MÁFIA DO ASFALTO PAGOU R$ 240 MIL A EX-PREFEITO

A notícia é do Diarioweb:

Escutas telefônicas da Polícia Federal apontam que o Grupo Scamatti teria pago R$ 240 mil “a título de propina” ao então prefeito de Barretos Emanoel Mariano Carvalho (PTB) no final do ano passado. A servidora Silvana Aparecida Ferreira Costa, chefe do setor de licitações, e o ex-secretário de governo e gestão estratégia Guilherme Montanari também teriam recebido R$ 15 mil e R$ 20 mil, respectivamente, da apelidada “Máfia do Asfalto.”

O relatório da PF não especifica qual teria sido o motivo da suposta propina. Empresas do Grupo Scamatti ganharam cerca de R$ 26 milhões em licitações em Barretos na gestão de Emanoel. A propina ao prefeito teria sido negociada diretamente por Olívio Scamatti, apontado como o chefe do esquema.

O valor de R$ 240 mil teria sido pago em parcelas. “(…) Sendo que já havia sido pago R$ 200 mil e que faltavam R$ 40 mil que seriam entregue por Nenê (pelo funcionário Valdovir Gonçalves) naquele dia 21/12/2012”, diz trecho do relatório. Os policiais federais apuraram que o pagamento da última parcela gerou uma tremenda discussão entre Olívio e os assessores do prefeito.

A briga teria ocorrido porque o empresário teria mandado pagar apenas R$ 25 mil dos R$ 40 mil que faltavam. O dinheiro destinado ao prefeito de Barretos, segundo a PF, teria sido entregue ao ex-secretário de governo Guilherme Montanari, às 16h30 de 21 de dezembro de 2012, em frente à Igreja. Já a secretária Silvana, segundo a PF, recebeu a propina às 17h30 daquele mesmo dia em frente ao Posto Ipiranga próximo a uma rodovia.

A notícia completa pode ser lida aqui

4 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *