E O EX-PREFEITO DE MESÓPOLIS TAMBÉM FOI CONDENADO A DEVOLVER DINHEIRO

Os prezados leitores já estão cansados de saber que o ex-prefeito de Mesópolis, Otávio Cianci, o Tavinho, é o campeão da região no quesito “réu em ações civis públicas”. Sem contar três ações penais por supostos crimes contra as finanças públicas e a lei de licitações.

Claro que ele poderá perder o posto de campeão a qualquer momento, já que o ex-prefeito de Dolcinópolis, José Luiz Inácio Azevedo, tem se esforçado para alcança-lo. Registre-se que Tavinho tem a vantagem de estar livre – ao contrário de seu confrade de Dolcinópolis – e trabalhando para sobreviver, já que saiu da Prefeitura mais pobre do que entrou.

Apesar de pobre e trabalhador, Tavinho está pagando caro pelos pecados que cometeu – e também pelos que outros personagens cometeram por ele – durante sua aventura como prefeito. Há alguns dias, por exemplo, ele foi condenado mais uma vez por improbidade administrativa, um pecado quase capital.

Tavinho foi acusado pelo Ministério Público de ter repassado, irregularmente, R$ 20 mil para uma tal Associação Sela de Ouro, que cuidou dos festejos de aniversário da pujante Mesópolis, em 2010, o que incluiu – como é de praxe em comemorações do tipo – a realização de uma festa do peão.

A condenação diz que ele, a tal associação e outros dois cidadãos, também responsabilizados pelos malfeitos, terão que devolver, de forma solidária, os R$ 20 mil devidamente atualizados. Tavinho e outros dois cidadãos tiveram, também, seus direitos políticos suspensos por cinco anos. Eles terão o direito de recorrer à 2ª instância.  

5 comentários

  • Dinheiro de COCA COLA.

    O que nobres as alcaides pegaram, é dinheiro de Coca Cola, dessas pequenas ainda, vejam abaixo com atenção:
    Gleisi Hoffmann pagava até contas de luz e água com propina, diz advogado.
    Petista recebeu R$ 23 milhões desviados dos cofres públicos.
    A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, foi diretamente apontada pelo advogado Marcelo Maran como beneficiaria de cerca de R$ 23 milhões de reais. No registro do depoimento inédito colhido pela Procuradoria-Geral da República obtido pela Veja, o advogado detalha como o dinheiro desviado dos cofres públicos era usado pela senadora petista.
    Segundo reportagem, os recursos desviados serviram não apenas para pagar campanhas eleitorais de Gleisi Hoffmann, como também proporcionar conforto para a senadora e sua família.
    Diz a reportagem da Veja que, ” Segundo Maran_, despesas da atual presidente do PT e do marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, eram bancadas por uma conta-propina abastecida, na ponta, pelo dinheiro do contribuinte. Os gastos incluíam gasolina, taxas de IPVA, conta de luz, condomínio, conserto de lidificador, brinquedos para seus filhos e pequenos luxos, como motorista particular, informações que ela nega.
    As revelações estão em reportagem publicada na edição da revista VEJA.
    Segundo informou o advogado, Gleisi Hoffmann embolsou R$ 7 milhões desviados do ministério do Planejamento, R$ 5 milhões da Odebrecht, R$ 10 milhões da JBS e R$ 1 milhão diretamente da Petrobras.
    Então senhores, o que esses prefeitos pegaram, é uma GORGETA perto desses roubos dos políticos, inclusive de qualquer partido, devemos deixar neste momento nossas paixões políticas, e sim irmos para a ética e a decência, pois o país esta agonizando.

  • O pobre prefeito Tavinho e o milionario Corinthians

    Em situação diferente do ex prefeito, o Corinthians vive fazendo transações milionárias com venda de joadores porem não paga R$ 5 milhões mensais a Caixa Federal, do empréstimo que fez para construir sua arena.
    Ninguem acredita que o campeão brasileiro vai quitar esse empréstimo porem o Corinthians, a Odebrecht (sempre ela), o ex presidente da CEF e a Arena Itaquera S.A. (empresa de fachada) foram condenados, em primeira instância, pela Justiça gaúcha a devolver os R$ 400 milhões obtidos junto ao BNDES,
    A Caixa Econômica decidiu executar as garantias do empréstimo feito pelo Corinthians para a construção da Arena Corinthians.

  • Lula, Corinthians e a Odebrecht

    Quando Lula resolveu realizar a Copa do mundo, o Morumbi seria o estadio escolhido para SP, porem Lula quis construir um estadio para o seu Corinthians para isso chamou a Odebrecht (nossa velha conhecida das propinas) logo disse que não teria dinheiro publico para reformar ou construir estádios.
    Fomos enganados pois criou uma linha de crédito do BNDES de R$ 4,8 bilhões para a construção e reforma de estádios da Copa de 2014. Os repasses seriam realizados por meio do Banco do Brasil.
    Onze projetos teriam sido aprovados, com exceção do que envolvia a Arena Itaquera. O BB não quis emprestar dinheiro ao time. A negativa teria ocorrido em razão da ausência das garantias exigidas.
    Logo Lula mandou o então presidente da Caixa Federal que repassasse o dinheiro do BNDES ao seu Corinthians, sem garantia nenhuma!
    Assim a CEF fez o empréstimo de R$ 400 milhões a uma empresa – SPE Arena Itaquera S.A. – cujo capital social estimado, na época, era de R$ 1 mil. Olha que gambiarra!
    O Corinthians contratou a famosa Odebrecht, com esquema com Lula, sem licitação, para construir a arena.
    Por enquanto essa historia não respingou em Lula mas com a delação premiada talvez o ex presidente da Caixa pode contar a verdadeira historia a justiça

  • Acreditar jamais

    O que tem a ver o coitado do Tavinho com estádio de curintia? ???

  • O pobre prefeito Tavinho e o milionario Corinthians (2)

    Acreditar Jamais
    Ambos foram condenados pela justiça,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *