VEREADORES DE VOTORANTIM GASTAM R$ 8 MIL COM RODADAS DE PIZZA AO FIM DAS SESSÕES

Em um país onde quase tudo acaba em pizza, uma notícia como essa não deveria causar nenhuma surpresa. Eis o que descobriu o jornal Cruzeiro do Sul, de Sorocaba:

As sessões ordinárias da Câmara de Vereadores de Votorantim, que em média duram duas horas, terminam todas às segundas-feiras em pizza e quem sempre paga a conta é o contribuinte do município.

Os vereadores de Votorantim gastaram em nove meses (fevereiro a outubro do ano passado) a quantia de R$ 8.041,50 em pizzas e calzones (pizza fechada), segundo levantamento feito pelo jornal Cruzeiro do Sul junto ao Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE/SP) – dados esses repassados pelo próprio Legislativo ao tribunal. Cada sessão de pizza, ocorrida no final dos trabalhos no plenário, custa em média aos cofres públicos R$ 206,19.

O custo médio mensal com as chamadas “redondas”, pago pela Câmara de Vereadores de Votorantim, é de R$ 893,5. Esse valor é superior ao que ganha mensalmente um auxiliar de serviços gerais ou um copeiro da Câmara de Votorantim, profissões que trabalham oito horas por dia, com vencimento de R$ 868,35 – dados obtidos no projeto de resolução 06/2013, aprovado no Legislativo no ano passado.

Entre os sabores mais apreciados pelos 11 vereadores, com os pedidos feitos em três pizzarias da cidade, estão as pizzas de portuguesa, estrogonofe e lombo canadense.

A notícia completa, do jornal Cruzeiro do Sul, pode ser lida aqui.  

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *