EM FERNANDÓPOLIS, GATO SALVA CRIANÇA DE ATAQUE DE PIT BULL

Eu só não entendo é como alguém que tem um pit bull em casa pode esquecer o portão aberto. E esse gato já gastou pelo menos umas três de suas sete vidas. A notícia é do jornal O Extra, de Fernandópolis:

extra pit bullUm gato salvou a vida de um menino de 4 anos, que estava prestes a sofrer um ataque de pit bull, na tarde de sexta-feira (09), por volta das 14h, no Jardim Paraíso, zona norte de Fernandópolis. A criança havia acabado de sair de casa, acompanhada da mãe, quando o animal avançou, sendo interceptado no último instante pelo bichano.

O gato, conhecido como Tuco, ficou com ferimentos em uma das patas “O pit bull estava dentro do quintal, mas quando viu a gente ele saiu, porque o portão estava entreaberto. Ele veio em cima do meu filho. O susto foi muito grande”, contou à reportagem de “O Extra.net” a mãe da criança, Cátia Roberta Souza, de 39 anos.

Na opinião dela, a intervenção feita por Tuco, que mora com a família e sempre está pelos muros da vizinhança, foi salvadora. “Não dava dois metros de distância”, disse. Os animais começaram a brigar, só sendo interrompidos com a ajuda de três pessoas que passavam pelo local. Com pedaços de madeira, eles bateram no pit bull para que ele soltasse o gato.

“Mesmo com eles batendo, ele não soltava, até que o Tuco conseguiu escapar e correr. Então eles fecharam o cachorro no portão”, lembrou Cátia. O pit bull estava em uma residência, localizada a 50 metros, de onde Cátia mora. Ela conta que o dono do animal o deixa o dia inteiro sozinho e às vezes esquece o portão entreaberto.

“Eu acho que ele fica mais bravo ainda porque está sozinho”, desabafa em relação à gravidade da situação. Após a confusão, Tuco procurou refúgio na casa de Cátia, que o levou a um veterinário. “Precisa ver como ele ficou, está com uma das patas machucada”, lamentou.

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *