ADVOGADO DA REGIÃO É PRESO POR ABUSO SEXUAL CONTRA MENORES

A notícia é do Diário da Região:

O advogado e assessor jurídico de uma prefeitura da região, A.L., foi preso por policiais civis da cidade nesta segunda-feira, acusado de abusar sexualmente de duas garotas de 14 anos em 2006. Ele foi condenado em última instância pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) a 4 anos e sete meses de prisão pelo artigo 214 do Código Penal: cometer violação sexual mediante fraude. De acordo com a sentença, sob a condição de advogado, A.L. iludiu as adolescentes para a prática de atos libidinosos e para produzir fotos pornográficas.

Segundo a denúncia oferecida pelo promotor público Landolfo Andrade, que atuava no MP de Tabapuã na época, o advogado informou às adolescentes que precisava fazer exames de corpo de delito para uma investigação de possível estupro. Na ocasião, ele fotografou as menores completamente nuas e em posições que expunham as genitais. As fotos foram realizadas tanto na casa dele como no escritório onde atua. 

Também ficou comprovado que o advogado, em duas oportunidades, acariciou uma das adolescentes em suas partes íntimas, também sob a justificativa de averiguar se ela foi estuprada. O processo tramitava desde 2006 na comarca de Tabapuã. Em 2011, ele foi condenado a 8 anos e oito meses de prisão. No mesmo ano, o Tribunal de Justiça do Estado reduziu a pena para 4 anos e sete meses de prisão. O STJ manteve a sentença e expediu o mandado de prisão na manhã da segunda-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *