TSE CASSA PREFEITO DE FLOREAL POR DISTRIBUIÇÃO DE DENTADURAS

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, na terça-feira (19) cassar o prefeito e o vice-prefeito de Floreal (SP), João Manoel de Castilho(PSDB) e Gilberto de Grande(DEM). Os políticos também foram declarados inelegíveis, por compra de votos e abuso de poder político e econômico nas eleições de 2016. Com a decisão, a Justiça Eleitoral vai convocar novas eleições para o município.

João Manoel e o vice Gilberto são acusados de distribuição de próteses dentárias a eleitores em troca de votos durante a campanha eleitoral. Os argumentos da defesa de que a acusação teria sido feita com base no depoimento de uma única testemunha foram rebatidos pela Procuradoria Geral Eleitoral.

“Não é situação de prova única, há pluralidade de narrativas (pelo menos seis beneficiários) e a conclusão foi tomada pelo TRE com base em todas essas provas, descabendo ao TSE revê-las”, pontuou o vice-procurador geral eleitoral Humberto Jacques. Por unanimidade, os ministros negaram o recurso interposto pelos políticos.

9 comentários

  • Cadê os comentários de Temer?

    Depois de xingar Temer de golpista, traira, corrupto, etc — os petistas estão juntos com Temer e contra a Lava Jato. .
    A Lava Jato prendeu o ídolo Lula alem disso provocou e apoiou o golpe que levou Temer ao poder porem agora manda prender Temer. Os petitas agora vão fazer campanha: #Temerlivre! kkkkk
    Esse golpista teve o que mereceu! Ops, pera aí, aí eu estarei elogiando a Lava-jato. Não pode, os petistas tem que criticar a Lava- jato que prendeu meu messias iluminado Lula. Então, não sei o que falar!
    Acho que é por isso que não tem comentários de petistas por aqui.

  • Lula, Dilma e Temer : pilantras da politica

    Depois que Lula ganhou a eleição, descobriram o Mensalão e logo, Lula teve que “negociar” com o PMDB para ficar no cargo. Fez “negocios” com Temer, chefe da quadrilha do PMDB. Teve que dar cargos de ministros para o PMDB.
    Lula e Temer montaram 2 quadrilhas para roubar o nosso dinheiro. Eles assaltaram a Petrobras, onde estava a Dilma! PT e PMDB estavam amarrados pela corrupção. Lula indicou Dilma para sucede-lo, que sabia de tudo.
    Depois que Dilma entrou, dividiu o poder com o PMDB pois colocou Temer para vice. No segundo mandato, fez cagadas e saiu do governo dizendo que foi um golpe. Xingou Temer de golpista e traíra. Acabou a sociedade!
    Temer assumiu o governo e só não foi preso porque comprou o congresso. Mas Lula foi preso, no governo Temer, e pôs culpa no juiz do processo e na turma da Lava Jato.
    Agora a turma da Lava Jato prende Temer.
    Falta Dilma, por Pasadena

    • Inocentão

      Em toda essa embrulhada a Dilma é vitima.

    • Enfermeiro cubano

      Lula, Dilma e Temer : pilantras da politica *******, O texto é uma mistura de ficção com vaidade do autor com amarguras e suposições. Não há evidências que leve o leitor a acreditar que tudo isso aconteceu justamente após a eleição de Lula, em 2002. A mídia social tem vantagens e desvantagens. A vantagem é que agiliza a comunicação, porém propaga o ódio, as inverdades e a imoralidade habitada em seu corpo doentio. A palavra quadrilha, que era brincadeira nas festas caipiras, se transformou para incrementar discursos de personagens com seu vocabulário irracional e repetitivo. Acusar políticos é grife e também status de cientista politico. Dizer que o politico é ladrão, corrupto, golpista e que a lava jato é a salvação do Brasil colônia, agora mais próximo do colonizador, é exemplo de cidadania. Nessa parafernália que virou a mídia social , ou seja, despejo de futrico, de raro raciocínio lógico e fragmentado por fake, a evidência ( o fato ) é colocada debaixo do tapete, sobressaindo as fofocas mediáticas. O que observo é que o Brasil ideal, aquele oficial, encoberta o Brasil real de um jeito tão macabro que cega a moral de uma singela parcela da sociedade brasileira ( na qual estas inserida ). O texto, escrito por sua pessoa ( será ), intitulado: ****Lula, Dilma e Temer: pilantras da politica***, é fruto da aparência do ser humano e não da substância intelectual. A prisão de Temer é nada mais , nada menos um joguete politiqueiro. Nada além.

  • ferpa

    meridiano tb houvesse cassação do prefeito

  • Antonio Carlos Pinto

    TEMOS QUE ESTAR A FAVOR DA LEGALIDADE, NÃO IMPORTA QUEM FOI O ATINGIDO PELAS ARBITRARIEDADES DAS AÇÕES, DOS QUE QUEREM FAZER UM CAIXA PARA FINALIDADES ESCUSAS, BASEADO EM CHANTAGENS.

  • Strogonoff de goiaba

    Logo logo vai ser a veiz do Fra e sua tribo de puxa sacos incompetentes!

  • Eurico

    Promotor que chamou Lula de ‘encantador de burros’ é condenado a pagar indenização de R$ 60 mil ao ex-presidente

    http://expressoam.com/wp-content/uploads/2019/03/Lul%C3%A3o.jpg

    A decisão foi proferida pelo juiz Anderson Fabrício da Cruz, da 3ª Vara Cível da Comarca de São Bernardo do Campo (SP), em ação ajuizada por Lula sob alegação de que o réu abusou das prerrogativas do cargo de promotor de Justiça para poder assumir as investigações sobre o caso Bancoop, sem observar o princípio do Promotor Natural. O pedido cita uma entrevista concedida por Conserino à revista Veja.
    A defesa do ex-presidente, feita pelo advogado Cristiano Zanin Martins, do Teixeira e Martins Advogados, também pediu indenização por danos morais por uma publicação feita no Facebook do réu. Segundo o pedido, que queria indenização de R$ 1 milhão, as informações divulgadas demonstraram a intenção de perseguição pessoal e motivação de abalar os direitos da personalidade de Lula.
    Cassio Conserino alegou que não houve qualquer violação ao princípio do Promotor Natural no caso, como reconhecido pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e pela Corregedoria Geral do Ministério Público do Estado de São Paulo. Sobre as declarações dadas à Veja, o promotor confessou que houve excesso e eventual malícia, mas por parte do entrevistador. A publicação na rede social foi justificada como uma “piada ou brincadeira”.
    Ao julgar o caso, o juiz Anderson da Cruz entendeu que a imagem compartilhada pelo réu teve a “nítida intenção calculada e provocativa de humilhar, menoscabar e desprezar”. Segundo o magistrado, foi um “conteúdo ofensivo, pejorativo e injuriante que atinge a honra e a imagem do autor e de qualquer outra pessoa na mesma situação, já que a figura do “Burro” é notoriamente associada à falta de inteligência”.
    Segundo a decisão, a publicação é um insulto capaz de ofender a honra subjetiva do ofendido e não de uma mera piada, “o que deveria ser do conhecimento de um experiente integrante do sistema de justiça”, conforme disse o juiz.
    “Ora, pessoas públicas como o autor, especialmente aquelas ocupantes de cargos públicos de natureza representativa, estão sujeitas a críticas e a um escrutínio mais severo dos demais cidadãos, entretanto, essa mitigação dos seus direitos de personalidade tem limites, não sendo possível que o exercício do direito de crítica transborde para a difamação e a injúria como parece que, desafortunadamente, vem se tornando a regra em nossa sociedade”, destacou o magistrado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *