VEREADOR DEFENDE FUZILAMENTO DE JOVENS AO COMENTAR CASO DE ESTUPROS EM CIDADE DO PIAUÍ

Os prezados leitores devem estar acompanhando o caso ocorrido na cidade piauiense de Castelo do Piauí, onde quatro menores e um adulto sequestraram, estupraram e tentaram matar quatro meninas também menores. Uma delas não resistiu aos ferimentos e morreu. 

O caso, evidentemente, vai reforçar a posição daqueles que defendem a redução da maioridade penal, que está em discussão no Congresso Nacional. Vejam, agora, a posição de um vereador de Teresina, em notícia do portal Cidade Verde:

Um aparte do vereador Edson Melo (PSDB) nesta quinta-feira (11), na Câmara Municipal de Teresina, causou polêmica entre os parlamentares durante a sessão plenária. Ao comentar uma homenagem feita pela vereadora Teresa Brito (PV) à menina Danielly Rodrigues, vítima fatal do crime de estupro coletivo em Castelo do Piauí, o parlamentar defendeu o fuzilamento dos suspeitos – que são menores de idade – em praça pública. Apenas um adulto é suspeito de participar do crime.

“Eu posso estar falando uma blasfêmia, mas na minha opinião esses quatro menores e aquele Adão deveriam ser fuzilados em praça pública lá em Castelo do Piauí, inclusive sendo televisionado para todo o mundo. Já ficou constatado que esses elementos são irrecuperáveis. As próprias famílias reconheceram isso”, disse.

Teresa Brito defendia um requerimento pedindo que a Lei Nacional do Feminicídio se chamasse Danielly Rodrigues. A parlamentar reprovou o comentário do colega parlamentar e classificou sua posição como radical.

“Atitudes como a proposta pelo vereador Edson Melo são radicais e representam um retrocesso para nossa sociedade. No entanto, as pessoas que praticam atrocidades como a que ocorreu no município de Castelo do Piauí devem pagar por seus atos não importa se são dependentes químicos, menores ou maiores de idade”, afirmou.

5 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *