VEREADORES QUE TINHAM APROVADO REDUÇÃO DE SALÁRIOS DE ASSESSORES DO PREFEITO VOLTAM ATRÁS E APROVAM AUMENTO

DSC00010

Os vereadores de Jales aprovaram, na sessão de segunda-feira passada, um projeto de lei que fixa os vencimentos dos secretários municipais em R$ 7 mil mensais, a partir de janeiro de 2017, mesmo valor que será pago ao vice-prefeito. O prefeito ganhará R$ 17,6 mil, enquanto os chefes de gabinete das secretarias receberão R$ 4,9 mil.

A aprovação do projeto foi tão rápida que este aprendiz de blogueiro nem percebeu, apesar de ter acompanhado a sessão pelo rádio. Na sexta-feira passada, liguei para a Câmara e obtive a informação de que o projeto ainda não havia sido protocolado. Na segunda-feira, o projeto já estava na pauta, tendo sido votado e aprovado sem muito alarde.

Nada contra. Na minha opinião – que, convenhamos, não tem importância nenhuma – os salários aprovados estão de acordo com as responsabilidades que serão assumidas pelos titulares dos cargos.

O detalhe é que a aprovação do projeto é um reconhecimento, por parte dos vereadores, de que eles erraram ao aprovar, em dezembro de 2014, um outro projeto que reduzia os salários de secretários e chefes de gabinete.

Pela lei aprovada em 2014, os secretários passariam a ganhar, a partir de 2017, apenas R$ 5 mil, enquanto os chefes de gabinete receberiam R$ 3,5 mil, a partir de 2017. Haveria, portanto, uma sensível redução, já que, atualmente, eles recebem – respectivamente – R$ 6,6 mil e R$ 5,6 mil.

Em tempo: os vereadores, que ganham, atualmente R$ 4,6 mil, passarão a receber R$ 5 mil no ano que vem.  

4 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *