SERRA RECEBEU PROPINA DE R$ 4 MILHÕES VIA ‘OPERADOR’, DIZ DELATOR

A Brasif, citada na matéria, é a mesma empresa que teria sido utilizada pelo ex-presidente FHC para pagar as mesadas de sua ex-amante, a Miriam Dutra. A notícia é da Folha de S.Paulo:

josé serra 3Um dos delatores da Odebrecht, o executivo Luiz Eduardo Soares, diz em depoimento que o ex-diretor do Dersa Paulo Vieira Souza, conhecido como Paulo Preto, devolveu R$ 4 milhões para a empresa em 2010. Posteriormente, o equivalente a esse valor em dólares, US$ 2 milhões, teriam sido depositados para José Serra em conta no exterior do empresário Jonas Barcellos, dono do grupo Brasif.

Os R$ 4 milhões foram pagos pela Odebrecht por causa da obra do Rodoanel Sul, segundo o delator.

Em 2010, Serra foi candidato à Presidência pelo PSDB e perdeu a disputa para Dilma Rousseff (PT). Paulo Preto é acusado por delatores de intermediar repasses ilícitos no Dersa a favor de Serra e do atual ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira –o que ambos negam com veemência.

O senador afirma em nota que a história contada pelo delator não faz o menor sentido e negou que tenha beneficiado a Odebrecht quando ocupou cargos públicos.

O empresário citado pelo delator é dono da Brasif, empresa que administra free-shops em aeroportos

Barcellos é apontado por delatores da Odebrecht como o quarto empresário a emprestar contas para que Serra recebesse recursos da Odebrecht.

Os outros são Márcio Fortes, ex-tesoureiro do PSDB, Ronaldo Cezar Coelho, amigo de Serra, e José Amaro Pinto Ramos, acusado de ser lobista ligado aos tucanos paulistas. Todos negam que Serra seja o beneficiário desses depósitos.

Outros delatores da Odebrecht afirmaram em seus acordos que Serra foi beneficiado com repasses no valor de R$ 15,9 milhões na obra do Rodoanel.

O senador José Serra (PSDB-SP) atacou a versão contada pelo delator da Odebrecht Luiz Eduardo Soares e negou que tenha beneficiado a empreiteira.

“A confusa história relatada pelo delator não faz nenhum sentido”, afirma nota enviada pelo parlamentar.

4 comentários

  • Tiririca para presidente

    As denuncias dos diretores da Odebrecht de recebimento de “doações” ou propinas para Serra, Aécio e Alckimin — estão tirando da disputa a eleição para presidente.
    O PSDB terá que acionar o plano B que poderá ser o prefeito/SP, Dória, que faz um bom trabalho, até agora.
    As denuncias levarão um bom tempo para se investigar e como essas doações do caixa 2 não são crimes — isso pode não virar nada para 30% dos politicos denunciados, mas a sujeira está feita. O STF e a policia federal terão que investigar o que eles fizeram para receber todo o dinheiro.
    Mas a coisa vai feder quando a OAS, JBS, Mendes JR. Eike Batista, o marqueteiro João Santana e outros abrirem a boca.
    E mais, se investigarem o BNDES? Brasilia fecha!
    Vai sobrar o Tiririca para ser candidato a presidente

  • SERJÃO BERRANTEIRO

    PT e militares receberam parte de verba para construir submarino, diz delator

  • Fausto Junior

    Esse “Berranteiro” não passa de um cochinha. A notícia é sobre o seu Candidato Serra. Como vc explica isso?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *