do Planalto, que já estava com maioria para a proibição, terá uma reviravolta, não?
    Ao que tudo indica, sim. A não ser que havendo o julgamento depois da saída do presidente Renan (da presidência do Senado), aí se tenha a volta ao estado anterior.
    Mas não seria um casuísmo escancarado?
    Eu disse no meu voto que não poderíamos adotar o casuísmo. Eu não podia dizer mais do que eu disse. Mas tem um lado interessante: pelo menos o presidente (do Senado) não vai chamar o Supremo de Supremeco.
    O conflito entre os Poderes se acirra ou apazigua depois deste episódio?
    O entendimento entre os Poderes parece que está muito afinado, viu?
    Embora o voto do senhor tenha sido vencido, houve uma espécie de desagravo em virtude das críticas do colega, ministro Gilmar Mendes. Como fica o clima?
    Na cavalariça, há uma máxima. Primeiro você passa a escova de aço, para depois passar a mais leve. Eles passaram a mais leve, depois a de aço. Não fica (clima ruim). Entro com um sorriso e saio com o mesmo sorriso do plenário. Não transporto nada para o lado pessoal. Não disputo nada no plenário, muito menos a supremacia intelectual.
    Renata Mariz – O Globo.
    OS JUÍZES QUE VOTARAM A FAVOR DE RENAN SE ACOVARDARAM E MOSTRARAM O QUANTO CORRUPTOS O SÃO, PRINCIPALMENTE QUANDO CORRE $$$$$$$$$$$$$$$$$.

  • Anyone

    Ahh mas claro.. o Moro não prendeu o Aécio ainda porque eles são amigos de infância que trocam confidências em público. Mas é claro, como ninguém pensou nisso antes? Precisou da lógica burra dos petistas para sacarmos isso? Caramba, nunca pensei nisso.

    Eu jurava que era porque o Aécio, Senador, possui a porcaria do foro privilegiado, o mesmo instituto que Sr. Lula queria usufruir se tornando Ministro-Chefe da Casa Civil depois de ficar com o orifício na mão.

    Mas não, isso não tem nada a ver com o foro privilegiado. É que eles são amigos!! Tô em choque!!

    PQP em gente… PQP! Melhorem os argumentos e a retórica para ganharem um pouco de respeito… por favor!

  • Nois

    A UM COXINHA- as vezes neste blog, tem uns Imbecis e otários que acha que juízes e promotores tem que ficar em casa, trancado, pelo contrário tem é que viver em sociedade e, mostrar compostura, decisão, índole, caráter e principalmente honrar seu Trabalho, com decisões de acordo com a lei e não decisões politicas e através de $$$$$$$$$..

  • Agora, quem dá bola são os mortadelas. Choram, petralhas!

    Hoje, que manda são os coxinhas, os tucanos e todos aqueles que os mortadelas ou petralhas querem apelidar.
    Os coxinhas mandam e os mortadelas tem inveja e choram, choram para que Lula não seja preso porque a justiça está a serviço de Temer.
    Os mortadelas foram expulsos pelo vice (de voces) e agora
    CHUPA

  • JOSÉ CARLOS DE SOUZA

    CRITICA DA ONU AO BRASIL.

    A Organização das Nações Unidas (ONU) criticou nesta sexta-feira, 9, a proposta do governo de Michel Temer que congela por 20 anos os gastos públicos, indexando-os à inflação, a chamada PEC 55.
    Em nota à imprensa, o relator especial da ONU para extrema pobreza e direitos humanos, Philip Alson, diz que o efeito “inevitável” da medida será o prejuízo aos mais pobres nas próximas décadas.
    “Se adotada, essa emenda bloqueará gastos em níveis inadequados e rapidamente decrescentes na saúde, educação e segurança social, portanto, colocando toda uma geração futura em risco de receber uma proteção social muito abaixo dos níveis atuais”, afirma Alson.
    O Relator Especial nomeado pelo Conselho de Direitos Humanos da ONU recomendou ao Governo Brasileiro que garanta um debate público apropriado sobre a PEC 55, que estime seu impacto sobre os setores mais pobres da sociedade e que identifique outras alternativas para atingir os objetivos de austeridade.
    “Uma coisa é certa”, ele ressaltou. “É completamente inapropriado congelar somente o gasto social e atar as mãos de todos os próximos governos por outras duas décadas. Se essa emenda for adotada, colocará o Brasil em uma categoria única em matéria de retrocesso social”.
    O representante da ONU reitera que a PEC 55, que pode ser votada em segundo turno na próxima terça-feira, 13, é uma medida radical, desprovida de toda nuance e compaixão. “Vai atingir com mais força os brasileiros mais pobres e mais vulneráveis, aumentando os níveis de desigualdade em uma sociedade já extremamente desigual e, definitivamente, assinala que para o Brasil os direitos sociais terão muito baixa prioridade nos próximos vinte anos.”
    Ele acrescentou: “Isso evidentemente viola as obrigações do Brasil de acordo com o Pacto Internacional dos Direitos Econômicos, Sociais e Culturais que o pais ratificou em 1992, que veda a adoção de “medidas deliberadamente regressivas” a não ser que não exista nenhuma outra alternativa e que uma profunda consideração seja dada de modo a garantir que as medidas adotadas sejam necessárias e proporcionais.”
    Philip Alston apontou que, nas ultimas décadas, o Brasil estabeleceu um impressionante sistema de proteção social voltado para erradicar a pobreza e o reconhecimento dos direitos à educação, saúde, trabalho e segurança social.
    “Essas políticas contribuíram substancialmente para reduzir os níveis de pobreza e desigualdade no país. Seria um erro histórico atrasar o relógio nesse momento,” disse ele.
    O Plano Nacional de Educação no Brasil clama pelo aumento de 37 bilhões de reais anualmente para prover uma educação de qualidade para todos os estudantes, enquanto a PEC reduzirá o gasto planejado em 47 bilhões de reais nos próximos oito anos. Com mais de 3,8 milhões de crianças fora da escola, o Brasil não pode ignorar o direito deles de ir à escola, nem os direitos de todas as crianças a uma educação de qualidade.

    O debate sobre a PEC 55 foi apressadamente conduzido no Congresso Nacional pelo novo Governo com a limitada participação dos grupos afetados, e sem considerar seu impacto nos direitos humanos. Um estudo recente sugere que 43% dos brasileiros não conhecem a emenda, e entre aqueles que conhecem, a maioria se opõe a ela.
    O relator especial, que está em contato com o Governo Brasileiro para entender melhor o processo e a substancia da emenda proposta, ressaltou que “mostrar prudência econômica e fiscal e respeitar as normas internacionais de direitos humanos não são objetivos mutuamente excludentes, já que ambos focam na importância de desenhar medidas cuidadosamente de forma a evitar ao máximo o impacto negativo sobre as pessoas.”
    “Efeitos diretamente negativos têm que ser equilibrados com potenciais ganhos a longo prazo, assim como esforços para proteger os mais vulneráveis e os mais pobres na sociedade”, disse ele.
    “Estudos econômicos internacionais, incluindo pesquisas do Fundo Monetário internacional, mostram que a consolidação fiscal tipicamente tem efeitos de curto prazo, reduzindo a renda, aumentando o desemprego e a desigualdade de renda. E a longo prazo, não existe evidência empírica que sugira que essas medidas alcançarão os objetivos sugeridos pelo Governo,” salientou o relator especial.
    O apelo de Alston às autoridades brasileiras foi endossado também pelos a Relatora Especial sobre o Direito à Educação, Koumbou Boly Barry.
    O BRASIL É UM PAIS BEM VISTO LÁ FORA !

  • JOSÉ CARLOS DE SOUZA

    O BRASIL VIROU UM PAÍS DE MERDA ONDE TODOS FAZEM O QUE QUER–NÃO TEM AUTORIDADE NO PODER EXECUTIVO, NEM NO PODER LEGISLATIVO E MUITO MENOS NO PODER JUDICIÁRIO–SÓ DA CORRUPTO E FAZEM O QUE QUEREM DESSE PAÍS–OS TRÊS PODERES SÓ FUNCIONAM NA BASE DA TROCA DE FAVORES OU DO $$$$$$$$$$$$$$$$$$.

    RENAN FAZ ESCOLA:
    PREFEITO SE RECUSA A CUMPRIR LIMINAR CITANDO DESOBEDIÊNCIA DE RENAN.
    O PREFEITO ANTÔNIO HENRIQUE FOI DENUNCIADO PELA PRESIDENTE DO SINDICATO DOS SERVIDORES DE BARREIRAS.
    Faz escola a atitude do presidente do Senado, Renan Calheiros, recusando-se a ser notificado da decisão judicial que o afastava do cargo. Nesta quinta-feira (8), foi a vez do prefeito de Barreiras (BA), Antônio Henrique de Souza Moreira, desafiar a Justiça baiana se recusando a cumprir uma liminar.
    CARMÉLIA, A SINDICALISTA.
    A medida foi solicitada à Justiça pelo sindicato dos servidores, para obrigar a prefeitura a descontar dos salários e repassar à entidade 1% do valor de toda folha salarial. Esse percentual corresponde ao chamado “imposto sindical”, que torna essas entidades milionárias.
    O prefeito citou o caso do senador Renan Calheiros para alegar que também vai descumprir a medida liminar.
    Carmélia da Mata, presidente do sindicato, acusa o prefeito de suspender o desconto nos salários dos servidores, assim como o repasse à entidade, “de forma arbitrária e perseguidora”.

  • JOSÉ CARLOS DE SOUZA

    O BRASIL PODRE ESTA CHEGANDO NO BURACO DOS RATOS MAIORES, CUJO LÍDER É O SENHOR TEMER E NESTA TARDE ENSOLARADA DE DEZEMBRO, COM A DELAÇÃO DA ODEBRECHT OS RATOS GRANDES ESTÃO CAINDO NA REDE UM A UM E AGORA EIS QUE SURGE O LÍDER DA QUADRILHA TEMER–AQUELE QUE FEZ O ACORDÃO COM O STF PARA NÃO TIRAR RENAN DA PRESIDÊNCIA DO SENADO.

    Diretor da Odebrecht delata entrega de dinheiro vivo em escritório de amigo de Temer.Presidente teria negociado repasse de 10 milhões com Marcelo Odebrecht no Jaburu.
    O ex-vice-presidente de Relações Institucionais da Odebrecht Cláudio Melo Filho denunciou a entrega de dinheiro em espécie no escritório do advogado José Yunes, um dos conselheiros mais próximos do presidente Michel Temer, durante a campanha eleitoral de 2014. Yunes foi tesoureiro do PMDB em São Paulo e, hoje, é assessor especial de Temer no Palácio do Planalto. As cifras fariam parte de um repasse de R$ 10 milhões que Temer teria negociado com ex-presidente da empreiteira Marcelo Odebrecht, numa reunião no Palácio do Jaburu, em maio de 2014, dois meses depois depois do início da Operação Lava-Jato.
    As informações foram divulgadas pelo Buzzfeed e confirmadas pelo GLOBO. Esta não é a primeira vez que o nome de Yunes aparece na Lava-Jato associado a supostas movimentações financeiras de Temer. Numa das perguntas endereçadas ao presidente, o ex-deputado Eduardo Cunha levanta suspeita sobre a relação entre os dois e um suposto caixa dois. “O sr. José Yunes recebeu alguma contribuição de campanha para alguma eleição de Vossa Excelência ou do PMDB, de forma oficial ou não declarada ?”, indaga Cunha.
    Cunha fez a pergunta a Temer no processo em que é acusado de receber propina para intermediar a venda de um campo seco de petróleo no Benin para a Petrobras. Temer é uma das testemunhas arroladas pela defesa do ex-deputado, que está preso em Curitiba. O juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, vetou esta e mais outras 20 perguntas do ex-deputado. A explicação é que as questões não estavam relacionadas diretamente com o processo em curso contra o ex-deputado. Se quisesse, o presidente poderia responder as perguntas fora dos autos, mas até agora não o fez.
    O ex-vice-presidente de Relações Institucionais da Odebrecht disse ainda que, dos R$ 10 milhões supostamente acertados com Temer, R$ 6 milhões seriam para a campanha de Paulo Skaf, presidente da Fiesp e candidato do PMDB ao governo de São Paulo em 2014. Os R$ 4 milhões restantes teriam como destinatário o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, responsável pela distribuição do dinheiro entre outras campanhas do partido.
    O secretário de Comunicação da Presidência, Márcio Freitas, negou que emissários da Odrebecht ou de qualquer outra empresa tenha entregue dinheiro vivo no escritório de Yunes. Segundo ele, de fato Temer pediu contribuição financeira para Marcelo Odebrecht e o empresário concordou em atender ao pleito, mas todos os recursos foram declarados.
    – Esse dinheiro jamais foi entregue no escritório de José Yunes. Ele não arrecadou para aquela campanha. Os recursos solicitados (por Temer) foram doados e declarados à Justiça Eleitoral – disse Freitas.
    Os ratos maiores caíram na rede. Mas agora o que fará o Juiz Moro, que é do PSDB e de parte do PMDB> O Brasil precisa ficar de olho pois as ratazanas tentaram fugir da ratoeira Moro, se é, que o mesmo terá a coragem de tomar alguma atitude, depois das fotos que andaram pelo Brasil afora. Esse país para tomar jeito só…………….;.
    OBS:–e não é que que nesta mesma tarde o MPF de São Paulo esta mandando colocar notas na mídia Golpista, que Lula e seu filho,estão sendo denunciados por crimes na Operação Zelotes ( que já estava terminada ), por tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa para beneficiar uma empresa Sueca . Isso é brasileiros mais uma Motivação Politica, visando atingir o ex e futuro presidente Lula, criado para quem tem interesse de colocar as delações da Odebrecht contra ( Alkimin–Aécio—Serra e Temer ), em um plano secundário, ou seja tirar o foco das delações ( da Odebrecht ), isso é Factoide ou ” vitima de Lawfare, que nada mais é do que uma guerra travada por meio de manipulação das leis para atingir alguém que foi eleito como inimigo politico”
    A direita fascista e golpista , esta procurando e logo, logo vai encontrar. Como já disse disse a Presidente do STF, isso vai virar uma guerra.

  • Nois

    ANYONE em primeiro lugar gostaria que seu pseudo tivesse um pouco mais de educação e caráter, pois tenho toda a certeza que esta resposta foi para mim, mas nunca lhe dei o direito de usar tais palavras contra meu pseudônimo. Então vou começar a lhe responder a altura, quando falaste em burra é lógico e evidente que esta se referindo a senhora sua mãe.
    Em segundo lugar seu Imbecil , o Delcidio tinha foro privilegiado e foi preso, o que na verdade esta acontecendo é que este poder Judiciário é o poder mais Podre do Brasil, e como exemplo podemos pegar o c aso do Renan que deveria conforme a Constituição, assinar sua intimação e depois sim tentar através da lei voltar ao cargo. Mas o que aconteceu: um acordo entre Temer e o poder judiciário, recolocou Renan num lugar que nunca deveria estar, mostrando com isso o, desmando que esta este país.
    Em terceiro lugar em nenhum momento eu citei que Moro não prenderia Aécio, Alkimin, Serra e agora Temer, por ambos serem amigos de infância, mas como o Otário ( você ),. assim entendeu, quem sou eu para poder discutir com uma pessoa tão culta. Mas em sua inteligência, por que só é preso elementos do PT e alguns do PMDB e os empresários e inclusive o doleiro Youssef ( já solto ), o mesmo da Lava Jato e do Banestado, tendo como Juiz o mesmo Moro? Onde esta seu Merda os 220 milhões do Cunha? Os 23 milhões do Serra? Os 10 milhões do Temer? etc…..
    Em quarto lugar novamente vem com palavrões, que costuma chamar ou mandar sua Genitora ou seja ( PQP ( só pode ser ela, pois foi a mesma quos a colocou no mundo. E respeito eu tenho e desejo mais de seres humanos e não de seres irracionais.
    Em quinto lugar o comportamento de um Juiz deve ser transparente à altura de sua toga. Deve o Juiz transformar-se poque transformada esta à realidade e, quanto mais alterada, mais se altera a posição do magistrado, pois ” infeliz é o Juiz que não percebe que há vida além do processo e nem os colocar perante a sociedade”.
    O apego desmedido à doutrina da separação de poderes não pode servir de fundamento para uma postura omissiva por parte do Poder Judiciário tão Podre como a do Brasil., em faces de seus compromissos sociais e não políticos partidário como é Moro, mas sim do cumprimento de sua função constitucionalmente estabelecida.
    O Juiz deve ter ética profissional, índole, caráter, discernimento, fiscalizar, investigar, ser honesto e não pré – julgar, diferentemente como é hoje o Juiz corrupto Moro que é partidário, perseguidor, desonesto, imparcial, mal caráter e sem índole pois:
    A Lei Orgânica da Magistratura Nacional (Lei Complementar n.º 35 de 1979) organiza regras para o exercício da profissão, especificamente em seu artigo 35, que dispõe sobre os deveres dos magistrados, alguns corroborados posteriormente pelo advento da CF, além de outros em caráter de especialidade:

    Art. 35 – São deveres do magistrado:

    I – Cumprir e fazer cumprir, com independência, serenidade e exatidão, as disposições legais e os atos de ofício;
    II – não exceder injustificadamente os prazos para sentenciar ou despachar;
    III – determinar as providências necessárias para que os atos processuais se realizem nos prazos legais;
    IV – tratar com urbanidade as partes, os membros do Ministério Público, os advogados, as testemunhas, os funcionários e auxiliares da Justiça, e atender aos que o procurarem, a qualquer momento, quanto se trate de providência que reclame e possibilite solução de urgência.
    V – residir na sede da Comarca salvo autorização do órgão disciplinar a que estiver subordinado;
    VI – comparecer pontualmente à hora de iniciar-se o expediente ou a sessão, e não se ausentar injustificadamente antes de seu término;
    VIl – exercer assídua fiscalização sobre os subordinados, especialmente no que se refere à cobrança de custas e emolumentos, embora não haja reclamação das partes;
    VIII – manter conduta irrepreensível na vida pública e particular.
    Quando quiseres omitir alguma coisa, lembre-se sempre que não esta falando com irracionais e nem com pessoa de sua família, pois nem todos tem a falta de estrutura educacional e moral igual a sua

  • Nois

    O QUE UM JUIZ NÃO DEVE SER: IMPARCIAL, DESONESTO, PERSEGUIDO, PRÉ JULGAR, NÃO TER ÉTICA, NÃO TER DISCERNIMENTO, NÃO TER PARTIDO, NÃO TER A ESPOSA ADVOGADA TRABALHANDO PARA O PSDB, NÃO SER VINGADO, NÃO TER INVEJA, NÃO TER ÓDIO, NÃO TER PRETENSÃO POLITICA NÃO TER VERGONHA NA CARA, NÃO SER PRETENSIOSO, NÃO TER SERENIDADE ETC…… TUDO ISSO O JUIZ MORO É, ENTÃO DEVERIA ESTAR NA CADEIA,

    A defesa do ex-presidente Lula reagiu nesta sexta-feira 9 contra um despacho proferido ontem pelo juiz da Lava Jato, Sergio Moro, em que ele afirma que o petista promove demanda contra todo o “serviço policial federal”.
    “A verdade é que Lula moveu uma ação de reparação de danos morais contra um agente policial federal que usou de seu cargo para satisfazer seu intento pessoal de promover um verdadeiro ataque à imagem, à reputação e à honra do ex-Presidente”, respondem os advogados.
    A defesa lembra que a ação “é cível e não tem qualquer relação com Moro”, e que por isso “não cabia a ele emitir qualquer juízo sobre o tema”. “A conduta do magistrado do Paraná, além de mais uma vez reformar a sua parcialidade, também pode implicar, em tese, desvios funcionais, razão pela qual o tema foi submetido na data de hoje ao Conselho Nacional de Justiça”, afirmam os advogados.

  • Nois

    TEXTO FEITO A PARTIR DA NOTICIA QUE CIRCULA NA FOLHA DE SÃO PAULO–O GLOBO.

    DELATOR DA ODEBRECHT CITA TEMER, RENAN, MAIA E MAIS 20 POLÍTICOS:
    Um ex executivo da Odebrecht . disse em delação que parte de uma propina prometida pela construtora ao PMDB nas eleições de 2014 foram entregues em dinheiro para José Yunes, amigo e assessor de Temer. O ex vice-presidente da empreiteira Cláudio Mello Filho do o autor da delação à Lava Jato.
    Também foram citados Renan Calheiros, Eliseu Padilha, Moreira Franco, Eduardo Cunha, Eunício Oliveira e Jucá. Também é citado o presidente da Câmara Rodrigo Maia do ( DEM ). Toda a delação foi publicada pela Folha.
    Em relação ao assessor de Temer, Melo não apontou quem teria recebido a propina entregue no escritório de Yunes em SP., mas disse que o montante fazia parte do valor de 10 milhões que havia sido combinado pelo herdeiro da empreiteira, Marcelo Odebrecht, ao PMDB em 2014.
    O pedido financeiro foi feito por temer a Odebrecht em maio daquele ano, quando o peemedebista ainda ocupava a vice-presidência. O pedido foi feito num Jantar no Palácio do Jaburu, do qual também teria participado o Ministro -Chefe da Casa Civil Eliseu Padilha ( PMDB).
    A “Veja já em agosto tinha publicado as informações sabre o pedido e o repasse da Odebrecht ao partido do PMDB. No fim desta sexta feira passada a revista voltou a tocar no assunto sobre parte do conteúdo ae a colaboração premiada de Melo. Segundo a revista, o ex executivo da empreiteira disse que Yunes e Padilha receberam em dinheiro parte do valor repassado pela construtora.
    Agora queremos saber, mesmo não sendo, ou sendo, amigos de infância de Temer, de Yunes, de Padilha, de Mello, Moreira Franco, Romeu Jucá, Rodrigo Maia, qual será as atitudes do Juiz Moro , mesmo não sendo, ou sendo amigo de infância dos referidos corruptos, ou vai precisar um inteligente do PT para indicar as sanções, pois burra só tem uma e muitos desses delatados não tem foro privilegiados. Tô em choque !!!!!!

  • Lula, sempre ele!

    O Ministério Público Federal, em Brasília, denunciou Lula, seu filho Luiz Cláudio Lula da Silva e outras duas pessoas, na Operação Zelotes.
    Eles teriam participado de um esquema de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa envolvendo a compra de 36 caças Gripen. pelo governo brasileiro, e a prorrogação de incentivos fiscais destinados a montadoras de veículos, por meio da Medida Provisória 627. Lula era lobista!
    Em 2013 e 2015, — quando Lula já era ex-presidente — Lula ganhou uma grana da consultoria M&M (Marcondes e Mautoni Empreendimentos e Diplomacia Ltda) para interferir e beneficiar clientes da empresa na negociação dos caças junto ao governo federal.
    Em troca, a LFT Marketing Esportivo, empresa de Luís Cláudio teria recebido R$ 2,5 milhões da consultoria. Os serviços não teriam sido prestados, segundo os investigadores.
    Mais uma, para os petistas colocarem culpa em Moro!
    Alguem vai defender Lula, no blog?

    • O MPF precisa acusar Lula de alguma coisa, já que está sendo desmoralizado na história do apartamento. Onze testemunhas de acusação – incluindo o Delcídio – disseram não ter conhecimento sobre o assunto. E algumas dessas testemunhas, como foi o caso do Cerveró, até elogiaram Lula por sua preocupação em levar a Petrobras e outras grandes empresas brasileiras a outros países. A Operação Zelotes começou apurando bilhões em sonegação de grandes grupos, mas desviou o foco com essa história de investigar o filho do Lula e os R$ 2,5 milhões que ele teria recebido para fazer tráfico de influência. Enquanto isso, os bilhões da sonegação ficaram esquecidos. Aliás, nesta semana alguns jornais divulgaram – com base em dados da receita – que a dívida dos sonegadores é 200 vezes maior que os supostos desvios da Lava Jato. Acho que você deveria se preocupar em defender seus ídolos tucanos. Por sinal, nos primeiros vazamentos das delações da Odebrecht o nome do Lula não foi citado. E agora já se sabe quem é o “Santo”, o “Gripado”, o “Careca” e outros personagens. Só falta descobrir quem seria o tal “Boca Mole”. Tenho um palpite: deve ser o Marcelo Madureira, do Casseta.

  • Nois

    LULA, SEMPRE ELE;;, será que o pseudo, não deu para entender, que era preciso sair alguma coisa contra Lula e Seu filho, para tentar apagar o fogo, sobre os delatores de acusação que inocentaram Lula em todos os quesitos sobre seus processos e Moro o corrupto, não tem como condena*-lo . E também tentar diminuir o tamanho da Bomba que foi lançada sobre a quadrilha de seu amigo Temer a delação premiada da Odebrecht sobre os quadrilheiros: Temer, Alkimin, Aécio, jucá, Serra, Renan, Eliseu Padilha , Moreira Franco, Maia etc…
    Pseudo tu és muito ingenuo, muito puro, muito ignorante sobre politica, muito simplista, muito Maria vai com a Mídia Golpista enfim muito babaca.
    As delações premiadas meu caro LULA, SEMPRE ELE, preocupam demais TEMER e a ordem do Governo é ” Esperar a poeira baixar”, o presidente ” pediu cautela aos aliados e que o momento é muito delicado, já que as denúncias envolvem o governo todo”. ” Vamos com cautela pois as denúncias contra Lula e seu Filho, vai nos ajudar, como já falou nosso Ministro Serra “. ( Folha de São Paulo ).
    O processo ditatorial, o processo autoritário, traz consigo o germe da corrupção iniciado pelos da direita fascista e golpistas. O que existe de ruim no processo autoritário é que ele começa desfigurando as instituições e acaba desfigurando o caráter do cidadão.” “Ministério Público corre para tirar PSDB do foco e arranja denúncia contra Lula., Delegado da PF não soube explicar porque chamou Lula e nao FHC.,
    E ainda o Imbecil vem dizer que Moro é parcial, além de Imparcial é Ladrão e recebedor de $$$$$$$$$$$$$$$$$$$ ( propina ).
    LULA SEMPRE ELE ÉS DIGNO DE DÓ.

  • Jales

    COXINHAS SABE A MAIOR PREOCUPAÇÃO DE TEMER:—-Planalto teme que delação da Odebrecht chegue a processo no TSE. nOTICIA DO ESTADÃO E DA fOLHA
    Processo no TSE investiga irregularidades na campanha presidencial de Dilma e Temer em 2014.
    A delação premiada de executivos da Odebrecht é vista como um risco para o presidente Michel Temer no processo que corre no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e investiga irregularidades na campanha presidencial de 2014. Há um temor no Planalto de que os executivos da empreiteira levantem novas suspeitas sobre a origem das doações feitas à campanha, fortalecendo a acusação de que houve abuso de poder econômico.
    Até então, o depoimento de acusação considerado mais consistente era o do delator Otávio Azevedo, ex-presidente da Andrade Gutierrez, que entrou em contradição e depois negou que houvesse dinheiro de propina para campanha que reelegeu Dilma Rousseff e Temer.
    A colaboração da Odebrecht – cujos 77 executivos assinaram na semana passada delação com a força-tarefa da Lava Jato – pode chegar ao TSE de dois modos. Caso a instrução do processo ainda não tenha sido dada como concluída, novos depoimentos podem ser solicitados e juntados como indicações a favor da acusação.
    Ainda que isso não seja feito, no entanto, há um receio de interlocutores de Temer de que haja uma contaminação política do julgamento pelo TSE, considerada a corte “mais politizada” entre os tribunais superiores.
    No Planalto, a nova etapa da Lava Jato é vista como “imponderável”. Interlocutores do peemedebista dizem que o presidente demonstra tranquilidade com a delação, mas a defesa de Temer na corte eleitoral gostaria de que o caso se encerrasse antes de os acordos de Marcelo Odebrecht e funcionários da empresa se tornarem públicos.
    Ainda assim, auxiliares de Temer consideram pouco provável uma cassação de mandato e consequente eleição. O Planalto garante que, caso haja condenação, Temer vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF).
    Além da delação da Odebrecht, há outro depoimento considerado fundamental para o processo: o de Mônica Moura, mulher do marqueteiro João Santana. Ela deveria ter prestado depoimento em setembro, mas adiou a oitiva, por estar negociando uma delação premiada na Lava Jato.
    TEMER PEDIU R$ 10 MILHÕES À ODEBRECHT, DIZ EXECUTIVO EM DELAÇÃO.
    COMO FICA AGORA COXINHAS CORRUPTOS.

  • Nois

    ANYONE, com todo respeito me responda:

    A irmã do Aecinho, e a mulher de Cunha estão atoladas até o pescoço nas delações da lava jato também não tem foro de prerrogativa, mas nem por isso estão sendo incomodada pelo amigo Moro, o juiz PSDBista. Por que será?

  • Lenha na fogueira

    Que recepção calorosa o salvador da pátria “Moro” recebeu do povo alemão, onde a democracia de fato funciona. O MUNDO INTEIRO OBSERVA E CONSEGUE ENXERGAR, MESMO A DISTANCIA A PARCIALIDADE DESTE SUJEITO, MANCUMUNADO COM A GRANDE MÍDIA, SEPULTANDO A IMPARCIALIDADE A QUE TODOS OS JUÍZES ESTÃO SUJEITOS. É A DITADURA DA TOGA. Como diz um dos cartazes de uma manifestante alemã: “A pior ditadura é a da justiça, contra ela não há a quem recorrer”. Vide conversaafiada.com.br. Abraços a todos.

  • vaquero

    Fico indignado com tanta idiotice,
    Coxinha,mortadela,urubologo etc…
    E todos nossos parlamentares envolvidos em casos de corrupcoes senao em casos como da lavajato,ou em outros casos que ja esquecemos,e tanta gente aqui neste blog discutindo quem esta certo.
    Gente parem,olhem,analisem!
    Psdb,pt,pmdb o raio que o parta ta tudo envolvido,e voces aqui defendendo uns aos outros.
    Vamos pensar que o dinheiro que foi desviado em tudo isso aí,hoje poderia estar pelo menos uma parte em nossa cidade.
    ACORDEM.

  • ANYONE—-LULA SEMPRE ELE—-ESTAMOS CONVIDANDO OS COXINHAS FASCISTAS PARA APOIAREM OS RATAZANAS NA PASSEATA E NA BATEÇÃO DE PANELA QUE SERÁ REALIZADO EM TODA AS GRANDES CAPITAIS NO DIA 18 DE DEZEMBRO DE 2016. POR FAVOR COMPAREÇAM-MAS SEM RATOEIRAS NAS MÃOS.

    TEMER CONVOCA EQUIPE DOS RATOS PARA DISCUTIR CRISE POLITICA APÓS DELAÇÃO.

    O presidente Michel Temer convocou uma reunião neste domingo (11) com o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco, secretário do Programa de Parceria de Investimentos, no Palácio do Jaburu.
    O encontro, que não estava previsto na agenda, servirá para que discutam a crise política instalada no Planalto depois da revelação do teor do acordo de delação de um ex-executivo da Odebrecht em que os três são mencionados.
    Temer estava em São Paulo e chegou a Brasília no início da tarde. A ordem do presidente é ter sangue frio e calma para enfrentar as acusações do ex-diretor da empreiteira Cláudio Melo Filho. A equipe de Temer diz que não há nada contra ele que possa gerar suspeitas de irregularidades e que a expectativa é que o fim de ano acalme os ânimos em Brasília.
    Segundo interlocutores do presidente, o governo terá de reagir à nova crise política, para dar demonstrações de que não está parado. O presidente pretende discutir com seu ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, medidas para tentar tirar a economia da recessão, que poderiam ser lançadas ainda neste ano.
    Além disto, Temer quer resolver as pendências para nomear mais um ministro na cota do PSDB dentro da estratégia de trazer os tucanos definitivamente para dentro do núcleo duro do Palácio do Planalto. O nome mais forte é o do deputado Antonio Imbassahy (PSDB-BA), que chegou a ser dado como certo na Secretaria de Governo. A oficialização do nome foi suspensa depois de pressões do centrão.
    DELAÇÃO
    O teor da delação de Cláudio Melo Filho, ex-vice-presidente de Relações Institucionais da Odebrecht, expõe a atuação de Temer e Padilha e Moreira Franco.
    Segundo Melo, “o atual presidente da República também utilizava seus prepostos para atingir interesses pessoais, como no caso dos pagamentos que participei, operacionalizado via Eliseu Padilha”.
    O nome Michel Temer (ou só o sobrenome dele) aparece 43 vezes no relato. Padilha, apelidado de “primo”, é mencionado 45 vezes e Moreira Franco, o “angorá”, 34.
    DATAFOLHA
    A popularidade do presidente despencou desde julho, acompanhada da queda na confiança na economia a níveis pré-impeachment, revela nova pesquisa Datafolha.
    De acordo com o levantamento, 51% dos brasileiros consideram a gestão do peemedebista ruim ou péssima, ante 31%, em julho.
    O levantamento foi realizado entre 7 e 8 de dezembro, antes de virem à tona novos detalhes de delação da Odebrecht com menções a Temer.

  • Nois
    Your comment is awaiting moderation.

    11 de dezembro de 2016 at 15:56
    Nois
    Your comment is awaiting moderation.

    11 de dezembro de 2016 at 15:54
    AS RATAZANAS DELATADAS PELA ODEBRECHT–VAMOS QUERIDOS COXINHAS LER JUNTINHOS O BRASIL ESTA INTERESSADO:
    Ao lidar com o repasse de propina a políticos, a empreiteira Odebrecht elaborou codinomes para referir-se aos beneficiários dos pagamentos. Em seu documento de delação premiada, Cláudio Melo Filho, ex-vice-presidente de Relações Institucionais da Odebrecht, explica a quem cada apelido se refere.
    Eliseu Padilha (PMDB-RS), o ministro-chefe da Casa Civil de Michel Temer, por exemplo, é o “Primo”. O senador (PMDB-RR), que se licenciou do cargo de ministro do Planejamento após a divulgação de gravações em que ele falava em um pacto para deter avanço da Operação Lava Jato, é o “Caju”. Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), que deixou a Secretaria de Governo após ser acusado de pressionar pela liberação de um empreendimento imobiliário onde teria um apartamento, é o “Babel”.
    Os três codinomes são mais lisonjeadores que os apelidos usados para referir-se aos deputados Heráclito Fortes (PSB-PI) e Paes Landim (PTB-PI) e ao ex-deputado Inaldo Leitão (PB): “Boca Mole”, “Decrépito” e “Todo Feio”, respectivamente.
    Vejam os nomes o quanto receberam de propina, informação veio da Folha de São Paulo.Alguns dos citados em delação premiada de Cláudio Melo Filho, ex-executivo da empreiteira ODEBRECHT–veja o nome do Rato seu pseudônimo e valor recebido:–vamos ler juntos Coxinhas–VIVA.

    Citado Posição atual Apelido Quanto a Odebrecht diz que pagou (R$)
    Michel Temer (PMDB-SP) Presidente da República 10.000.000
    Eliseu Padilha (PMDB-RS) Ministro da Casa Civil Primo 4.000.000
    José Yunes (PMDB-SP) Assessor especial da Presidência da República e amigo de Michel Temer Valor não determinado
    Moreira Franco (PMDB-RJ) Secretário do Programa de Parcerias em Investimentos do governo de Michel Temer Angorá Valor não determinado
    Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) Ex-ministro dos governos Temer e Lula Babel 5.880.000
    Eduardo Cunha (PMDB-RJ) Ex-deputado federal Caranguejo 11.500.000
    Renan Calheiros (PMDB-AL) Presidente do Senado Justiça 6.020.000
    Romero Jucá (PMDB-RR) Senador Caju 19.150.000
    Eunicio Oliveira (PMDB-CE) Senador Índio 2.100.000
    Jaques Wagner (PT-BA) Ex-ministro do governo Dilma e ex-governador da Bahia Polo 20.500.000
    Adolfo Viana (PSDB-BA) Deputado estadual Jovem 50.000
    Anderson Dornelles (PT-RS) Ex-assessor da presidente Dilma Rousseff Las Vegas 350.000
    Antonio Brito (PSD-BA) Deputado federal Misericórdia 230.000
    Antônio Imbassahy (PSDB-BA) Deputado federal 299.700
    Arthur Maia (SD-BA) Deputado federal Tuca 600.000
    Arthur Virgílio (PSDB-AM) Prefeito de Manaus
    Kimono 300.000Benito Gama (PTB-BA) Ex-deputado federal 30.000
    Aécio Nunes ( PSDB-MG) Senador Mineirinho 4.000.000Carlinhos
    José Serra ( PSDB -SP) Senador Nervoso 23.000.000
    Alkimin ( PSDB-SP) Governador de SP Santo 12.000.000
    Ciro Nogueira (PP-PI) Senador Cerrado, Piqui 1.600.000
    Claudio Cajado (DEM-BA) Deputado federal 305.000
    Colbert Martins (PMDB-BA) Suplente de deputado federal, eleito vice-prefeito de Feira de Santana (BA) Médico 591.443
    Daniel Almeida (PC do B-BA) Deputado federal, líder do PCdoB na Câmara Comuna 100.000
    Delcidio do Amaral (PT-MT) Ex-senador Ferrari 500.000
    Duarte Nogueira (PSDB-SP) Deputado federal, eleito prefeito de Ribeirão Preto Corredor 750.000
    Edvaldo Brito (PSD-BA) Vereador Candomblé 300.000
    Flávio Dolabella (-) Funcionário público Fazendeiro 45.000
    Francisco Dornelles (PP-RJ) Vice-governador do Rio Velhinho 200.000
    Gim Argello (PTB-DF) Ex-senador Campari 2.800.000
    Heráclito Fortes (PSB-PI) Deputado federal Boca Mole 250.000
    Hugo Napoleão (DEM-PI) Ex-governador, ex-deputado e ex-senador pelo Piauí Diplomata 200.000
    Inaldo Leitão (PR-PI) Deputado federal Todo Feio, Cunhado 100.000
    Iracema Portella (PP-PI) Ex-deputada federal 500.000
    João Almeida (PSDB-BA) Ex-deputado federal 500.000
    José Agripino Maia (DEM-RN) Senador Pino, Gripado 1.000.000
    José Carlos Aleluia (DEM-BA) Deputado federal Missa 580.000
    Jutahy Magalhães (PSDB-BA) Deputado federal Moleza 850.000
    Kátia Abreu (PMDB-TO) Senadora
    Leur Lomanto Junior (PMDB-BA) Deputado estadual 250.000
    Lídice da Mata (PSB-BA) Senadora Feia 200.000
    Lucio Vieira Lima (PMDB-BA) Deputado federal Bitelo 1.900.000
    Marco Maia (PT-RS) Deputado federal Gremista 1.350.000
    Orlando Silva (PC do B-SP) Deputado federal 100.000
    Paes Landim (PTB-PI) Deputado federal Decrépito 180.000
    Paulo Henrique Lustosa (PMDB-CE) Deputado federal Educador 200.000
    Paulo Magalhães Junior (DEM-BA) Vereador Goleiro 50.000
    Paulo Skaf (PMDB-SP) Presidente da Fiesp 6.000.000
    Robério Negreiros (PMDB-DF) Deputado distrital 50.000
    Rodrigo Maia (DEM-RJ) Presidente da Câmara dos Deputados Botafogo 600.000
    Renan Calheiro ( PMDB ) Senador 19.150.000
    Sérgio Cabral ( PMDB-RJ) Proximus 8.000.000
    E agora o que os coxinhas fascistas golpista irão falar ? O Juiz MORO e o JANOT terão coragem de dar inicio nos processos e prender todos os Ratos na Ratoeira junto com o líder Temer que recebeu 10.000.000 e é o famoso MT.
    Isso tudo é uma gracinha , vamos ver o que vai acontecer, mas de antes, estamos convidando todos os coxinhas para a passeata e bateção de panelas no dias 18 de dezembro de 2016, contra essa mentira horrivel . E tem que ir de amarelo e azul. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkm.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *