JUSTIÇA CONDENA EMPRESA A DEVOLVER R$ 1 MILHÃO PARA PREFEITURA DE PONTALINDA

A juíza da 4ª Vara de Jales, Maria Paula Branquinho Pini, julgou parcialmente procedente uma ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público local, condenando a empresa Juripe Engenharia e Construção Ltda a ressarcir a Prefeitura de Pontalinda em R$ 937 mil, mais juros e correção monetária.

A encrenca começou em maio de 2012, quando a empresa ganhou uma licitação para a construção de 89 casas populares da CDHU, em Pontalinda, por R$ 6,1 milhões.

De acordo com o Ministério Público, a empresa – que foi a única a participar da licitação – teria sido beneficiada, uma vez que um de seus sócios tinha ocupado cargo de confiança na Prefeitura de Pontalinda até um mês antes da abertura do certame licitatório.

De acordo com a decisão da Justiça, além da devolução do dinheiro, a empresa ficará proibida de contratar com o poder público pelo prazo de cinco anos. A empresa e seus sócios poderão recorrer às instâncias superiores.

16 comentários

  • Processo

    Pontalinda e dolcinopolis estao direto na midia .Porque serà?

  • Anônimo

    Como sempre ouço dizer: faz aqui, paga aqui!!!

  • Inácia

    Valdir. Essa empresa está situada em que endereço?. Sabes quem são seus proprietários? Juripe, Juripe e mais nada. Dê a notícia completa, pois seu leitor precisa de entender todo o processo.

  • João da Silva

    Cardosinho:

    Realmente é incrível como em tão pouco espaço territorial que tem Pontalinda, pode ter tanta corrupção!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Quarteirização

    Pois é Fanta, a fatura chegou……………..

  • Anônimo

    Quem é o dono da Juripe?

  • uma pontalinda melhor

    Pontalindense em 2016 vamos eleger gente séria vamos mudar pontalinda pra melhor não vemos eleger pessoas que so pensam neles eleitores que vende seu voto ta vendendo pontalinda ai eles fazem o que quer Muda Pontalinda!!!

  • Só Observo

    Um dos sócios proprietarios da empresa, que foi o que ocupou cargo de confiança na prefeitura de Pontalinda chama-se Orlando, conhecido popularmente como “Coca”. Vale lembrar que ele tambem prestou assessoria para a Camara Municipal de Pontalinda concomitantemente com o cargo de confiança, e por tal ato tambem responde processo. Pontalinda adora uma coisa mal feita.

    Ps: quando ele soube que a “licitação” poderia ter gerar problemas para ele, pediu exoneração.

  • Anônimo

    koka tinha necessidade disso depois de tanto tempo? A ganância dos homens…

  • Zeca Pauleira

    Então moçada, ja escrevi uma matéria dando mais clareza na nota publicada com referência a empresa condenada a devolver dinheiro aos cofres públicos da prefeitura de Pontalinda, no entanto não encontro a publicaçao nesse blog. Não sei se ocorreu um erro na forma do envio ou se o blog não quis publicar a verdade por envolver o nome do co-autor e ex-prefeito de Pontalinda que antecedeu o atual. Mas vai de novo esse comentário. A condenação em primeira instância, não recai somente na empresa juripe do CIDADÃO COCA, o ex-prefeito que esteve no mandato até 31 de dezembro de 2012, também faz parte da condenação juntamente com a pessoa física do cidadão COCA. Ambos foram condenados a devolver recursos por terem usados o maquinário da prefeitura no serviço inicial da terraplangem do terreno dessa cohab. Os funcinários da prefeitura de Pontalinda (motoristas de caminhão e operadores de máquinas) trabalharam duro nessa limpeza. Vejam que além da utilização do maquinário nessa façanha o poder público municipal foi quem pagou o salário dos servidores durante a operação. A população inteira assistiram o vai e vem de máquinas e caminhões circulando pelas rua de Pontalinda transportando terra e entulhos tirado do terreno. Ainda teve funcionário que por estar enganado, informava que o dinheiro que deveria ser usado nesse trabalho, o prefeito iria construir uma praçinha na localidade, mas acho que faltou claresa na informação “a praça é vossa mas nunca encontrarão, e a grana é “nossa” e ninguém nos denunciarão. Quiseram enganar o povo, mas eles é quem estavam enganados. A justiça pode ser lenta, mas um dia chega. Tem mais, ambos estão condenados a devolverem recursos envolvendos valores de 08 ou 12 vezes o salário que receberam no mes de maio de 2012, isso devidamente corrigido. Consta ainda a cassação dos direitos políticos de ambos pelo prazo de 08 anos. Eita COCA DE SORTE, no dia da licitação só a empresa dele foi fiel ao comparecimento, mas depois só a juiza foi fiel ao entendimento.

  • Prezada “Alguém”, não foram tantas vezes assim…

  • Alguém

    Tenho pena desse tipo de gente, porta de boteco, que não tem o que fazer… Ô jeitinho sujo de ganhar a vida: a sua deve ser tão vazia a ponto de cuidar da vida dos outros! Maria rodoviária que vive varrendo calçada! Chega a ser engraçado, coisa de cidade pacata né?Bem coisa de jalesense mesmo! Para completar deve ser Petista! Boa sorte na sua vida! Ah, e cuidado com a lingua! Peixe morre pela boca!

  • Tiago

    Cada um tem o governo que merece.
    Pontalinda ou São Paulo ou o Brasil
    esta tudo perdido
    Eu tenho vergonha dos representantes da minha cidade assim como os de nosso pais.
    Porem foram eleitos por maioria, então a culpa recai sobre quem vota de forma errada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *