VEREADORES DESISTEM DE PEDIR SAÍDA DE PADRE QUE SUGERIU REDUÇÃO SALARIAL

O padre entrou na caderneta negra dos vereadores depois de sugerir, durante uma missa, que eles reduzissem os próprios salários. A notícia é do G1:

20150817200807Os vereadores de Mauá da Serra, no norte do Paraná, desistiram na segunda-feira (17) de pedir a saída do padre da cidade, após o sacerdote dizer em uma missa que os parlamentares recebiam salários muito altos. No município, os atuais vereadores recebem salários de R$ 3 mil, mas se reúnem apenas uma vez por semana na Câmara, para votar projetos de interesse da sociedade.

Na sessão de segunda, os vereadores resolveram cancelar uma audiência que teriam com o bispo, para falar sobre a atuação política do padre Porto de Jesus. A iniciativa foi motivada, em muito, pela pressão popular, que resolveu abraçar a causa do padre. Para o religioso, os parlamentares deveriam receber salários abaixo de R$ 1 mil.

Com a Casa cheia durante a sessão, os parlamentares apresentaram um projeto de lei para reduzir os subsídios que a próxima legislatura vai receber. De acordo com a proposta, os salários atuais seriam reduzidos de R$ 3 mil para R$ 820. Já o projeto de lei deve ser analisado pelas comissões da Câmara, antes de seguir para a votação no Plenário.

A sessão foi tumultuada e houve confusão entre alguns moradores e os parlamentares. Uma vidraça do prédio da Câmara chegou a ser quebrada. Uma pessoa ficou ferida com os estilhaços, Ninguém foi preso.

11 comentários

  • PUXA MAS QUE PUXA

    VVVVVIIIIIIIXXXXXIIIIII SE A MODA PEGA HEIN!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Anônimo

    A população de Mauá da Serra, esse povo sim sabe fazer protesto, esse povo sim quer um Brasil melhor, esse é um exemplo a ser seguido, se cada um moralizasse sua casa, corrupção não existiria.

  • Pontalindense

    Pontalinda que precisava de um choque igual a esse de moralidade.
    O município tem um dos piores índices de desenvolvimento humano do estado de são Paulo e mesmo sendo bem menor que esta cidade do Parana , os vereadores recebem dois mil reais por mês.

  • Anônimo

    Que tal em Jales? Salário mínimo para vereador! E ainda vai ter gente dizendo que é muito!!! Vamos lá senhores vereadores… Que tal legislar de acordo com os anseios da população e não em causa própria…

  • anonimo

    A população tinha que pedir a saída da cidade desses vereadores.

  • SALARIO BAIXO

    Deve ser por isso que um locutorzinho de nossa cidade defende a não participação da igreja em causas políticas. A propósito, o mesmo fica fazendo campanhas de doação no rádio para ver se nas próximas eleições consegue se eleger. Esse locutorzinho também é professor e deveria saber que a participação da igreja em causas políticas é histórica e assim deve ser, abrindo os olhos do povo para falcatruas de políticos que planejam, acima de tudo, o golpismo. Em tempo: este professor e locutorzinho já voi vereador em nossa cidade e não conheço nenhum projeto seu que tenha ajudado nossa cidade.

  • Pertubado

    Ótima idéia pra ser feito em Jales… Quem quizer fazer algo por jales faça seu protesto na próxima seção… Vamos nos unir pra acabar com os bandidos de jales

  • Anônimo

    igreja e política não deveriam andar juntas. vejamos em jales, um ex vereador que quer voltar a ter suas tetinhas na câmara, colocou sua esposa no escritório de uma deputada também da igreja. só que os irmãos não são mais bobos, o tal do cunhado que é pastor presidente acha que vai enganar nós mas não vai mais não. vamos votar no segundo colocado das prévias, que é gente de bem.

  • Anonimo

    Em Pereira Barreto na ultima visita que fiz por lá, tinha várias faixas pela cidade convocando a população a comparecer na proxima sessao para pedir a redução do salário dos vereadores. E em Jales, nada !!! Mas não sei porque se limitam a só ao Legislativo Municipal ?!?! Por que não abrange o Legislativo dos Governos Estaduais, digo, aos deputados estaduais em suas Assembléias, e ainda, no âmbito federal, onde não sabemos o total que um senador/deputado federal ganha de salaário, com tantos benefícios que possuem: auxilio moradioa, auxilio-carro, auxilio do auxilio. Fora quando não há Caixa 2 (mas aí já não é crime – desculpa do Mensalão).

    Enfim, não só os vereadores deveriam receber menos, mas todos os políticos, pois ser POLÍTICO não é profissão, e sim uma beneficência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *