VEREADORES QUESTIONAM DESTINO DE MADEIRA APREENDIDA

CÂMARA foto 7

Os vereadores, como é de praxe, não dizem claramente o que é que está acontecendo, mas, ao que parece, eles estão suspeitando que a madeira teria sido – digamos assim – abduzida por algum servidor. E eu suspeito que isso não vai dar em nada. A notícia é da assessoria de imprensa da Câmara Municipal:

Os vereadores à Câmara Municipal apresentaram requerimento ao Poder Executivo solicitando informações sobre a madeira apreendida pela polícia Militar de Jales, no ano passado.

De acordo com o Boletim de Ocorrência Ambiental nº 160806, registrado em 14 de dezembro de 2016, foram apreendidos pela PM 12,376 m³ de madeira transportada sem licença válida para toda a viagem.

Após o confisco, a madeira ficou depositada provisoriamente no pátio do almoxarifado da Prefeitura Municipal e já teria sido destinada para uso em diferentes obras.

Através do Requerimento nº 18/2017, os vereadores questionaram sobre a quantidade de madeira remanescente, sua destinação e se todos os destinos foram devidamente identificados e, em caso de desaparecimento do material, quais providências foram tomadas.

Os requerimentos são discutidos e votados em Sessão, e enviados ao Executivo que tem até 15 dias úteis para encaminhar a resposta à Câmara. Os requerimentos e suas respectivas respostas ficam disponíveis a toda a população no site oficial do Poder Legislativo de Jales (www.jales.sp.leg.br).

3 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *