SOBRINHO DE NARDES RECEBIA PROPINA EM DINHEIRO VIVO, DIZ CONTADORA

Augusto Nardes é conselheiro do TCU e relator do caso das “pedaladas fiscais”. Ele está aparentemente encrencado, juntamente com o sobrinho, em casos de corrupção.

Não é improvável que titio Nardes seja um dos “moralistas sem moral” citados pela presidente Dilma há alguns dias. A notícia é do blog do Azenha, o Viomundo:

“Tá faltando”. A frase teria sido dita por Carlos Juliano Ribeiro Nardes, sobrinho do ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nardes, após contar o dinheiro que estava dentro de um envelope.

O repasse aconteceu dentro do escritório de advocacia de José Ricardo, que prestava serviços de consultoria a empresas suspeitas de pagar suborno a integrantes do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais da Receita Federal (Carf). A revelação foi feita pela então contadora do escritório, Gegliane Bessa Pinto, nesta quinta-feira (15), durante uma audiência na CPI do Carf no Senado.

Gegliane trabalhou entre 2009 a 2012 no escritório de José Ricardo, ex-conselheiro do Carf. Ela disse aos senadores da CPI que não sabia os valores recebidos por Juliano, mas que havia feito “dois ou três” repasses de dinheiro para ele dentro de envelopes. “Sei que tinha dinheiro, porque uma vez o Juliano abriu um envelope e falou: ‘Tá faltando’”, revelou ela.

A contadora não soube explicar a razão dos pagamentos a Juliano, já que ele não prestaria nenhum serviço ao escritório, mas contou à CPI que ele ia com frequência ao local – cerca de duas vezes por semana. Outro participante da audiência no Senado, Hugo Borges, também ex-funcionário no mesmo escritório, confirmou todas essas informações.

A revelação pode comprometer o ministro Nardes, relator das contas de 2014 do governo federal no TCU. Isso porque os valores repassados a Juliano no escritório eram anotados em planilhas – em posse da Polícia Federal – junto com a palavra “tio”. Não bastasse isso, o ministro e o sobrinho são sócios na empresa Planalto Soluções e Negócios.

9 comentários

  • Foi um tiro pela culatra

    Esse conselheiro do TCU e’ o relator do caso das pedaladas que antecipou o seu voto contra o governo e disse que faria “historia”. O que provocou muita ira dentro do governo
    Sendo que fizeram pressao tira-lo mas o TCU nao aprovou as contas de 2014 com 15 irregularidades com emprestimos na CEF, BB, BNDES para pagar as sua contas sendo proibido
    Coincidentemente, aparece uma ex funcionario falando de um dinheiro — que nao sabe quanto e de onde — sendo entregue ao seu sobrinho do conselheiro, na CPI da CARF.
    Como CPI nao vira nada, nao entendi qual o motivo de ligar o sobrinho com o conselheiro mas se o conselheiro “gosta” de dinheiro, o PT deveria ter pago para ele votar a favor do governo e nao tentar tira-lo

  • Chupa

    sabe quem estou gostando do que acontecendo no Brasil com este rolo de Petrobras ,mensalão, pedaladas,muitos moralistas COMO AÉCIO PSDB,JOSÉ AGRIPINO DEM,PAULINHO FORÇA SOLIDARIEDADE,EDUARDO CUNHA PMDB,vão para a cadeia juntos com LADROES ZÉ DIRCEU E CIA LTDA.que moral tem coxinhas pra falar PT

  • PROFESSOR

    Foi um tiro pela culatra, continuas o mesmo aprenda a escrever:- seu boçal
    1. historia tem acento seu asno é história.
    2. pressao tem acento seu asno é pressão.
    3. pressao tira-lo mas o TCU seu asno o correto é pressão para tira-lo mas o TCU.
    4. nao tem acento seu asno é não.
    5. emprestimos tem acento seu asno é empréstimo.
    6. uma ex funcionario falando de um dinheiro, asno esta tudo errado, o correto é uma ex funcionária falando de dinheiro
    7.entregue ao seu sobrinho do conselheiro, seu asno a colocação esta errada, o correto é entregue ao sobrinho do conselheiro.
    8. CPI não vira nada estas errado seu asno , pois como dita a Constituição uma CPI tem valores, processuais, pedir afastamento de politico, de mandar prender etc….
    Pelo amor de Deus deixa de envergonhar a língua portuguesa.
    Asno kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk o mesmo de semprekkkkkkkkkkkkkkkkkk falta-lhe o antigo Mobralkkkkkkkkkkkkkk
    6.

    • Foi um tiro pela culatra

      PROFESSOR
      Agora os petistas fanaticos estao corrigindo o texto de quem fala mal do PT pois nao tem como defender o partido.
      Alem disso, copiam texto do PT
      Nao tem o que fazer
      Corrige esse
      kkkkkkkkkkkkkkkk

  • PROFESSOR

    FOI UM TIRO PELA CULATRA, VAMOS ANALISAR ESTE TEXTO SOBRE NARDES*****

    Nardes é investigado por fraudes fiscais na Operação Zelotes
    Sigilo bancário, telefonemas e e-mails de empresa investigada apontam o ministro do TCU e relator das contas do governo em 2014 como beneficiado em anulação fraudulenta de dívida fiscal
    Nardes é investigado por fraudes fiscais na Operação Zelotes

    O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) e relator do processo que julga as contas do governo federal em 2014, Augusto Nardes, é alvo de investigação na Operação Zelotes, por suposto envolvimento dele em esquema fraudulento de anulação de dívidas fiscais.
    A Polícia Federal e o Ministério Público Federal encontraram indícios de que Nardes pode ter recebido R$ 1,65 milhão da SGR Consultoria, uma das principais empresas investigadas na Zelotes.
    A Justiça Federal decidiu que os autos serão encaminhados à Procuradoria-Geral da República (PGR), para que opine sobre o prosseguimento das investigações. Isso porque, como ministro do TCU, Nardes só pode ser investigado e processado com autorização do Supremo Tribunal Federal (STF).
    Nardes tornou-se alvo de suspeitas porque foi sócio, até 2005, de uma empresa chamada Planalto Soluções e Negócios, registrada em nome de seu sobrinho, Carlos Juliano. Segundo os investigadores, o ministro e seu sobrinho receberam na Planalto vários pagamentos da SGR Consultoria, que teria corrompido conselheiros do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) para favorecer empresas que recorreram ao órgão para discutir multas.
    As desconfianças sobre o ministro do TCU amparam-se em informações obtidas a partir da quebra de sigilo bancário da SGR, de anotações encontradas em escritórios da empresa e de interceptações de telefonemas e e-mails de investigados
    Em alguns telefonemas e e-mails, por exemplo, uma funcionária da SGR tida como responsável por distribuir dinheiro ilícito, chamada Gigliane Bessa, recebe orientação para efetuar pagamentos ao “Tio” e ao “Ju”.
    Nas mensagens, Gegliane diz ter pago R$ 1,65 milhão para o “Tio” e R$ 906 mil a “Ju”. Para os investigadores, há “fortes indícios” de que “Tio” é Nardes e “Ju”, seu sobrinho.
    A empresa Planalto Soluções e Negócios é investigada pela Operação Zelotes, que apura suspeitas de fraudes praticadas para comprar decisões do Carf, órgão do Ministério da Fazenda que julga recursos de empresas contra multas aplicadas pela Receita Federal. O dono da empresa, o ex-conselheiro do Carf José Ricardo Silva, um dos principais suspeitos do caso.
    Os pagamentos, no valor total de R$ 2,6 milhões, teriam ocorrido entre dezembro de 2011 e janeiro de 2012, quando Nardes já era ministro do TCU.
    O ministro do TCU é de uma mesma pequena cidade gaúcha, Santo Ângelo, que um investigado na Operação Zelotes que acabou por virar delator. Paulo Roberto Cortez também já foi conselheiro do Carf e já trabalhou com Zé Ricardo, da SGR. Quando policiais federais e procuradores de Justiça saíram a campo pela segunda vez, em 3 de setembro, Santo Ângelo era um dos alvos.
    Contas do governo – Além da investigação na Operação Zelotes, ainda recai outra suspeita sobre o ministro Augusto Nardes. A de violar a Lei Orgânica da Magistratura na condução do exame das contas de 2014 do governo ao antecipar reiteradas vezes seu voto antes do julgamento, previsto para esta quarta-feira (7), e descumpriu assim regras do próprio tribunal e da Justiça brasileira.
    Por isso, a Advocacia-Geral da União (AGU) impetrou ) no Supremo Tribunal Federal (STF) um mandado de segurança pedindo a suspensão do julgamento.
    No documento, a AGU defende que o processo deve ficar suspenso até que o TCU se pronuncie sobre a representação que o ministro Luís Inácio Adams entregou ontem (5) àquele tribunal, em que aponta a suspeição do relator do caso, ministro Augusto Nardes.
    “Tanto o Regimento Interno do TCU como o Código de Processo Civil (CPC) preveem a suspensão do julgamento do mérito de processo quando alegada a suspeição do juiz”.
    Uma frase, para pensares e julgares;** A água que não corre forma um pântano; a mente que não pensa forma um bobo. Então tu és um ………………..kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Foi um tiro pela culatra

    PROFESSOR
    O PT agora esta’ lançando “moda” pois quando sabe que o “bandido” vai ser preso, por isso querem denegrir a imagem do “juiz”, Ja’ pensou se a moda pega?
    Neste caso da pedaladas, tinham 15 irregularidades pois nao tem como ganhar, o advogado do PT ou melhor do governo, Luiz Adams esta’ levantando “suspeiçao” do relator, pois ja’ perdeu
    Daqui a pouco vao pedir a prisao do relator kkkkkkkkkkkkk
    O governo esta’ quebrado pois continua cometendo as mesmas pedaladas, este ano e o Helio Bicudo, ex petista, mais Miguel Reale vao entrar com outro pedido de impeachment
    Chupa petista e corrige o texto

  • PROFESSOR

    FOI UM TIRO PELA CULATRA– quando eu digo que sua pessoa é um ASNO ou BURRO, realmente estou falando a verdade, pois sua insignificante irracional pessoa não sabe distinguir, um grão de feijão de um grão de arroz, pois escrevendo errado continuas, já vi que não tem jeito, então continue pastar a vontade.
    Instrumente as 15 irregularidades, não são das contas da Campanha de Dilma seu canastrão e sim da Campanha de Aécio Neves. Chupa essa Coxinha kkkkkkkkkkkkkkkkkk. Ou come esse Capim seu Coxinha kkkkkkkkkkkkkkkkkk:–

    Relatora vê 15 irregularidades em campanha tucana do candidato Aécio Neves .
    O ESTADO DE SÃO PAULO
    Ministra do TSE aponta problema em doação da empreiteira Odebrecht, investigada na Lava Jato
    A ministra Maria Thereza de Assis Moura, relatora do processo que examina a prestação de contas da campanha do senador Aécio Neves (PSDB-MG) à Presidência da República no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), solicitou ao tucano informações sobre 15 supostas irregularidades detectadas nos documentos entregues à corte. Entre elas estão doações feitas pelas empreiteiras Odebrecht e Construbase que somam R$ 3,75 milhões. A assessoria de imprensa do PSDB afirma que todos os questionamentos foram respondidos e as doações, contabilizadas. Segundo os tucanos, as irregularidades apontadas pelo TSE são falhas contábeis.
    De acordo com a assessoria técnica do tribunal, Aécio repassou para o PSDB uma doação de R$ 2 milhões da Odebrecht, mas não registrou a transferência na prestação de contas. A empresa é investigada na Operação Lava Jato e doou R$ 8 milhões à campanha do tucano e R$ 16,7 milhões ao comitê da presidente Dilma Rousseff. “O comitê financeiro nacional para presidente da República do PSDB registrou em sua prestação de contas o recebimento de doação de R$ 2 milhões, efetuada pelo candidato, no entanto, não há o registro da transferência na prestação de contas”, afirma o relatório técnico da Justiça Eleitoral.
    TSE pediu a Aécio Neves, candidato pelo PSDB à presidência da República em 2014, informações sobre 15 possíveis irregularidades
    TSE pediu a Aécio Neves, candidato pelo PSDB à presidência da República em 2014, informações sobre 15 possíveis irregularidades
    O TSE aponta também uma diferença entre o valor declarado pela campanha e o montante efetivamente doado pela construtora Construbase. O candidato tucano recebeu R$ 1,75 milhão, mas declarou R$ 500 mil.
    Infrações. Além disso, de acordo com o tribunal, a campanha tucana deixou de declarar R$ 3,9 milhões em doações estimáveis (na forma de serviços prestados) que só foram contabilizadas na prestação de contas retificadora.
    Das 15 irregularidades detectadas pelo tribunal, pelo menos três foram consideradas infrações graves. Elas dizem respeito a doações recebidas antes das prestações de contas parciais e que só foram registradas nas prestações finais, somando mais de R$ 6 milhões.
    Tanto no caso dos R$ 3,9 milhões declarados apenas na prestação retificadora quanto no das três infrações graves, o tribunal quer saber por que a campanha de Aécio não contabilizou a entrada das receitas nos prazos estipulados pela legislação eleitoral. O senador tucano, presidente nacional do PSDB, foi derrotado pela presidente Dilma Rousseff no 2.º turno da disputa presidencial em 2014.
    Mentecapto deu para entender ou quer que eu desenhe.
    Meu caro Burrinho de estimação, presta atenção****O problema da classe Média é que ela ( nos ) não você, não está nem ai para o privilégio dos ricos ( será você ), mas sim para a possibilidade dos pobres terem algum!

  • PROFESSOR

    FOI UM TIRO PELA CULATRA, meu burrinho de estimação leia, por favor ou pede para alguém ler para
    você:*****

    TSE rejeita as contas de Aécio Neves e deixa PSDB, Gilmar e Moro em situação delicada
    Ministra do TSE pediu explicações ao senador tucano
    TSE pede explicações ao senador tucano Aécio Neves
    O site conexão Jornalismo publicou ontem (31), que o TSE rejeitou as contas do senador Aécio neves -PSDB/MG, por ter detectado pelo menos 15 irregularidades, que vão deste a omissão de doações como a da construtora Odebrecht (envolvida no escândalo Lava Jato), até a irregularidade de cálculos.
    A ministra Maria Thereza Assis Moura pediu explicações ao candidato .
    Diante desta rejeição das contas pelo TSE, o PSDB que faz oposição sistemática a Presidenta Dilma, chegando a sugerir o seu impeachment ficou em uma posição delicada, não tendo o partido moral para cobrar a saída de Dilma , uma vez que seu candidato e partido fizeram igual ou pior.
    Mas o PSDB de Aécio não é o único a ficar em saia justa. Diante desta rejeição das contas, o PSDB mineiro e o Senador fanfarão carregam também para a vala comum o Ministro do STF Gilmar Mendes que recentemente mandou investigar as contas de Dilma e o Juiz Sergio Moro da operação Lava Jato.
    Gilmar Mendes que chegou ao cargo de ministro da suprema corte pelas mãos do então presidente Fernando Henrique Cardoso- PSDB/SP, é visivelmente um opositor do governo Dilma dentro da corte e, caso não exija a mesma investigação contra Aécio Neves, ficará mais do que evidente que a balança de sua justiça pende apenas para o lado da hipocrisia.

    Já para o Juiz da Lava Jato Sergio Moro, fica a duvida na transparência das apurações feitas pela policia federal, pois como explicar que o TSE rejeita as contas de Aécio Neves que omitiu doações da construtora Odebrecht, mas no entanto o senador não apareceu nenhuma vez nas apurações da PF sobre as doações da mesma construtora, ou se quer, foi citado e ouvido na referida operação.
    Esta situação deixa aos cidadãos a seguinte pergunta que não quer calar: Nas apurações da Lava Jato ou a PF escondeu as doações de Aécio Neves, ou não apurou todos os envolvidos?.
    Seja qual for a resposta a posição da eminente Ministra do TSE, mostra cada vez mais que aqueles que tentam o impitim do governo Dilma, não o fazem com o intuito de melhorar a situação do povo Brasileiro, mas apenas, o fazem com o intuito de esconderem o rabo da corrupção que deixaram para fora, agora tentam esconder diante da exposição publica da corrupção que a séculos implode as instituições, deixando sempre a conta para que os brasileiros menos abastados paguem.
    TSE rejeita contas de Aécio que omitiu doação da Odebrecht

  • PROFESSOR

    FOI UM TIRO PELA CULATRA, meu burrinho, como eu gosto de colocar as pessoas , nos seus devidos lugares, e o seu é rastejando, como uma cobra, desinformada e cheia de erros de português, estou agora colocando no Blog , uma reportagem que saiu no Jornal O GLOBO, para que sua irracional pessoa, possa se divertir lendo-a e dando risadas , do tamanho de suas besteiras, asneira, sandices, burrices etc…. quando tenta escrever alguma coisa, mas sempre saindo besteira, mas antes quero lhe transmitir algo, que não sei se sua pessoa vai ter QI, suficiente para analisar e tentar entender:—
    ***De tempos em tempos a democracia brasileira é interrompida por golpes patrocinados pelas suas elites ( claro não você ). Os motivos alegados–já que os verdadeiros são inconfiáveis — são geralmente os mesmos:*****corrupção, desgoverno, bagunça, crise, populismo. Os Golpistas e os Jornais que os apoiam também variam pouco, sempre é a direita contrariada pela perda do poder, só muda o figurino e o cabelo, e como exemplo posso lhe dar a Revolução de 1932, que todos os livros didáticos, chamam de Revolução Constitucionalista, isto porque nesta época Getúlio Vargas, tomou o poder politico das mãos dos mineiros ( produtores de leite ), e dos paulistas ( produtores de leite ), a chamada época da politica do café com leite ( ou seja a alternância no poder entre São Paulo e Minas ), ficando o Brasil alguns anos sem Constituição, e aproveitando a oportunidade do tempo sem Constituição, os paulistas inventaram a revolução, ( de 1932 ), cujo motivo principal, foi a tentativa dos Fazendeiros paulistas voltarem ao poder, ou tomar o poder das mãos de Getúlio Vargas. Época conhecida como o Estado Novo, ( Governo de Getúlio ).
    Burrinho deu para entender? Agora leia o texto do O GLOBO: ****

    FILHO DE LULA PREPARA AÇÃO CONTRA GLOBO E COLUNISTA
    :
    O motivo: não há, na delação premiada do lobista Fernando Soares, nenhuma referência ao nome de Fábio Luis Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula; em sua estreia no jornal O Globo, no último domingo, o colunista Lauro Jardim, egresso de Veja, cravou que “Lulinha” era um dos alvos de Fernando Baiano, como suposto beneficiário de pagamentos de R$ 2 milhões; por meio de seus advogados, ele pediu que fosse apresentada a delação – o que o colunista se negou a fazer; agora, o próprio jornalista encampa uma nova versão: a de que os R$ 2 milhões teriam sido pagos à esposa de Fábio Luís, uma das quatro noras de Lula; “requeremos a íntegra da delação não porque tenhamos qualquer preocupação com seu teor, mas apenas para instruir as ações judiciais”, diz o advogado Cristiano Zanin Martins, que representa Fábio Luís
    16 DE OUTUBRO DE 2015

    A estreia retumbante do colunista Lauro Jardim no jornal O Globo renderá processos judiciais contra o jornalista e a publicação. O motivo: ao contrário do que foi noticiado no último domingo na capa do periódico (relembre aqui), o lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, não fez qualquer menção ao nome de Fábio Luis Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, em sua delação premiada homologada pelo ministro Teori Zavascki.
    Baiano citou, de fato, o nome do pecuarista José Carlos Bumlai, tido como amigo pessoal do ex-presidente Lula. Nesta sexta-feira, em sua manchete, a Folha de S. Paulo noticiou que Baiano teria mencionado um suposto pagamento pedido por Bumlai para uma “nora do ex-presidente Lula”. No entanto, não foi feita qualquer referência ao nome de Fábio Luis.

    Nesta sexta-feira, Lauro Jardim tentou consertar o erro do último domingo, com a seguinte nota:

    Renata, a nora de Lula citada na delação premiada de Fernando Baiano é a mulher de Fábio Luis Lula da Silva, o Lulinha.
    Lula tem três noras e Baiano não dá, em sua delação, o nome de quem seria a beneficiária do pedido supostamente feito pelo pecuarista José Carlos Bumlai.
    Mas pelo relato do caso, ou seja, o dinheiro serviria para quitar dívidas de um apartamento, quem conhece a família não tem dúvida em apontar a mulher de Lulinha como a nora referida.
    Como se vê, é uma informação bem diferente da publicada no último domingo, em que o colunista cravava que “Lulinha era um dos alvos”:

    Delação explosiva

    “Está destinada a causar um estrondoso tumulto a delação premiada de Fernando Baiano, cuja homologação foi feita na sexta-feira pelo ministro Teori Zavascki. O operador (de parte) do PMDB na Petrobras pôs no olho do furacão nada menos do que Fábio Luis Lula da Silva, o Lulinha. Baiano contou que pagou despesas do primogênito de Lula no valor de cerca de R$ 2 milhões. Ao contrário dos demais delatores, que foram soltos logo após a homologação das delações, Baiano ainda fica preso até 18 de novembro, quando completa um ano encarcerado. Voltará a morar em sua cobertura de 800 metros quadrados na Barra da Tijuca. A propósito, quem teve acesso à delação conta que Eduardo Cunha é, sim, citado por Baiano. O operador admite ter relações com o presidente da Câmara, mas não entrega nada arrasador contra Cunha.
    Fábio Luis garante que nem sequer conhece Fernando Baiano. Seu advogado, Cristiano Martins, afirma que pediu acesso ao inteiro teor da delação do lobista não porque tenha qualquer preocupação com seu teor. “Queremos os documentos apenas para instruir as ações judiciais contra quem difundiu informações falsas e levianas”, disse ele.
    Leia, abaixo, a nota divulgada pelo advogado de Fábio Luis:
    Diante do ataque sistemático à honra e reputação do sr. Fábio Luís Lula da Silva, sua defesa requereu na data de hoje (16.10) ao Ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, acesso à íntegra da delação premiada do lobista Fernando Soares.
    A providência tem por objetivo instruir ações que serão promovidas contra os que, pela imprensa, encabeçaram a divulgação, desde o último dia 11, de notícias falsas sobre pagamentos de contas de nosso cliente pelo citado delator.
    De forma sistematizada, põe-se em pé uma operação jornalística que, a cada dia, coloca na mira de suas manchetes o personagem da vez, eleito alvo da ofensa. Surge, agora, uma entidade primeiramente nominada a “nora de Lula”. Após 24h, divulga-se que a “nora” citada é a mulher do sr. Fábio Luís, sob o alegado argumento de que “quem conhece a família não tem dúvida em apontar” sua esposa.
    A verdade não pode estar no mero repasse de informações fornecidas e colhidas a bel prazer, pingadas a conta-gotas de uma delação sob sigilo, que, a cada dia, muda sua versão dos fatos, para tornar mais verossímil a narrativa. O que se identifica são irresponsáveis ilações daqueles que foram, depois, desmentidos no decorrer do processo.
    Vai apreender a ler e escrever meu quatro patas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *