MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL DE JALES QUESTIONA MEDIDAS CONTRA A DENGUE ADOTADAS EM CIDADES DA REGIÃO

A situação mais grave é a de Suzanápolis. A notícia é do G1:

O Ministério Público Federal enviou uma série de questionamentos para 22 cidades em torno de Jales e Fernandópolis (SP). O assunto em pauta: a dengue epidêmica na maioria dos municípios da lista e com mortes de pacientes infectados.

A Procuradoria da República está lembrando as prefeituras que, até quando o deslize é dos moradores, a responsabilidade é do poder público.

“Nós estamos fiscalizando para punir as pessoas que não tomam conta dos seus terrenos e quintais, e também para verificar o que as cidades estão fazendo para diminuir o risco de contrair a doença”, diz o procurador público José Rubens Plates (foto acima).

As vinte e duas cidades que tiveram índice de larvas acima do recomendado pela Organização Mundial de Saúde terão dez dias para responder ao MPF, nas mais extensas é maior número de casos positivos da doença.

Em Jales, já são 110 casos e mais de 350 aguardando resultado, em Suzanápolis, com pouco mais de três mil habitantes, já são quase 180 confirmados e mais de 200 notificações.

Entre as 22 cidades a que mais preocupa é Fernandópolis, o município vive uma epidemia da doença, com mais de 2 mil casos registrados e uma morte confirmada por causa da doença. A morte em Fernandópolis foi confirmada no início de março, a vítima foi uma idosa de 69 anos.

Na cidade os agentes estão percorrendo as casas pra orientar, fiscalizar e eliminar possíveis criadouros de quintais e terrenos. Uma empresa particular também foi contratada para passar veneno dentro e fora das casas.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *